- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Plano de Carreira: O que é, Qual Finalidade, Os 5 Tipos Planos Carreira

Como atrair, desenvolver e reter talentos? Como direcionar os esforços do colaborador para desenvolver ao máximo seu potencial? Como motivar os colaboradores? Fazem parte dos questionamentos de muitas organizações, e um excelente recurso utilizado para esses fins é um bom plano de carreira.

Plano de carreira é um programa estruturado que descreve o caminho que um profissional pode percorrer dentro da profissão que escolheu para atuar. É uma espécie de guia, que descreve as oportunidades, requisitos e metas para se progredir numa determinada carreira profissional.

Ele pode colaborar para a valorização dos profissionais da organização, gerando assim motivação no colaborador para a execução de suas tarefas. Proporciona inúmeros benefícios para as partes envolvidas (empregado e empregador).

Por José Sérgio Marcondes – CES
Especialista e Consultor em Segurança Privada
CEO/Diretor do IBRASEP
Postado 26/01/2021

O que é Plano de Carreira?

Plano de carreira é um programa estruturado que descreve o caminho que um profissional pode percorrer dentro da profissão que escolheu para atuar. É uma espécie de guia, que descreve as oportunidades, requisitos e metas para se progredir numa determinada profissão.

O plano de carreira é uma espécie de conjunto de diretrizes e metas bem definidos que servem como um guia de crescimento profissional.

No que se refere a sua confecção, podemos dizer que existem dois tipos de plano de carreira:

  • Plano de Carreira Pessoal: é o plano de careira desenvolvido e posto em prática pelo próprio profissional. Quando a empresas não tem um plano de carreira próprio, este se torna essencial para uma carreira profissional de sucesso.
  • Plano de Carreira Empresarial: são os planos de carreiras desenvolvidos pelas empresas e disponibilizados para seus empregados como alternativa e guia para o crescimento profissional dentro da organização.

Neste artigo o foco será o plano de carreira empresarial, aquele desenvolvido e posto em pratica pela Empresa e que fazem parte do processo de gestão de recurso humanos da organização.

Plano de Carreira na Empresa

O plano de carreira é uma ferramenta utilizada pelas empresas visando o desenvolvimento dos seus colaboradores através de estratégias que estabeleçam a melhoria contínua dos processos organizacionais e desenvolvam as pessoas com capacidade real de assumir atribuições e responsabilidades em níveis crescentes de complexidade.

Segundo Queiroz e Leite (2011, p.1790) o “O Plano de Carreira é parte tangível do processo de gestão de carreira, que possibilita ao empregado conhecer os requisitos, atribuições, competências dos cargos e as formas de ascensão”.

Schuster e Dias (2012) ensinam que a carreira está relacionada à evolução e desenvolvimento da vida profissional ao longo do tempo. Portanto, a carreira pode ser uma evolução em etapas constituída por agregação de novos conhecimentos e/ou habilidades.

As carreiras originam-se das interações entre os desejos dos empregados e as oportunidades proporcionadas pelas empresas.

Na empresa o plano de carreira é constituído por um documento que possui diversas finalidades, e tem como função básica instruir os colaboradores a gerirem suas carreiras de forma que traga benefício para ambos.

Quais os Benefícios do Plano de Carreira?

O plano de carreira implantado nas organizações proporciona inúmeros benefícios para as partes envolvidas, tais como uma seleção interna de pessoal mais consciente e melhor estruturada, aumentando as chances de acertos nas decisões tomadas.

Proporciona ainda que os trabalhadores da organização atuem mais motivados, contribuindo para o desenvolvimento profissional e também com o desenvolvimento organizacional. (FURBINO, 2008)

O plano de carreira possibilita a organização investir nos seus colaboradores para que haja melhoria em sua qualificação e capacitação afim de melhor desenvolver suas tarefas sem ter grandes receios de perda deste colaboradores para outra organização.

Cria-se uma reação em cadeia, onde o colaborador percebendo possibilidades de desenvolvimento e crescimento dentro da organização pode vislumbrar novas possibilidades dentro da própria organização e motivando-se ao trabalho, sendo também influenciado em seu plano de desenvolvimento pessoal.

