- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Heijunka (Nivelamento da Produção): O que é, Como Funciona

Heijunka significa nivelamento, é um método Lean utilizado para o nivelamento da produção, visa reduzir a irregularidade em um processo de produção e minimizar a chance de sobrecarga. Auxilia a organização a reagir às mudanças de demanda e a utilizar sua capacidade da melhor maneira possível.

O Heijunka preconiza o ajuste do tipo e da quantidade de itens produzidos por uma empresa pensando e médio e longo prazo. Viabiliza a aplicação do just in time, produzindo de acordo com as demandas do cliente. O sistema permite criar uma operação enxuta e fornecer aos clientes um melhor atendimento e qualidade, sem o dever de se produzir sempre por pedido.

Escrito por José Sérgio Marcondes
Postado 02/05/2022

Metodologia Lean

Metodologia Lean ou Método Lean é uma filosofia de gestão organizacional que tem como objetivo eliminar os desperdícios e principalmente aumentar eficiência e qualidade da produção fabril. Conhecido também pelo termo “Produção Enxuta”, utiliza metodologias e ferramentas eficientes para diminuir os tempos de ciclo e custo de materiais aumentando a competitividade do negócio de maneira significativa.

Simons e Zokaei (2005), afirmam que a produção enxuta vai além de um conjunto de técnicas e ferramentas ao nível operacional, está ligada à estratégia global da organização. Sendo assim, o “pensamento enxuto” prevê o alinhamento dos processos de acordo com aquilo que o cliente deseja em paralelo com aquilo que estão dispostos a pagar.

Para atingir tal objetivo, é necessário um conjunto de ferramentas que permitam maior estabilidade no processo. Entre elas, está o Heijunka.

O que é Heijunka?

Heijunka é uma palavra de origem japonesa que significa em português “Nivelamento”. É uma metodologia Lean voltada para o nivelamento de produção, seja em volume, seja em variedade, visa a redução de desigualdade no processo de produção e minimização da chance de sobrecarga. Junto com o jidoka formam os dois principais pelares do Método Lean.

Heijunka significa nivelamento, é um método Lean utilizado para o nivelamento da produção, visa reduzir a irregularidade em um processo de produção e minimizar a chance de sobrecarga. Auxilia a organização a reagir às mudanças de demanda e a utilizar sua capacidade da melhor maneira possível.

Com heijunka, é possível parar de produzir em lotes e começar a processar os pedidos de acordo com a demanda do consumidor. Isto permitirá a redução de custos de estoque, pois será possível ter uma menor quantidade de bens em reserva, esperando serem comprados quando o volume de pedidos é baixo.

O heijunka pode ajudá-lo a reagir às mudanças da demanda de produção e utilizar sua capacidade produtiva da melhor maneira possível. Tem como objetivo criar estabilidade, padronização, qualidade e possibilitar a aplicação do kanban.

Quero saber mais sobre o Método Kanban

Conceitos Relacionados ao Heijunka

O heijunka é um conceito da Metodologia Lean que reduz o desnível numa produção e minimiza as chances de sobrecarregar os processos, e ajuda reagir melhor às variações de demanda.

Slack et al. (2009, p. 467) definem Heijunka como a palavra japonesa para o nivelamento do planejamento da produção, de modo que o mix e volume sejam constantes ao longo do tempo.

Por exemplo, em vez de produzir 500 unidades em um lote que seria suficiente para cobrir as necessidades dos próximos três meses, a programação nivelada iria requerer da operação a produção de somente uma peça por hora, de forma bastante regular.

Segundo Liker (2005), o sistema permite criar uma operação enxuta e fornecer aos clientes um melhor atendimento e qualidade, sem o dever de se produzir sempre por pedido.

O Heijunka, juntamente com o Kanban, são ferramentas indispensáveis para a produção puxada eficiente.

Conceitos Heijunka

Origem do Heijunka

Segundo, Niimi, (2004) o conceito de Heijunka mais conhecido como nivelamento de produção, nasceu nos anos de 1950 diante da necessidade de encontrar uma solução para a falta de peças, desde a matéria prima até peças prontas, a qual impedia a Toyota de aumentar sua produtividade e atender à crescente demanda do mercado dos EUA pelos caminhões bélicos a serem utilizados na Guerra da Coréia. Não existiam peças suficientes na quantidade ou tempo necessários.

