- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Procedimento de Segurança: Descubra o que é, os tipos, estrutura básica e como Protegem sua Empresa

Descubra o que são e qual a importância dos Procedimentos de Segurança eficazes em sua organização para proteger as pessoas e os ativos contra diversas ameaças.

Um Procedimento de Segurança é um documento formal de uma organização que estabelece orientações detalhadas para garantir a segurança em várias áreas, incluindo segurança do trabalho, segurança da informação, segurança de TI, segurança empresarial e segurança física.

Em um cenário empresarial cada vez mais complexo, garantir a segurança em todas as áreas de uma organização tornou-se uma prioridade indiscutível. Neste contexto, os Procedimentos de Segurança desempenham um papel fundamental, estabelecendo diretrizes detalhadas para diversas áreas.

Desde a proteção dos colaboradores até a salvaguarda dos ativos, a implementação eficaz desses procedimentos é essencial para o sucesso e a sustentabilidade de qualquer organização. A padronização, eficiência e conformidade proporcionadas por esses procedimentos são essenciais para a sustentabilidade da empresa a médio e longo prazo.

Neste artigo, exploraremos os conceitos centrais relacionados aos Procedimentos de Segurança, destacando sua importância vital para as organizações. Abordaremos também a estrutura básica desses documentos, que pode variar de acordo com a natureza da atividade ou processo específico que está sendo documentado.

Por José Sergio Marcondes – Postado 05/04/2022 atualizado 15/02/2024

O que é um Procedimento?

A palavra ‘procedimentos’ se refere à maneira como algo é feito (o modo como algo é executado) e também à maneira como alguém deve agir (proceder) em uma situação específica. Em uma organização, um procedimento é um documento formal que descreve, de forma sucinta, como um processo ou atividade é realizado. Na maioria das organizações, os procedimentos são formalizados por meio dos Procedimentos Operacionais Padrão (POPs).”

Procedimento Operacional Padrão (POP) é um documento formal que descreve detalhadamente os passos a serem seguidos para realizar uma determinada atividade ou processo de maneira consistente e padronizada. Os POPs são utilizados em uma variedade de contextos, desde ambientes industriais e de manufatura até instituições de saúde, empresas de serviços e organizações governamentais.

Tipos de POPs?

Os Procedimentos Operacionais Padrão (POPs) podem variar em sua natureza e escopo, dependendo das necessidades e especificidades das atividades ou processos que estão sendo documentados. A seguir alguns tipos comuns de POPs encontrados em organizações:

  1. Procedimentos de Produção ou Fabricação: descrevem os passos específicos para a produção ou fabricação de produtos.
  2. Procedimentos de Qualidade: descrevem os processos e atividades necessários para garantir a qualidade dos produtos ou serviços oferecidos pela organização.
  3. Procedimentos de Manutenção: estabelecem diretrizes para a manutenção de equipamentos, instalações ou sistemas.
  4. Procedimentos de Atendimento ao Cliente: descrevem os processos e atividades relacionados ao atendimento e suporte ao cliente.
  5. Procedimentos de Recursos Humanos: descrevem os processos e atividades relacionados à gestão de recursos humanos, como recrutamento, seleção, contratação, treinamento, avaliação de desempenho e gestão de pessoal.
  6. Procedimentos de Segurança: estabelecem diretrizes para garantir a segurança dos colaboradores, clientes, visitantes, ativos e do ambiente de trabalho.

Esses são apenas alguns exemplos comumente encontrados nas organizações. Cada organização pode ter uma variedade de POPs adaptados às suas necessidades específicas e áreas de atuação.

O que é Procedimento de Segurança?

Um Procedimento de Segurança (PS) é um documento formal de uma organização que estabelece orientações detalhadas para garantir a segurança em várias áreas, incluindo segurança do trabalho, segurança da informação, segurança de TI, segurança empresarial e segurança física.

Os Procedimentos de Segurança abrangem uma ampla gama de orientações e práticas destinadas a proteger os colaboradores e os ativos da organização contra diversos tipos de ameaças e riscos. São ações administrativas organizadas em um documento formal visando afastar a instituição de riscos e garantir a incolumidade das pessoas e a proteção de bens, valores e negócio da empresa.

De forma geral, um procedimento de segurança refere-se ao modo de agir ou de se comportar numa determinada atividade, situação ou condição com o objetivo de afastar algo ou alguém de riscos, implicando em eliminar ou minimizar qualquer tipo de risco. Refere-se também à maneira como alguém deve agir (proceder) numa atividade ou condição de risco.

