- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Cultura de Segurança: O que é? As 7 Dimensões da Cultura

Garantir um ambiente de atuação seguro é uma responsabilidade importante para qualquer tipo de organização. Uma vez estabelecida, a Cultura de Segurança pode ajudar a prevenir riscos de segurança e potenciais danos a organização.

Uma Cultura de Segurança envolve ações proativas e o compromisso com um conjunto de normas, valores, atitudes e pressupostos relacionados à segurança. É o elemento mais importante na estratégia de segurança de uma organização. Ela influencia diretamente no comportamento seguro e preventivo dos funcionários da organização.

Se você deseja criar um ambiente de trabalho mais seguro e saudável, ou está simplesmente interessado em saber mais sobre a Cultura de Segurança, este artigo é para você. Continue lendo para descobrir como melhorar a segurança em sua organização.

Por José Sergio Marcondes – Postado 05/07/2022 – Atualizado 30/03/2023

O que é Cultura de Segurança?

A Cultura de Segurança é um conjunto de políticas, normas, valores, atitudes e pressupostos relacionados à segurança que são inerentes à operação diária de uma organização e são refletidos pelas ações e comportamentos de todas as pessoas dentro da organização. Ela refere-se ao conjunto de valores, compartilhados por todos em uma organização, que determinam como as pessoas devem pensar, abordar e comporta-se no tocante a segurança na organização.

Podemos definir a Cultura de Segurança como o conjunto de ideias, costumes e comportamentos sociais de um determinado povo ou grupo que os ajudam a se livrar de ameaças e perigos, a evitar e tratar riscos.

A promoção de uma Cultura de Segurança eficaz é fundamental para alcançar bons resultados na segurança. Uma cultura de segurança forte deve ser desenvolvida a partir da alta administração e chegar a todos os colaboradores da organização.

Cultura são as ideias, costumes e comportamentos sociais que sua organização e seus subgrupos têm, usam e agem para criar um estado de estar livre de ameaças e perigos. Faz parte da cultura de segurança: a maneira como sua organização trata as senhas, a forma como os funcionários detectam e agem sobre um estranho no prédio e a forma que seguem as normas e procedimentos de segurança.

Desenvolver e sustentar uma cultura de segurança eficaz é um componente essencial de uma política de segurança organizacional, ela contribui para reduzir e mitigar riscos de segurança para organização, causadores de danos físicos, de reputação ou financeiros.

Quero saber mais sobre Política de Segurança

Conceitos sobre Cultura de Segurança

A cultura de segurança de uma empresa envolve a soma das mentalidades, posturas e comportamentos de todos os funcionários em relação à segurança no local de trabalho, e é absolutamente essencial para o sucesso de qualquer programa de segurança.

Glendon e Stanton (2000) e Silva e Lima (2004) consideram que a cultura de segurança tem origem na cultura organizacional e tem definição semelhante a esta, ou seja, cultura de segurança é um conjunto de crenças, valores e normas partilhados pelos membros de uma organização que constituem os pressupostos básicos para a segurança na organização.

Guldenmund (2000) define cultura de segurança como os aspectos da cultura organizacional que impactam as atitudes e o comportamento dos membros da organização no que se refere a segurança. Luz (2003) considera que cultura organizacional influencia as atitudes e o comportamento dos indivíduos e dos grupos dentro das organizações, consequentemente, influencia as atitudes e o comportamento destes com relação à segurança.

Benefícios de uma Cultura de Segurança Eficaz

Os benefícios de uma cultura de segurança eficaz incluem:

  • Funcionários mais envolvidos com as questões e políticas de segurança, e maior probabilidade de assumirem responsabilidade relativas a prevenção de riscos;
  • Os níveis de cumprimento dos controles de segurança aumentam;
  • Maior conformidade com as medidas e contramedidas de segurança;
  • O risco de incidentes e violações de segurança é reduzido, uma vez que os funcionários estão pensando e agindo de maneira mais consciente e comprometidos com a segurança;
  • Os funcionários são mais propensos a identificar e relatar comportamentos/atividades/situações de riscos à segurança;
  • Os funcionários sentem uma maior sensação de segurança; e
  • A segurança é melhorada sem a necessidade de grandes despesas financeiras.

Qual a Importância da Cultura de Segurança?

Cultura de segurança

A cultura de segurança é o elemento mais importante na estratégia de segurança de uma organização. Ela influencia diretamente no comportamento seguro e preventivo dos funcionários da organização, contribui decisivamente para que eles se engajem na missão da segurança, e passem a agir como contribuinte ativos do sistema de segurança da organização.