O plano de carreira pode colaborar para a valorização dos profissionais da organização, gerando assim motivação no colaborador para a execução de suas tarefas.

Através da implantação de um bom plano de carreiras as organizações só tendem a ter resultados positivos além de facilitar seu planejamento estratégico na gestão de pessoas.

Quais os Objetivos do Plano de Carreira?

Segundo Fernandes (2012), o objetivo do plano de carreira é atrair, motivar,
comprometer, desenvolver e reter talentos que sejam capazes de ampliar o volume e a qualidade dos negócios da empresa e estejam alinhados com a missão, visão e valores da empresa, a fim de promover sua expansão e desenvolvimento e estabelecer sua liderança no mercado.

A essência do plano de carreira consiste em dar rumo à vida profissional de cada colaborador.

Qual é a Finalidade do Plano de Carreira?

Segundo (OLIVEIRA, 2009, pg 8) são várias as finalidades de um plano de carreira; dentre elas estão:

  • Dar foco de direcionamento profissional para as pessoas;
  • Facilitar a interligação entre conhecimentos diversos;
  • Facilitar se necessário, a alteração do rumo profissional;
  • Dar mais segurança para as pessoas; e
  • Propiciar amplo debate da vida profissional das pessoas.

Já para Tachizawa e Andrade (2006) o plano de carreira tem como finalidade principal ajudar no aprimoramento da organização, por meio de melhor aproveitamento do pessoal e deve constituir-se de uma ação participativa de identificação de objetivos convergentes, pois traz benefícios tanto pa ra a organização quanto para o funcionário.

Qual a Importância do Plano de Carreira?

O plano de carreira é importante para criar vantagens competitivas aos colaboradores melhor qualificados, funciona como um reconhecimento pela busca do desenvolvimento profissional.

Também devemos considerar que o planejamento de carreira, é uma das melhores técnicas de retenção de colaboradores, especialmente para os cargos técnicos em que o recrutamento e a retenção são sempre difíceis.

O desempenho de uma organização depende dos esforços dos colaboradores e para que o resultado seja positivo, é necessário compreender que as pessoas necessitam de um ambiente adequado e estimulante.

Assim, observa-se que o Plano de Carreira é uma ferramenta que visa motivar o colaborador através do desenvolvimento profissional dentro da empresa. Agregando valores e trazendo benefícios para a sua vida pessoal e profissional, consequentemente para a organização.

Quais as Principais Vantagens?

De acordo com Pontes (2006), o planejamento de carreiras apresenta como vantagens:

  • contribuir para que a organização atinja níveis mais elevados de qualidade e produtividade;
  • motivar os colaboradores a desenvolverem competências;
  • prover vagas por meio de recrutamento interno;
  • propiciar condições para que os colaboradores atinjam seus objetivos profissionais.

Já para Pontes (2002) as principais vantagens de se obter um planejamento de carreira são:

a) contribuir, mediante o crescimento dos colaboradores, para que a organização atinja níveis mais elevados de qualidade e produtividade no trabalho que realiza;

b) motivar os colaboradores, na busca de maior competência técnica (instrução, conhecimento, experiência prática e habilidades);

c) encorajar os colaboradores na exploração de suas capacidades potenciais;

d) propiciar a ascensão do colaborador na empresa;

e) atender as necessidades internas do preenchimento de vagas, através do
recrutamento interno;

f) proporcionar maior integração do colaborador na empresa, através da perspectiva do crescimento profissional, provocando maior motivação e produtividade e, ainda, diminuição do turn-over;

g) criar condições para que os colaboradores atinjam seus objetivos profissionais, em consonância com o alcance dos objetivos organizacionais;

h) estabelecer trajetórias de carreira, assegurando que os colaboradores tenham perspectivas de desenvolvimento e ascensão profissional.

Quais são os Tipos de Planos de Carreira?

Os planos de carreiros recebem diversos tipos de classificações, a seguir as classificações mais comum e citadas:

  • Plano de Carreira por Linha de Especialização;
  • Plano de Careira em Y;
  • Plano de Carreira por Linha de Polivalência;
  • Plano de Carreira por Linha Generalista;
  • Plano de Carreira Mista.