Diferença entre: Política de Segurança, Procedimento de Segurança e Instruções de Trabalho

As Políticas de Segurança, Procedimentos de Segurança e Instruções de Trabalho (ITRs) são documentos essenciais para padronizar e orientar as atividades operacionais de uma organização, mas diferem em alguns aspectos importantes:

  • A Política de Segurança estabelece os princípios gerais e diretrizes de segurança.
  • Os Procedimentos de Segurança fornecem orientações detalhadas para a execução de atividades específicas relacionadas à segurança.
  • As Instruções de Trabalho descrevem passo a passo como realizar tarefas ou atividades específicas dentro da organização.

Esses documentos são complementares, e cada um deles desempenha um papel importante na garantia da segurança e eficácia das operações da organização. São cruciais para garantir a consistência, qualidade e eficiência das práticas de segurança na organização.

Quais os Objetivos do Procedimento de Segurança?

O objetivo principal de um Procedimento de Segurança é garantir a proteção adequada dos colaboradores, ativos e informações de uma organização contra uma variedade de ameaças e riscos em diversas áreas de segurança, incluindo segurança do trabalho, segurança da informação, segurança de TI, segurança empresarial e segurança física.

`Principais objetivos de um Procedimento de Segurança:

  1. Padronização: busca garantir que as tarefas, atividades e processos relacionados à segurança sejam realizados de maneira consistente e uniforme em toda a organização. O que ajuda a manter um nível adequado de segurança e promove a prevenção contra riscos de segurança nas operações da organização.
  2. Eficiência: Ao estabelecer uma sequência lógica de passos para a realização de uma atividade de segurança, o Procedimento de Segurança visa otimizar a prevenção e o controle de riscos, reduzindo as possibilidades de perdas e danos. O que aumenta a eficiência operacional e reduz os custos.
  3. Redução de erros: O Procedimento de Segurança fornece orientações detalhadas sobre como realizar uma tarefa de segurança, ajudando a minimizar erros e falhas humanas. Ao seguir os procedimentos corretamente, os colaboradores são menos propensos a cometer erros que possam afetar a segurança das pessoas e da organização.
  4. Conformidade: O Procedimento de Segurança ajuda a garantir que as atividades da organização estejam em conformidade com regulamentos, normas e políticas de segurança. Ele estabelece um conjunto de orientações que ajudam a garantir que as operações sejam realizadas de maneira ética, legal e segura.
  5. Treinamento: O Procedimento de Segurança serve como um recurso valioso para o treinamento de novos colaboradores, fornecendo orientações claras sobre as questões de segurança da organização. Também pode ser usado como um recurso de referência para colaboradores existentes, garantindo que eles executem suas atividades de acordo com os padrões de segurança estabelecidos.

Qual a importância e benefícios do Procedimento de Segurança?

O Procedimento de Segurança desempenha um papel fundamental na proteção dos colaboradores e ativos de uma organização, oferecendo uma série de benefícios importantes. A seguir, algumas das razões pelas quais os PSs são essenciais:

  1. Redução de Riscos: Os PSs estão associados às medidas de tratamento e mitigação de riscos relacionados às atividades da organização, reduzindo a probabilidade de perdas financeiras, interrupções operacionais e danos à reputação causados por incidentes de segurança.
  2. Prevenção de Incidentes: Os PSs estabelecem orientações detalhadas para a realização de atividades de forma segura, ajudando a prevenir incidentes. O que ajuda a proteger as pessoas e os ativos da organização, reduzindo os custos associados a incidentes de segurança.
  3. Cumprimento de Regulamentos: Os PSs garantem que a organização esteja em conformidade com políticas, normas, regulamentos e outros requisitos de segurança. O que ajuda a evitar inconformidades regulatórias, multas, sanções legais e danos à reputação da organização.
  4. Proteção dos Ativos da Empresa: Ao estabelecer medidas de segurança para proteger os ativos humanos, físicos, financeiros e intelectuais da organização, os Procedimentos de Segurança ajudam a prevenir acidentes, roubo, vandalismo, fraude e outras formas de perda ou dano aos ativos da empresa.
  5. Melhoria da Produtividade: Ao estabelecer processos eficientes e seguros para a execução de tarefas, os Procedimentos de Segurança ajudam a melhorar a produtividade e a qualidade do trabalho. Isso ocorre porque os colaboradores podem executar suas atividades de forma mais eficaz, sem interrupções causadas por acidentes ou incidentes de segurança.