A cultura de segurança são ideias, costumes e comportamentos sociais que influenciam na rotina e qualidade da segurança. Algumas empresas estão começando a entender que somente uma abordagem técnicas e tática não é suficiente para ter uma boa segurança organizacional, reconhecendo que a segurança eficaz requer uma abordagem mais concentrada nas pessoas, na comunicação e na cultura do organizacional.

A cultura pode ser sua maior aliada ou sua maior inimiga. Todo o grande trabalho que você faz com mensagens e comportamento pode ser degradado ou desfeito se a cultura geral de sua organização não estiver reforçando seus valores ou, pior ainda, se a cultura organizacional for contrária aos valores que você espera promover. Como diz o ditado de Peter Drucker: “A cultura come a estratégia no café da manhã”.

Uma cultura de segurança vive e respira dentro de cada organização. A questão é quão forte, intencional e sustentável é sua cultura de segurança e o que precisa ser feito a respeito? Ela pode ser uma cultura positiva, onde a segurança é vista como algo importante e valioso, ou negativa, onde a segurança é desvalorizada e negligenciada, e vista com algo que atrapalha.

Cooper (1998) se refere à importância da cultura de segurança não só para a segurança, mas também o impacto que ela tem para a qualidade, confiabilidade e competitividade e produtividade da organização. Pois é num contexto onde existe cultura de segurança que as atitudes e o comportamento dos indivíduos relativo à segurança se desenvolvem e persistem.

Origem do Conceito de Cultura de Segurança

O conceito de cultura de segurança surge em 1988, no primeiro relatório técnico realizado pelo International Nuclear Safety Advisory Group – INSAG, com uma abordagem de fatores organizacionais na análise do acidente, onde se apresenta o resultado da análise das origens do acidente da usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, (Agência Internacional de Energia Atômica – AIEA, 1991).

Os erros e violações de procedimentos que contribuíram, em parte, para este acidente foram interpretados como sendo uma evidência da existência de uma fraca cultura de segurança em Chernobyl, em particular, e na indústria soviética, em geral. Neste relatório, a cultura de segurança foi definida como correspondendo ao “conjunto de características e atitudes das organizações e dos indivíduos, que garante que a segurança de uma planta nuclear, pela sua importância, terá a maior prioridade” (INSAG, 1988, apud IAEA, 1991, p. 1).

Desde a introdução do conceito pelo INSAG, a indústria nuclear reconheceu a importância da cultura de segurança nas suas instalações. O termo rapidamente ganhou o dicionário do gerenciamento de segurança e o conceito foi utilizado como um tema substantivo em relatórios oficiais de desastres e grandes acidentes (GLENDON; STANTON, 2000; FLIN et al., 2000; MEARNS; WHITAKER; FLIN, 2003; REASON, 1997).

Elementos da Cultura de Segurança

De forma objetiva a cultura de segurança é formada por 3 elementos básicos:

  • Políticas/Regras: O comportamento social, as ideias e os costumes são, em grande medida, baseados em regras. Algumas regras estão escritas em leis, regulamentos e normas. Outras regras, a maioria delas de fato, não estão escritas e vêm na forma de ética, códigos morais e nossas ideias mútuas sobre o que é comportamento aceitável nos diferentes grupos aos quais pertencemos. Neste artigo, refiro-me a todas as regras, leis, regulamentos, ética, códigos morais e assim por diante como políticas.
  • Tecnologia: No contexto desse artigo, usarei a palavra tecnologia para descrever qualquer ferramenta – fabricada ou não – que usamos de determinada maneira. A tecnologia não diz respeito apenas a coisas tangíveis como computadores, carros, martelos e assim por diante, mas também modelos: modelos mentais (padrões e esquemas em nossa mente), processos, operações, bem como padrões, padrões e modelos usados como modelos e pontos de partida.
  • Pessoas/competência: São as pessoas que usam a tecnologia e são as pessoas que formam e informam as políticas. A sociedade em que você é criado determina suas políticas e seu uso de ferramentas. O comportamento social é um comportamento aprendido. Podemos pensar na cultura como competência, o conhecimento e a compreensão de como funcionar adequadamente em um grupo social. Essa competência inclui como usar a tecnologia e, pelo menos, as regras básicas de engajamento em nossa sociedade.
triangulo da cultura de segurança

As 7 Dimensões da Cultura de Segurança

As sete dimensões que modelam a cultura de segurança dizem respeito aos fatores humanos que têm impacto direto ou indireto na segurança da organização. A combinação das dimensões cria uma estimativa precisa de que a cultura de segurança de uma organização

