- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Planejamento Operacional: Saiba o que é? Sua importância e as 9 etapas para sua elaboração.

Descubra o papel fundamental que o planejamento operacional desempenha nas organizações, e como ele contribui para geração de resultados positivos nas operações

Planejamento Operacional é a etapa mais detalhada e de curto prazo do processo de planejamento organizacional. Ele se concentra na execução prática das atividades necessárias para atingir as metas e objetivos estratégicos.

Você já se perguntou como as empresas bem-sucedidas conseguem operar com eficiência, alcançar suas metas e manter sua vantagem competitiva? A resposta está no Planejamento Operacional. Quando se trata de otimizar as operações empresariais, é essencial traçar um plano claro e eficaz para alcançar o sucesso desejado.

O planejamento operacional envolve a implementação de ações concretas para atingir metas específicas e de curto prazo. É a espinha dorsal que impulsiona o desempenho de uma organização, permitindo que ela atenda ao mercado, mantenha a eficiência e proporcione boas experiências aos clientes.

Neste artigo, abordarei os conceitos e importância do planejamento operacional, seus componentes fundamentais e como ele pode ser aplicado em diferentes setores empresariais. Você descobrirá como empresas de sucesso utilizam o plano operacional para maximizar a eficiência e alcançar crescimento sustentável.

Por José Sergio Marcondes – Postado 27/10/2016 atualizado em 19/05/2023

O que é Planejamento Operacional?

O Planejamento Operacional é a etapa mais detalhada e de curto prazo do processo de planejamento organizacional. Ele se concentra na execução prática das atividades necessárias para atingir as objetivos e metas estabelecidos no planejamento estratégico e tático.

Os planos operacionais visam detalhar os planos estratégico e tático em forma de atividades a serem realizadas nos setores, com vistas a atingir os objetivos estratégicos, pois é nos setores que as metas se transformam em ação e resultado. Busca gerar resultados a curto prazo e descreve as tarefas a serem realizadas pelos colaboradores.

Enquanto o planejamento estratégico define a direção geral da organização e o planejamento tático traduz essas diretrizes para unidades de negócio ou departamentos específicos, o planejamento operacional se preocupa com os aspectos e rotins cotidianos da empresa.

O planejamento operacional consiste no estabelecimento de planos com a operação da empresa no dia a dia, em base de curto prazo. Preocupa-se com “o que fazer” (tarefa/atividade) e com o “como fazer” (método).

O que é um Plano Operacional?

O Plano Operacional é o documento que descreve o resultado do planejamento operacional, trata-se de um conjunto de diretrizes que descreve as ações e atividades específicas a serem executadas para alcançar objetivos operacionais. São os planos dos setores que visam detalhar os planos estratégico e tático em forma de atividades,

Fornece um roteiro detalhado para a implementação das estratégias e táticas estabelecidas em níveis mais altos de planejamento. Aborda os aspectos práticos e detalhados da execução das atividades diárias de uma organização.

Envolve a definição de processos, procedimentos e fluxos de trabalho eficientes, a alocação adequada de recursos, o monitoramento contínuo das atividades e a resolução de problemas operacionais que possam surgir. Está diretamente relacionado à liderança de equipes, treinamento e supervisão para garantir o cumprimento dos objetivos estabelecidos.

O que são objetivos operacionais?

Objetivos operacionais são metas específicas e mensuráveis ​​que são estabelecidas para orientar e direcionar as atividades diárias de uma organização em níveis operacionais. Eles são desenvolvidos como parte do processo de planejamento operacional e estão intimamente relacionados aos objetivos estratégicos e táticos.

Enquanto os objetivos estratégicos se concentram na direção geral e no posicionamento competitivo da organização a longo prazo, os objetivos operacionais estão mais relacionados às operações diárias, processos internos e eficiência operacional.

O foco está na eficiência, produtividade e controle das operações diárias, garantindo que as metas sejam alcançadas dentro dos prazos e padrões estabelecidos.

Para que serve o Planejamento Operacional?

O planejamento operacional serve para orientar e controlar as atividades diárias de uma organização, garantindo a eficiência, a eficácia e a consecução dos objetivos estabelecidos nos níveis estratégico e tático. Ele desempenha um papel fundamental na gestão das operações e na obtenção de resultados consistentes.

O planejamento operacional tem o propósito de guiar as atividades diárias da organização, assegurando que elas estejam alinhadas com os objetivos organizacionais, otimizando o uso dos recursos, promovendo a coordenação e a eficiência, além de lidar com contingências e riscos.