1. Plano de Carreira por Linha de Especialização

Plano de Carreira por Linha de Especialização é o tipo de plano de carreira que permitem o crescimento profissional na carreira pelo caminho da especialização num determinado seguimento.

Este tipo de carreira fornece ao colaborador a possibilidade de desenvolvimento em sua área de atuação. O colaborador inicia o trabalho em certa Área e nela vai se especializando até chegar ao topo da área.

É um caminho mais fechado em que que o colaborador que começa como auxiliar de marketing, seguirá cargos em linha reta até gerente ou , ou diretor de marketing, sem se desviar desta rota.

Segundo Dutra (1996), a principal característica deste modelo é que a sequência de posições está alinhada em uma única direção, não oferecendo aos colaboradores outras alternativas.

Esse modelo não levam em conta as metas ou desejos individuais. Assim, podem ocorrer problemas nas promoções, uma vez que um profissional bem-sucedido tecnicamente não obtenha um bom desempenho no cargo gerencial.

Outra limitação deste tipo de carreira é que ela pode gerar desmotivação em seus colaboradores já que as posições gerenciais são em menor número de vagas, existindo este fator inibidor do desenvolvimento profissional.

Plano de Carreira por Linha de Especialização

2. Plano de Careira em Y

O Plano de Carreira Y é tipo de plano de carreira adotado por alguma empresas que permitem o crescimento profissional na carreira por dois caminhas, um ligado as habilidades/competências de gestão e e outro ligado as habilidades/competências técnicas.

Neste modelo, em certo momento, o profissional pode optar entre seguir para o cargo gerencial ou escolher ser um especialista técnica num determinado assunto ou área.

O termo Y está ligado ao formato da letra que demonstra inicial um caminho linear até o ponto em que há a bifurcação, indicando a possibilidade de escolha entre um caminho ou outro de carreira.

Essa proposta busca oferecer condições de desenvolvimento para aqueles que não têm o perfil de líder, mas possuem grande competência técnica na área de atuação.

Há uma série de colaborares que possuem alta competência técnica, se destacam na empresa, mas não apresentam perfil de liderança.

Na gestão, o profissional segue a linha convencional de desenvolvimento na trajetória. É necessário ter habilidade de análise, capacidade de realizar planejamentos estratégicos e ter um perfil voltado para liderança.

Na especialização, o colaborador precisa ter um perfil investigativo e ser hábil para solucionar problemas e inovar, alto nível de conhecimento técnico na área ou no assunto e possuir foco para o desempenho das tarefas.

Careira em Y

3. Plano de Carreira por Linha de Polivalência

O Plano de Carreira por Linha de Polivalência propicia o crescimento do profissional através do conhecimento profundo em áreas diferentes. Nesse caso, as promoções verticais são mais lentas e a integração entre as diversas áreas é maior.

A polivalência é a capacidade de exercer várias funções diferentes, com acumulação progressiva de conhecimentos e habilidades.

Esse modelo permite que os colaboradores transitem entre departamentos e áreas, conforme suas carreiras evoluem.

Plano de Carreira por Linha de Polivalência

4. Plano de Carreira por Linha Generalista

A carreira por linha generalista propicia ao profissional crescimento através do conhecimento profundo de uma área especifica agregado ao conhecimento geral e menos profundo de outras Áreas da organização.

Este modelo é similar ao anterior, porém ao invés de aprofundar conhecimentos profundo em áreas diferentes, ele visa conhecimento profundo de uma área especifica e menos profundo de outras

Existe o incentivo para o conhecimento profundo de uma área, sempre complementado pelo conhecimento geral de gestão e da empresa.

Um profissional generalista é que aquela pessoa capaz de interagir em diversas áreas do conhecimento, tem uma visão profunda da sua profissão e uma visão geral das demais área da empresa como um todo.