A Toyota não produzia quase nada durante a primeira metade do mês. As primeiras duas semanas do mês eram gastas recolhendo as peças que não chegavam em nenhuma ordem particular, para depois, na segunda metade, montar os caminhões.

Para Niimi,(2004), ficou altamente perceptível que esse sistema poderia piorar muito se os níveis de produção aumentassem, e foi para superar este desafio, que o Heijunka foi desenvolvido.

De acordo com Niimi, (2004), o Heijunka precisa que a empresa repense como deve comprar do fornecedor, como projetar as máquinas e ferramentas, como comprar equipamentos, como desenvolver os processos de trabalho e como planejar as suas equipes. Ele direciona a criação de processos flexíveis, o que nos leva a entender que, sem o Heijunka, uma empresa termina com recursos sobrando, tempo ocioso, elevados estoques, custos altos e muito mais.

Tipos de Hijunka

O hijunka busca atingir o nivelamento da produção de duas formas:

  • Nivelamento por Volume – permite o nivelamento da produção pelo volume médio de pedidos que a organização recebe. Para um fluxo contínuo, deve se processar em lotes e fazer somente o que foi solicitado. Desta forma, mantemos os custos de estoque baixo.
  • Nivelamento por Tipo – permite o nivele da produção com base na demanda média para cada produto no portfólio.

Objetivo do Heijunka

Os objetivos do processo Heijunka são:

  1. Alocar prioritariamente a produção sob pedidos (sequenciados);
  2. Nivelar o processo puxador alocando em seguida os itens ‘niveladores’;

O principal finalidade do heijunka é prevenir o excesso de estoques, tipos de produtos e flutuações no volume dos mesmos, ele visa alcançar um fluxo progressivo de produção, a partir de um modelo mixado que fornece para um ou mais clientes em um fluxo contínuo de produtos diferentes (FURMANS, 2005).

Outros objetivos do heijunka

  • Ampliar a rapidez de produção;
  • Reduzir os estoques;
  • Diminuir custos de capital;
  • Reduzir mão de obra;
  • Eliminar tempo de produção.

Quero saber mais sobre Conceitos e Definições de Objetivo

Vantagens da Utilização do Heijunka

A implantação do Heijunka traz importantes vantagens para a empresa, dentre elas podemos citar:

  • Melhora no ambiente de trabalho e aumentou da satisfação dos colaboradores;
  • Redução de sobrecarga e ociosidade;
  • Diminuição dos estoques: O mix nivelado acumula menores quantidades de produtos acabados de um mesmo item nos estoques;
  • Utilização de recursos de forma nivelada: O nivelamento de produção aumentou a eficiência produtiva da empresa;
  • Diminuição do tempo de setup;
  • Maior flexibilidade: com a diminuição do tempo de setup, a empresa se tornou mais flexível e o atendimento ao cliente se tornou mais rápido;
  • Redução da superprodução e do tempo de espera;
  • Melhor atendimento aos clientes.

Benefícios Heijunka

Dentre os benefícios providos da implantação da ferramenta, destacam-se:

  • Melhor atendimento ao cliente:
  • Maior flexibilidade de produção;
  • Ordena o fluxo de trabalho;
  • Reduz custos de estoque;
  • Evita a superprodução;
  • Proteção contra sobrecarga de equipe com alta demanda;
  • Tempo de takt definido;
  • Eficiência ideal.

Como Funciona Heijunka?

A filosofia Lean ensina que devemos começar a produzir um produto somente quando for solicitado. Mas isso pode não ser tão eficiente, pode ser que sua empresa tenha que se adaptar para um fluxo constante. Heijunka e seu conceito permite que você nivele a produção por média de pedidos. Isto é: vamos supor que você venda uma média de 50 produtos, que variam durante a semana, portanto, você pode implementar por volume. Para manter um fluxo estável, neste caso você deve processar 5 pedidos por dia até o fim de semana. Assim, pode manter o funcionamento da produção continuamente, sem pressão.

O que é a Caixa Heijunka?

Caixa Heijunka é uma ferramenta visual utilizada no nivelamento de produção, serve para apoiar os funcionários por meio do controle visual para que tenham uma melhor oportunidade de desempenhar um bom trabalho.