O plano operacional cuida das atividades de rotina da empresa, garantindo que os colaboradores cumpram com suas responsabilidades de acordo com as políticas e diretrizes estabelecidas no planejamento estratégico e tático.

Principais Objetivos do Planejamento Operacional

Alguns dos principais objetivos do planejamento operacional são:

  • Definir ações concretas: tem como objetivo transformar os planos estratégicos e táticos em ações práticas e detalhadas. Ele define as tarefas específicas que devem ser realizadas, os recursos necessários, os responsáveis por cada atividade e os prazos para execução.
  • Alinhar as operações com os objetivos organizacionais: busca garantir que as atividades diárias estejam em conformidade com os objetivos estabelecidos em níveis superiores. Ele ajuda a criar uma sinergia entre as diferentes áreas da empresa, garantindo que todas estejam trabalhando na mesma direção.
  • Otimizar o uso dos recursos: visa maximizar a eficiência e a utilização dos recursos disponíveis, sejam eles humanos, financeiros, tecnológicos ou materiais. Ele busca evitar desperdícios, identificar oportunidades de melhoria e otimizar a alocação de recursos para alcançar os objetivos com o menor custo possível.
  • Estabelecer padrões e métricas de desempenho: define padrões de desempenho e estabelece métricas para medir e avaliar o progresso das atividades. Ele estabelece indicadores-chave de desempenho (KPIs) que permitem monitorar o cumprimento dos objetivos, identificar desvios e tomar medidas corretivas quando necessário.
  • Promover a coordenação e a sinergia: busca garantir a coordenação e a colaboração entre as diferentes equipes e departamentos da organização. Ele promove a comunicação efetiva, evita conflitos e incentiva a sinergia, garantindo que todos trabalhem juntos para alcançar os resultados desejados.
  • Lidar com contingências e riscos: inclui a identificação e a gestão de riscos operacionais. Ele prevê possíveis problemas e estabelece planos de contingência para lidar com situações imprevistas, minimizando os impactos negativos nas operações e permitindo uma resposta ágil a eventos adversos.
Planejamento Operacional

Quais as Características do Planejamento Operacional?

O planejamento operacional possui algumas características distintivas que o diferenciam dos demais níveis de planejamento. Aqui estão algumas das principais características do planejamento operacional:

  • Detalhamento: é altamente detalhado e específico. Ele se concentra em atividades e tarefas práticas que devem ser realizadas para alcançar os objetivos de curto prazo. Os planos operacionais fornecem instruções claras sobre o que fazer, como fazer, quem é responsável e quando as atividades devem ser concluídas.
  • Curto prazo: o planejamento operacional tem um horizonte de tempo de curto prazo, geralmente até um ano. Ele lida com as operações diárias da organização e visa atingir resultados imediatos.
  • Ações práticas: se concentra na implementação das estratégias e táticas estabelecidas nos níveis superiores de planejamento. Ele traduz essas diretrizes em ações concretas que podem ser executadas pelas equipes operacionais.
  • Orientação para processos: envolve a definição de processos e procedimentos claros. Ele estabelece fluxos de trabalho eficientes e descreve as etapas sequenciais necessárias para realizar as atividades operacionais.
  • Alocação de recursos: inclui a alocação adequada de recursos necessários para a execução das atividades operacionais. Isso pode incluir recursos humanos, financeiros, materiais e tecnológicos.
  • Monitoramento e controle: envolve o controle e monitoramento contínuo das atividades e desempenho operacional. Ele estabelece indicadores de desempenho relevantes e mecanismos de acompanhamento para avaliar o progresso em relação às metas estabelecidas.
  • Flexibilidade e adaptação: deve ser flexível o suficiente para lidar com mudanças e imprevistos. À medida que as condições do ambiente empresarial evoluem, é necessário ajustar os planos operacionais para garantir a efetividade e a adaptação às novas circunstâncias.

Quem faz o Planejamento Operacional?

O planejamento operacional é elaborado normalmente pelos níveis operacionais da organização (supervisão e coordenação), respectivas chefias de setores, com supervisão da gerência do departamento, com foco básico nas atividades do dia-a-dia em um período de curto prazo.

É importante destacar que o planejamento operacional é um processo colaborativo que envolve a participação e o envolvimento de múltiplos colaboradores dentro da organização. A comunicação eficaz, o compartilhamento de informações e a coordenação entre os diferentes níveis de gestão são essenciais para o sucesso do planejamento operacional.