5. Plano de Carreira Mista

O plano de carreira mista se caracteriza pela adoção de vários tipos de carreira, simultaneamente, que melhor se adaptarem necessidade da organização, por exemplo, tipo em Y com tipo em linha generalista, tipo em Y com tipo em linha por especialização, entre outras formas.

Conclusão

Vimos no artigo que o plano de carreira é um programa estruturado que descreve o caminho que um profissional pode percorrer dentro da profissão que escolheu para atuar, e que pode funcionar como fator gerador de motivação e comprometimento do colaborador.

O plano de carreira profissional pode ser utilizado como uma ferramental de gestão muito útil para atrair, desenvolver, reter e valorizar talentos. É visto por muitos, como a forma adequada de reconhecer e recompensar a dedicação e comprometimento do colaborador.

E você o que pensa sobre o plano de carreira? Acha importante? Acredita que todos as empresa deveriam ter? A empresa na qual trabalha atualmente tem um plano de carreira e que tipo é? Não tem! Por qual razão ela não tem? Contribua com o artigo e deixe seu comentário.

Se você gostou e achou o artigo útil, inscreva-se no Blog, é gratuito e você receberá avisos por e-mail sobre novas publicações. Aqui busco publicar sempre artigos exclusivos e que agregam conhecimento para os assinantes. Registre seu e-mail logo abaixo!

[jetpack_subscription_form show_subscribers_total=”false” button_on_newline=”true” custom_font_size=”16″ custom_border_radius=”0″ custom_border_weight=”1″ custom_padding=”15″ custom_spacing=”10″ submit_button_classes=”” email_field_classes=”” show_only_email_and_button=”true”]

Forte abraço e sucesso!

Autor: José Sérgio Marcondes – CES
Especialista e Consultor em Segurança Privada
CEO/Diretor IBRASEP

Indicação de Artigos Complementares

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Sucesso Profissional. O que é? Como Ter Sucesso Vida Profissional

Sucesso: O que é, Conceitos, Definições – As 6 Categorias do Sucesso

Resiliência: Significado, O que é, Definição, Conceitos. 3 Tipos de Resiliência

Como se Tornar um Líder de Sucesso?

Dados para Citação em Trabalhos

MARCONDES, José Sérgio (26 de janeiro de 2021). Plano de Carreira: O que é, Qual Finalidade, Os 5 Tipos Planos Carreira. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: – Acessado em (inserir data do acesso).

Referencias Bibliográficas

DUTRA, C. Administração de carreiras. São Paulo: Editora Atlas S.A,1996.

DUTRA, J. S. Administração de carreira: uma proposta para repensar a gestão de pessoas. Sao Paulo: Atlas, 1996.

FURBINO, M. Plano de Carreira: sua empresa tem que fazer um! Documento Eletrônico.

OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Plano de Carreira: Foco no indivíduo. São Paulo: Atlas, 2009.

PONTES, B. R. Administração de cargos e salários.11 ed. São Paulo: LTr, 2006

PONTES, Benedito Rodrigues Administração de cargos e salários. 9. ed. Sao Paulo: LTr, 2002.

QUEIROZ, Claudio; LEITE, Christiane. O elo da Gestão de Carreira: O papel do empregado, da liderança e da organização. São Paulo: DVS, 2011.

RECHZIEGEL, W.; VANALLE, R. M. Novas práticas de recursos humanos e a competitividade. São Paulo: XX ENEGEP 2000. Anais. São Paulo, 2000.

SCHUSTER, M. S.; DIAS, V. V. Plano de Carreira nos Sistemas de Gestão Público e Privado: Uma Discussão a luz das Teorias Motivacionais. Revista de Administração IMED. Santa Maria, v. 2, n. 1, p. 1-17. 2012.

SCHUSTER, M. S.; DIAS, V. V. Plano de Carreira nos Sistemas de Gestão Público e Privado: Uma Discussão a luz das Teorias Motivacionais. Revista de Administração IMED. Santa Maria, v. 2, n. 1, p. 1-17. 2012.

TACHIZAWA, T.; ANDRADE, R. O. B. de. Gestão de instituições de ensino. 4 ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial Com mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada, acumulando resultados relevantes nas áreas operacionais, administrativas e comerciais.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.