  1. Atitudes – Os sentimentos e crenças que os funcionários têm em relação aos protocolos e questões de segurança;
  2. Comportamentos – As ações e atividades dos funcionários que têm impacto direto ou indireto na segurança da organização;
  3. Conhecimento – A compreensão, conhecimento e conscientização dos funcionários sobre questões e atividades de segurança;
  4. Comunicação – A qualidade dos canais de comunicação para discutir eventos relacionados à segurança, promover o sentimento de pertencimento e fornecer suporte para questões de segurança;
  5. Conformidade – O conhecimento das políticas de segurança escritas e até que ponto os funcionários as seguem;
  6. Normas – O conhecimento e a adesão a regras de conduta não escritas na organização, ou seja, como os comportamentos relacionados à segurança são percebidos pelos funcionários como normais e aceitos ou incomuns e não aceitos;
  7. Responsabilidades – Como os funcionários percebem seu papel como um fator crítico para sustentar ou colocar em risco a segurança da organização.

Uma cultura de segurança eficaz envolve:

  • Reconhecimento de que a segurança eficaz é fundamental para o sucesso dos negócios;
  • Valorização das “boas práticas” de segurança entre os colaboradores;
  • Alinhamento da segurança da organização com os objetivos principais do negócio; e
  • Articulação da segurança como um valor central e não como uma obrigação ou uma despesa onerosa para organização.

Conclusão

Uma cultura de segurança forte é fundamental para garantir a segurança da organização e de seus funcionários. Isso envolve o compromisso de toda a equipe, desde a liderança até a base da organização, em relação à segurança.

Lembre-se de que a segurança é responsabilidade de todos e é fundamental para o sucesso empresarial a longo prazo. Faça a sua parte e incentive seus colegas a fazer o mesmo para criar um ambiente de trabalho seguro e saudável para todos. Aprimore seu conhecimento sobre o assunto lendo o meu artigo sobre cultura organizacional.

Você Gostou do Artigo?

Se você gostou do artigo e/ou se ele foi útil para você deixe seu comentário logo abaixo e compartilhe suas opiniões conosco, contribua para enriquecer o conteúdo do artigo. Sua opinião é muito valiosa!

Aqui no Blog escrevo frequentemente artigos relacionados à Segurança privada e Gestão organizacional, visando sempre agregar conhecimento para os leitores, buscando o desenvolvimento profissional de forma que possam obter sucesso nas suas carreiras. Não perca nenhuma atualização importante!

Inscreva-se na nossa newsletter e outros dos nossos meios de aviso e seja um dos primeiros a saber das novidades.

Obrigado por ter dedicado seu tempo para leitura deste artigo! Espero que ele contribua com seu aprimoramento pessoal e profissional.

Forte abraço e sucesso!

José Sérgio Marcondes – CES
Especialista em Segurança Empresarial
Consultor em Segurança Privada
Diretor do IBRASEP

Leia também…

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Sistema de Segurança: O que é, Tipos e Como Funcionam

Plano de Segurança: O que é, Conceitos e Como Fazer

Política de Segurança: O que é, Qual sua Importância, Como criar

Programa de Segurança: O que é? Caraterísticas, Estrutura, Exemplos

Cultura Organizacional

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sérgio (05 de julho de 2022). Cultura de Segurança: O que é? As 7 Dimensões da Cultura. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: https://gestaodesegurancaprivada.com.br/cultura-de-seguranca-o-que-e-7-dimensoes/– Acessado em (inserir data do acesso).

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial Com mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada, acumulando resultados relevantes nas áreas operacionais, administrativas e comerciais.

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. Olá Ramon Vieira!
    Obrigado por suas palavras!
    Forte abraço e sucesso sempre!

  2. Artigos de alto padrão …
    Parabéns , Sérgio Marcondes!!

    Continue..!! ?

  3. Olá Alexandre!
    Fico muito feliz em saber que gostou do blog e que tem intenções de crescer na área.
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  4. Bom dia! Encontrei esse blog recentemente em pesquisas no Google. Através da leitura do primeiro artigo, logo me interessei. Percebi que se tratava de uma grande fonte de conhecimento, relacionado a área em que hj busbo me aperfeiçoar. Sou vigilante, mas já estou buscando cursos, técnicas, conhecimento para num futuro próximo me tornar um supervisor. Esse será o primeiro passo, pois pretendo me formar em Tecnólogo em Gestão de segurança privada.
    Sendo assim esse achado, o seu blog, tendi em vista sus vasta experiência no ramo , serão para mim muito mais valiosos que inúmeros cursos livres , básicos, para agregar conhecimento. Muito obrigado, parabéns pelo seu trabalho.

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.