Dependendo da complexidade da organização, pode haver necessidades específicas de apoio de especialistas, analistas ou consultores externos, que desempenham um papel importante na facilitação e na implementação do plano operacional, oferecendo expertise e conhecimentos especializados.

Qual a Importância do Planejamento Operacional?

O planejamento operacional é importante para colocar em prática os planos estratégicos e planos táticos. Busca fazer com que a estratégia da empresa de fato funcione na prática, e contribui para potencializar os processos e resultados do planejamento empresarial.

Define as atividades necessárias para que os objetivos estratégicos e táticos sejam atendidos. Detalhando atividades, prazos, recursos, responsabilidades e formas de execução das atividades operacionais necessárias para que os objetivos organizacionais sejam atingidos.

Contribui para um melhor alinhamento das ações operacionais, entre setores e, também, prepara a empresa para lidar com imprevistos com mais agilidade e eficiência. Descreve etapas, recursos e condições para a execução das atividades.

Benefícios do Planejamento Operacional

O planejamento operacional desempenha um papel fundamental nas organizações, trazendo consigo uma série de benefícios e contribuindo para o alcance de resultados positivos. Aqui estão algumas dos principais benefícios do planejamento operacional:

  1. Alinhamento e foco: ajuda a alinhar todas as atividades e esforços operacionais com os objetivos estratégicos e táticos da organização. Ele define claramente as metas a serem alcançadas e direciona as energias e recursos da equipe para atingir essas metas.
  2. Eficiência e produtividade: ao planejar as atividades operacionais de forma antecipada e estruturada, é possível identificar e eliminar desperdícios, reduzir retrabalhos e otimizar o uso dos recursos disponíveis. Isso aumenta a eficiência e a produtividade.
  3. Tomada de decisão embasada: O planejamento operacional envolve uma análise detalhada do contexto e das possíveis abordagens para alcançar os objetivos estabelecidos. Isso permite que a tomada de decisões mais embasadas, considerando os diferentes cenários, riscos e oportunidades.
  4. Antecipação e preparação para mudanças: permite que a organização esteja preparada para lidar com mudanças internas e externas. Ao considerar diferentes cenários e estabelecer planos de contingência, é possível antecipar possíveis desafios e ajustar as atividades operacionais de acordo.
  5. Coordenação e sinergia: o planejamento operacional facilita a coordenação entre as diferentes áreas e equipes da organização. Ao estabelecer objetivos e planos claros, as equipes podem trabalhar de forma colaborativa, compartilhando informações, recursos e conhecimentos.
  6. Monitoramento e controle: permite o monitoramento constante do desempenho e o controle das atividades. Por meio de indicadores de desempenho estabelecidos, é possível acompanhar o progresso, identificar desvios e implementar ações corretivas de forma oportuna.

Como Fazer o Planejamento Operacional?

As decisões que ocorrem ao nível do planejamento operacional estão no âmbito da execução das atividades necessárias para se atingir os objetivos tático e estratégico, conhecido como “chão de fábrica”, e devem ser mais detalhadas do que as dos demais níveis de planejamento, pois representam o ato de produzir.

O processo de planejamento operacional se inicia com a identificação dos objetivos operacionais e das atividades que devem ser executadas para que se alcance esses objetivos. A seguir um passo-a-passo das principais ações para elaborar o planejamento operacional.

Etapas para Elaboração do Planejamento Operacional

A seguir os principais passos envolvidos na elaboração de um planejamento operacional:

  1. Defina os objetivos operacionais: comece identificando claramente os objetivos operacionais que deseja alcançar. Esses objetivos devem estar alinhados com os objetivos táticos e estratégicos e serem específicos, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais.
  2. Analise o ambiente operacional: realize uma análise do ambiente operacional para entender os fatores internos e externos que podem afetar o desempenho operacional.
  3. Identifique as atividades-chave: identifique as atividades operacionais-chave necessárias para alcançar os objetivos operacionais estabelecidos. Liste todas as tarefas e ações específicas que precisam ser realizadas para cada atividade.
  4. Estabeleça prioridades e sequência: priorize as atividades operacionais com base em sua importância e urgência. Determine a sequência lógica das atividades, identificando quais devem ser realizadas antes ou em paralelo com outras.
  5. Atribua responsabilidades: atribua responsabilidades claras a indivíduos ou equipes para a execução de cada atividade operacional. Certifique-se de que cada membro da equipe entenda suas responsabilidades e esteja ciente das expectativas.
  6. Estime recursos necessários: avalie os recursos necessários para executar as atividades operacionais, como recursos humanos, financeiros, materiais e tecnológicos. Faça uma estimativa realista dos recursos necessários para cada atividade e planeje sua alocação de forma eficiente.
  7. Desenvolva um cronograma: estabeleça um cronograma detalhado para cada atividade operacional, definindo as datas de início e término. Considere a interdependência entre as atividades e garanta que o cronograma seja viável e realista.
  8. Monitore e avalie: defina indicadores de desempenho que permitam monitorar o progresso e avaliar o sucesso do planejamento operacional. Estabeleça mecanismos de acompanhamento e revisão regularmente para garantir que as atividades estejam progredindo conforme o planejado.
  9. Ajuste e adapte: esteja preparado para ajustar e adaptar o planejamento operacional conforme necessário. À medida que o ambiente operacional muda ou surgem novas informações, revise e ajuste o plano para garantir sua relevância e eficácia contínuas.