Estrutura Básico de um Procedimento de Segurança

A estrutura básica de um Procedimento de Segurança pode variar dependendo da natureza da atividade ou processo específico que está sendo documentado, mas geralmente inclui os seguintes elementos:

  1. Título e Identificação: Deve conter um título claro que identifique o procedimento de segurança, juntamente com um número de identificação único, data de criação e/ou revisão, e informações sobre a versão.
  2. Objetivo: Deve definir claramente o propósito do procedimento de segurança, ou seja, o que se espera alcançar ao segui-lo.
  3. Escopo: Deve delinear os limites e a aplicação do procedimento, especificando quais atividades ou situações estão abrangidas e quais estão excluídas.
  4. Responsabilidades: Deve listar as responsabilidades de cada pessoa ou função envolvida na execução do procedimento, incluindo quem é responsável por iniciar, executar, revisar e aprovar o procedimento.
  5. Descrição do Procedimento: Esta é a seção principal do procedimento, onde são detalhados os passos específicos a serem seguidos para executar a atividade com segurança. Cada passo deve ser descrito de forma clara e concisa, incluindo orientações sobre o que fazer, como fazer e quando fazer.
  6. Documentação e Registros: Deve especificar quais documentos ou registros devem ser mantidos como parte do procedimento, como registros de treinamento, inspeções de segurança, incidentes relatados e revisões do procedimento.
  7. Referências: Se houver referências a outros documentos relevantes, normas, regulamentos ou procedimentos relacionados, elas devem ser listadas nesta seção para facilitar a consulta.
  8. Anexos: Pode incluir qualquer material adicional necessário para apoiar o procedimento, como formulários de registro, planilhas de cálculo, diagramas ou instruções adicionais.

Esses elementos formam a estrutura básica de um Procedimento de Segurança, fornecendo uma descrição clara e detalhada dos passos a serem seguidos para garantir a execução segura de uma atividade específica. É importante adaptar essa estrutura de acordo com as necessidades e especificidades de cada procedimento de segurança na organização.

Quais os Tipos de Procedimentos de Segurança?

Os tipos de Procedimentos de Segurança podem variar dependendo das áreas específicas de atuação e das necessidades de uma organização. Aqui estão alguns tipos comuns de Procedimentos de Segurança:

  1. Procedimento de Segurança do Trabalho: Este procedimento define os procedimentos para prevenir acidentes, lesões e doenças ocupacionais no local de trabalho. Pode incluir orientações sobre o uso adequado de equipamentos de proteção individual (EPIs) e manuseio seguro de substâncias perigosas.
  2. Procedimento de Segurança da Informação: Estabelece procedimentos para proteger a confidencialidade, integridade e disponibilidade das informações da organização. Incluem orientações sobre controle de acesso, manuseio, compartilhamento e descarte das informações.
  3. Procedimento de Segurança de TI (Tecnologia da Informação): Define os procedimentos para proteger os sistemas de tecnologia da informação da organização contra ameaças cibernéticas, como malware, ataques de hackers e acesso não autorizado. Incluem orientações sobre segurança de rede, controle de acesso digital, monitoramento de atividades suspeitas e implementação de patches de segurança.
  4. Procedimento de Segurança Empresarial: Estabelece procedimentos para proteger os ativos físicos, financeiros e intelectuais da organização contra roubo, furto, sabotagem, vandalismo, fraude e outras ameaças. O que inclui orientações sobre controle de acesso às instalações, atendimento ao público interno e externo, proteção de ativos críticos e atendimento de emergências.
  5. Procedimento de Segurança Física: Define os procedimentos para proteger as instalações físicas da organização contra intrusões, vandalismo, desastres naturais e outros eventos adversos. Envolve orientações sobre proteção contra incêndio, sistemas de alarme, iluminação adequada, sistemas de vigilância e patrulhas de segurança.
Procedimento de Segurança

5 Exemplos de Procedimentos de Segurança

A seguir cinco exemplos de Procedimentos de Segurança que são comuns em muitas organizações:

  1. Procedimento de Prevenção de Incêndios: descreve as orientações a serem tomadas para prevenir incêndios no local de trabalho, incluindo inspeção regular de equipamentos de combate a incêndios, identificação e remoção de fontes de ignição e práticas seguras de armazenamento de materiais inflamáveis.
  2. Procedimento de Controle de Acesso Físico: estabelece orientações para controlar o acesso físico às instalações da organização, incluindo o uso de identificação de acesso, chaves, cartões de acesso, sistemas de controle de acesso eletrônico e procedimentos de autorização para visitantes.
  3. Procedimento de Gerenciamento de Incidentes de Segurança da Informação: descreve os passos a serem seguidos em caso de violação de segurança da informação, como incidentes de hacking, perda ou roubo de dados.
  4. Procedimento de Manuseio de Substâncias Químicas Perigosas: estabelece orientações de segurança para o manuseio seguro de substâncias químicas perigosas, incluindo o uso adequado de equipamentos de proteção individual (EPIs) e armazenamento seguro.
  5. Procedimento de Gestão de Emergências e Evacuação: descreve os passos a serem seguidos em caso de emergência, como incêndios, explosões, terremotos, inundações ou outras situações que representem uma ameaça à segurança dos colaboradores e instalações da organização.

Conclusão

Os Procedimentos de Segurança são elementos fundamentais para a proteção e o bem-estar de qualquer organização. Neste artigo, exploramos os diferentes tipos de procedimentos, desde os relacionados à segurança do trabalho até a proteção de informações, ressaltando sua importância e destacando os principais objetivos e benefícios de sua implementação.

É crucial reconhecer que a segurança deve ser um compromisso contínuo com a proteção dos colaboradores, ativos e reputação da empresa. Assim, convidamos você a avaliar a eficácia dos procedimentos de segurança em sua organização e buscar constantemente maneiras de aprimorá-los.

Para expandir ainda mais seu conhecimento sobre segurança corporativa, recomendamos a leitura de nosso próximo artigo: “Política de Segurança: Descubra o que é e Por que é Crucial para a Segurança de sua Empresa”. Descubra como uma política de segurança bem definida é a base para a elaboração de procedimentos de segurança eficazes

Se você gostou do artigo e achou útil, por favor, deixe um comentário logo abaixo para compartilhar sua opinião conosco. Ela é extremamente valiosa para mim!

Um forte abraço e votos de sucesso!

José Sergio Marcondes – CES – CPSI – Gestor, Consultor e Diretor do IBRASEP. Especialista em segurança com competências sólidas nas áreas de segurança privada e gestão empresarial. Conecte comigo nas redes sociais.

Ajudar a divulgar nosso trabalho é fundamental! Curta e compartilhe nossas publicações com seus amigos nas redes sociais. Essa atitude não apenas incentiva o autor a publicar mais artigos relevantes, mas também possibilita que mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo valioso.

Faça parte da nossa comunidade!

Você busca conhecimentos atualizados e oportunidades para aprimorar suas competências nas áreas de segurança privada e gestão empresarial? Não perca a chance de se manter informado e conectado com as últimas tendências e insights do setor!

Junte-se ao nosso Grupo no WhatsApp para receber notificações sobre novos artigos, dicas valiosas e recursos adicionais que impulsionarão sua carreira profissional.

Leia também…

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Descubra o Conceito de Segurança: Definição, significado, tipos de Segurança e suas características

Política de Segurança: Descubra o que é e Por que é Crucial para Segurança da sua Empresa

Programa de Segurança: Explore os objetivos, benefícios e tipos de programas de segurança

Projeto de Segurança: Descubra o que é, os tipos e os Principais passos para sua elaboração

Plano de Segurança: O que é, Conceitos e Como Fazer

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sergio ( 05 de abril de 2022). Procedimento de Segurança: O que é, Para que Serve, Conteúdo. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: https://gestaodesegurancaprivada.com.br/procedimento-de-seguranca-o-que-e-para-que-serve/– Acessado em (inserir data do acesso).

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

Graduado em Gestão de Segurança Privada, MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. Detentor das Certificações CES (Certificado de Especialista em Segurança Empresarial), CPSI (Certificado Profesional en Seguridad Internacional), CISI (Certificado de Consultor Internacional en Seguridad Integral, Gestión de Riesgos y Prevención de Pérdidas). Mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada. Consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial.

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. saudacoes
    a muito tempo eu queria deferenciar politica e procedimentos de seguranca , estou muito grato porque a resposta me chegou a tempo e hora. keep on helping us thank you

  2. Olá Cristiano Reis!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  3. Sempre é muito bom ter acesso a estás informações. Muito obrigado por compartilhar seu conhecimento no assunto.????

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.