Smalley (2004), afirma que os gerentes da Toyota desenvolveram caixas com intervalos de tempo de uma hora para programar manutenções preventivas. Com isso, conseguiram aperfeiçoar a execução dos trabalhos, lembrando sempre os colaboradores de programar as tarefas necessárias, impedindo que ocorra acúmulo de atividades e paradas na produção. Essa premissa evoluiu, e na atualidade os quadros de nivelamento possuem intervalos de tempos mais customizados e são utilizados em todo planejamento, controle e acompanhamento da produção.

De acordo com Tardin (2001), o quadro também pode ser chamado de gestão visual, e é associado ao controle Kanban, pois se podem obter diversas informações como: o estoque de cada produto, a ciência do atraso ou adiantamento da produção, necessidade de um novo pedido de material, nível de estoque e antecipações de falta de componentes.

Quero saber mais sobre Gestão Visual

Quadro Heijunka

Informações que podem ser tiradas da Caixa Heijunka

Por meio de gerenciamento visual é possível tirar as seguintes informações:

  • O estoque de cada produto em qualquer instante;
  • Sabe-se se a produção está atrasada ou adiantada;
  • Sabe-se quando fazer um novo pedido de material;
  • Sabe-se se estamos trabalhando com estoque demais ou de menos;
  • Antecipa-se situações de falta de componentes.

Você Gostou do Artigo? Sem sim, colabore com o crescimento e divulgação do Blog

Aqui no Blog publico frequentemente artigos relacionados a segurança privada e gestão organizacional, visando sempre agregar conhecimento para os leitores, visando seu desenvolvimento profissional e pessoal.

Para continuar publicando e disponibilizando os artigos de forma gratuita a todos, solicito a você leitor ou leitora, que ajude na divulgação e crescimento do blog, fazendo pelo menos uma das práticas a seguir:

  • Deixe seu comentário no final do artigo, ele é muito importante para mim;
  • Divulgue, curta e compartilhe as publicações com seus amigos pelas redes sociais;
  • Inscreve-se na nossa Newsletter. Cadastre seu e-mail logo abaixo e receba avisos sobre novas publicações.
[jetpack_subscription_form show_subscribers_total=”false” button_on_newline=”true” custom_font_size=”16px” custom_border_radius=”0″ custom_border_weight=”1″ custom_padding=”15″ custom_spacing=”10″ submit_button_classes=”” email_field_classes=”” show_only_email_and_button=”true”]

Forte abraço e sucesso!
José Sérgio Marcondes – CES
Especialista em Segurança Empresarial
Consultor em Segurança Privada
Diretor do IBRASEP

Leia também…

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Gestão à Vista: O que é, Para que serve, Como Funciona

Kaizen: O que é, Filosofia, Objetivos, Princípios, Ferramentas

Kanban: O que é? Objetivos? Componentes, Princípios, Características

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sérgio (02 de junho de 2022). Heijunka (Nivelamento da Produção): O que é, Como Funciona. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: – Acessado em (inserir data do acesso).

Referencia Bibliográfica

LIKER, J. K.(2005). O modelo Toyota: 14 princípios de gestão do maior fabricante do mundo. Porto Alegre: Bookman.

SIMONS, D.; ZOKAEI, K., (2005). Application of lean paradigm in red meat processing. British Food Journal, SLACK, N.; CHAMBER, S.; JOHNSTON, R. Administração da Produção. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

NIIMI, A. (2004) Sobre o Nivelamento (heijunka). Disponível em: . Acesso em: 31 mar. 2008

FURMANS, K. (2005). Models of Heijunka-levelled Kanban-Systems. In: C.T. Papadopoulos (Ed.): 5th International Conference on Analysis of Manufacturing Systems – Production and Management, Zakynthos Island: Greece,

SMALLEY, A. (2004). Criando o Sistema Puxado Nivelado – um guia de aperfeiçoamento de sistemas lean de produção, voltado para profissionais de planejamento, operações, controle e engenharia. São Paulo: Lean Institute Brasil.

TARDIN, G. G. (2001). O kanban e o nivelamento da produção. 91 p. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Engenharia Mecânica, Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2001.

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial Com mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada, acumulando resultados relevantes nas áreas operacionais, administrativas e comerciais.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.