Para ajudar na elaboração do seu plano operacional disponibilizamos gratuitamente um guia completo para-a-passo para elaboração do seu planejamento, para baixar clique no botão abaixo e acesse nossa página de download.

guia elaboração passo-a-passo planejamento

Documentos Relacionados ao Planejamento Operacional

Existem diversos documentos relacionados ao plano operacional, que variam de acordo com a estrutura e as necessidades específicas de cada empresa. Alguns dos documentos comumente resultantes do processo de planejamento operacional incluem:

  1. Plano Operacional: documento central do planejamento operacional, que define os objetivos, metas, estratégias e ações específicas para alcançar os resultados desejados.
  2. Orçamento Operacional: descreve os recursos financeiros necessários para executar as ações planejadas e fornece uma visão detalhada dos custos, despesas e receitas esperadas durante o período considerado.
  3. Plano de Ação: detalha as etapas específicas que devem ser executadas, incluindo prazos, responsáveis e recursos necessários. Ele fornece uma visão geral das atividades a serem realizadas para atingir as metas e permite um acompanhamento e controle eficazes do progresso.
  4. Procedimentos Operacionais: estabelecem diretrizes e regras operacionais específicas que devem ser seguidas pela equipe para garantir a consistência e a conformidade com os padrões estabelecidos.
  5. Ordens de serviço: são documentos utilizados para designar uma tarefa ou serviço específico a ser executado por um funcionário ou equipe. Elas fornecem informações sobre a natureza da tarefa, o local, o prazo, os recursos necessários e outras instruções relevantes.
  6. Instruções de trabalho: são documentos que fornecem orientações detalhadas e passo a passo sobre como realizar uma tarefa ou atividade específica.
  7. Relatórios de Monitoramento e Avaliação: documentam o progresso em relação ao plano operacional, fornecendo dados e análises que ajudam a avaliar o desempenho e identificar áreas de melhoria. Eles podem incluir indicadores de desempenho, métricas de qualidade, análises financeiras e feedback dos clientes.

5 Exemplos de Planejamento Operacional

A seguir cinco exemplos de planos operacionais que podem ser implementados em diferentes setores e áreas de negócios:

  1. Planejamento Operacional de Marketing: Inclui a segmentação de mercado, definição de canais de comunicação, alocação de recursos para campanhas de marketing e definição de metas de vendas.
  2. Planejamento Operacional de Produção: detalha as etapas e processos necessários para produzir um determinado produto. Inclui o planejamento da capacidade produtiva, controle de estoque, programação de produção, definição de padrões de qualidade e alocação de recursos.
  3. Planejamento Operacional de Atendimento ao Cliente: define os procedimentos e instruções para fornecer um excelente atendimento ao cliente. Inclui o treinamento da equipe de atendimento, estabelecimento de padrões de atendimento, gerenciamento de reclamações e resolução de problemas.
  4. Plano Operacional de Logística: detalha as atividades e processos relacionados à movimentação e armazenamento de produtos. Inclui o planejamento de rotas, gestão de estoque, coordenação de transporte, definição de indicadores de desempenho logístico e otimização da cadeia de suprimentos.
  5. Planejamento Operacional de Segurança Empresarial: detalha as medidas e procedimentos para garantir a segurança da organização. Inclui implementação de sistemas de segurança, elaboração de procedimentos de segurança, treinamento dos funcionários sobre segurança, protocolos de resposta a emergências.

Conclusão

Nesse artigo abordei o planejamento operacional como um elemento fundamental para o sucesso empresarial. Vimos que o planejamento operacional vai além de simplesmente definir metas; envolve a implementação de ações concretas, o monitoramento do desempenho e a adaptação contínua para alcançar resultados desejados.

É crucial entender que o planejamento operacional não é um processo estático, mas sim uma abordagem dinâmica que requer flexibilidade e adaptação. À medida que o mercado e as demandas dos clientes evoluem, é essencial que as empresas estejam preparadas para ajustar suas ações operacionais.

Lembre-se: o planejamento operacional é a base para o sucesso, mas a gestão empresarial abrangente é o que impulsiona o crescimento e a excelência contínua. Neste contexto, sugiro a leitura do meu artigo sobre gestão empresarial. Descubra como uma gestão eficiente pode ajudá-lo a alcançar seus objetivos e transformar sua empresa numa líder no mercado.

Você Gostou do Artigo?

Se você gostou do artigo e/ou se ele foi útil para você deixe seu comentário logo abaixo e compartilhe suas opiniões conosco, contribua para enriquecer o conteúdo do artigo. Sua opinião é muito valiosa!

Aqui no Blog escrevo frequentemente artigos relacionados à Segurança privada e Gestão organizacional, visando sempre agregar conhecimento para os leitores, buscando o desenvolvimento profissional de forma que possam obter sucesso nas suas carreiras. Não perca nenhuma atualização importante!

Inscreva-se na nossa newsletter e outros dos nossos meios de aviso e seja um dos primeiros a saber das novidades.

Obrigado por ter dedicado seu tempo para leitura deste artigo! Espero que ele contribua com seu aprimoramento pessoal e profissional.

Forte abraço e sucesso!

José Sérgio Marcondes – CES
Especialista em Segurança Empresarial
Consultor em Segurança Privada
Diretor do IBRASEP

Leia também…

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Planejamento: O que é? Conceitos, importância, Tipos, Como fazer

Planejamento Organizacional: O que é? Definição, Conceitos e Tipos

Planejamento Empresarial: O Que é, Conceitos, Os 3 Tipos e Como Fazer

Planejamento Estratégico: O que é? Etapas Elaboração, Exemplo

Planejamento Tático: O que é, Função, Como se faz, Exemplos

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sérgio (27 de outubro de 2016). Planejamento Operacional: O que é, Objetivos, Etapas, Exemplos. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: https://gestaodesegurancaprivada.com.br/planejamento-operacional-conceitos-definicao/ – Acessado em (inserir data do acesso).

Referências Bibliográficas

BERNARDES, M. Planejamento e Controle da Produção para Empresas de Construção Civil. Editora LTC. Rio de Janeiro: 2003.

ACKOFF, R. Planejamento Empresarial. Editora LTC. 114 pág. Rio de Janeiro: 1976.

VARALLA, R. Planejamento e Controle de Obras. O Nome da Rosa Editora. São Paulo: 2003.

FORMOSO, C. T.; BERNARDES, M. M. S.; ALVES, T. C. L.; OLIVEIRA, K. A. Planejamento e Controle da Produção em Empresas de Construção. NORIE/UFRGS. Porto Alegre: 2001.

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

Graduado em Gestão de Segurança Privada, MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. Detentor das Certificações CES (Certificado de Especialista em Segurança Empresarial), CPSI (Certificado Profesional en Seguridad Internacional), CISI (Certificado de Consultor Internacional en Seguridad Integral, Gestión de Riesgos y Prevención de Pérdidas). Mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada. Consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial.

13 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. Olá Gemima!
    Fico feliz em saber que gostou do material.
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  2. Olá Flávia!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  3. Bom dia, agradeço pela disponibilidade do artigo pois nele aprendi muito sobre o planejamento. Aqui encontrei todos detalhes necessários pra o crescimento empresarial

  4. Olá Antonio Vicente!
    Fico muito feliz em saber que o post lhe ajudou!
    Forte abraço e sucesso!

  5. Trabalho muito bom, me ajudou muito no projeto que estou elaborando.

  6. Ola Haroldo!
    Mais uma vez obrigado pela seu reconhecimento e apreço pelo blog, fico muito feliz com suas palavras.
    Obrigado! Forte abraço e sucesso.

  7. Bom dia, ante as demandas do cotidiano e em busca de respostas paras mesmas, tenho encontrado excelentes artigos neste blog, advindos de notória fundamentação teórica.
    Em resumo,é satisfatório navegar pelo conhecimento disponibilizado .

    Um forte abraço.

  8. Olá Suely!
    Obrigado pelo comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  9. Olá Lucas!
    Obrigado pelo comentário, Publicado 27 de out de 2016
    Forte abraço e sucesso.

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.