- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Talento: O que é? Características Pessoa Talentosa, Tipos de Talentos

Conceito de Talento

Talento é a inclinação e habilidade natural ou desenvolvida de uma pessoa para realizar determinada atividade, algo que facilita o sucesso pessoal numa determinada atividade ou ocupação. Também refere-se a pessoa com competências fora da média para realizar uma determinada atividade profissional.

Refere-se a um conjunto de habilidades de uma pessoa, seus dons, habilidades, conhecimento, experiência, inteligência, discernimento, atitude, caráter e impulsos inatos e também inclui a sua capacidade de aprender e desenvolver-se.

O desempenho de um talento diferencia-se do de um colaborador dito “normal”, ele manifesta uma entrega no que faz fora do comum, mobiliza o seu esforço e a sua paixão na direção do objetivos a serem atingidos.

Pessoa talentosa é aquela que se identifica com a missão, a visão e os valores da empresa, que possui potencial para se desenvolver e crescer, que consegue perceber o que deve ser feito e tem disposição e atitude para realizar suas tarefas cada vez melhor.

Postado 24/06/2021
Escrito por José Sérgio Marcondes – CES
Especialista em Segurança Empresarial
Consultor em Segurança Privada
CEO/Diretor do IBRASEP

O que é Talento?

Talento é a inclinação e habilidade natural ou desenvolvida de uma pessoa para realizar determinada atividade, algo que facilita o sucesso pessoal numa determinada atividade ou ocupação. Também refere-se a pessoa com competências individuais fora da média para realizar uma determinada atividade profissional.

Do latim “talentum”, o significado de talento está relacionado com a aptidão ou a inteligência. Assim, talento é a capacidade para exercer determinada ocupação ou para desempenhar uma atividade.

Refere-se a habilidade natural e aprendida para a realização de algo com destreza ou perfeição.

As empresas valorizam muito os talentos, de modo que consideram um colaborador que possui capacidades incomuns como uma vantagem competitiva.

Talento “ antigo peso e moeda de ouro dos gregos e romanos; disposições intelectual, naturais ou adquiridas que condicionam o êxito no domínio das artes, das letras, dos negócios, das relações humanas, nível superior de certas particularidades particularmente estimadas, grande inteligências; engenho; agudeza de espírito; habilidade; pessoa de talento…”(Costa & Melo, 1984)

Sinônimo de Talento

A seguir 35 sinônimos de talento para 3 sentidos da palavra talento:

  • Aptidão para alguma coisa: aptidão, habilidade, dom, vocação, jeito, inclinação, queda, capacidade, competência, destreza, mestria, arte, disposição;
  • Inteligência fora do normal: inteligência, engenho, intelecto, esperteza, cabeça, argúcia, astúcia, raciocínio, sagacidade, sapiência, intelecção, entendimento, intelectualidade, perspicácia, lucidez, agudeza, mente;
  • Pessoa talentosa: prodígio, gênio, portento, ás, bicho.

Conceito e Definições de Talento

Para Michaels, Handfield-Jones e Axelrod (2002) o conceito de talento é um “conjunto de habilidades de uma pessoa, seus dons, habilidades, conhecimento, experiência, inteligência, discernimento, atitude, caráter e impulsos inatos e também inclui a sua capacidade de aprender e desenvolver-se “.

Micheletti (2006) define talento como uma pessoa que possui várias competências técnicas e intelectuais, é interessado pelo seu trabalho e pela empresa, tem ampla cultura geral, adapta-se rapidamente e é flexível, além de saber lidar com pessoas e ser carismática.

Herman (1993) defende que o conceito de talento aplica-se à experiência técnica de alguém ou refere-se à dedicação, produtividade, iniciativa e determinação, alto grau de realização, capacidade criativa, experiência, nível educacional, posição na sua área ou atividade, ou seja, o diferencial de cada um para que o trabalho seja desempenhado com qualidade e que objetivos e metas sejam sempre atingidas.

O desempenho de um talento diferencia-se do de um colaborador dito “normal”, os talentos nas empresas necessitam de algo mais, algo que se vê e que se sente, o talento manifesta uma entrega no que faz fora do comum, mobiliza o seu esforço e a sua paixão na direção de algo que um colaborador “normal” não consegue antecipar, e que no seu conjunto lhe permite uma performance excelente. (Camara, Guerra, & Rodrigues, 2007)

Pessoa Talentosa

Uma pessoa talentosa possui naturalmente capacidades acima da média, sem precisar de muito esforço, gerando valor significativo.

Pessoa talentosa é aquela que se identifica com a missão, a visão e os valores da empresa, que possui potencial para se desenvolver e crescer, que consegue perceber o que deve ser feito e tem disposição para realizar suas tarefas cada vez melhor

Talentos não são gênios, mas sim pessoas normais, com a habilidade e vontade de aplicar corretamente o que sabem. São capazes de compreender o ambiente, antever problemas e identificar soluções.

Pessoas talentosas têm uma maneira peculiar de pensar, sentir, agir e comportar-se. Por isso, produzem resultados diferentes.

Talentos não nascem prontos. Eles são resultado da disposição pessoal em aprender e aplicar seus conhecimentos, aliada a atitudes para executar suas tarefas com eficácia, obtendo resultados diferenciados. Além disso, relacionam-se bem com a equipe.

A pessoa com talento possui mais “atitudes positivas”do que conhecimento sobre suas atividades. Quem tem essa disposição aprenderá o que for preciso para realizar o trabalho em menos tempo.

Origem dos Talentos

Muitos se questionam quanto ao facto de um talento advir de uma construção inata, uma bênção ou dom, ou ser algo adquirido, fruto da interação humana e das oportunidades de aprendizagem (Meyers et al, 2013).

Meyers et al (2013) defende que a condição de talento como capacidade inata é necessária, mas não suficiente para alcançar níveis excepcionais de desempenho. A aquisição de conhecimento por diversos meios, como por exemplo através de formação é também necessária.

O talento tem que ser visto como algo potencial, que se não for desenvolvido não produzirá os efeitos desejados.

Ao contrário do Dom, que é nato, ou seja, nasce junto com a pessoa, o talento pode ser incentivado, criado e desenvolvido a qualquer momento. Uma vez que ele é fruto do desejo por algo.

Uma pessoa que deseja ser desenhista, por exemplo, pode fazer aulas de diferentes técnicas de desenho para desenvolver essa capacidade, ao treinar com frequência, dedicação e amor, vai adquirir muita habilidade para o desejo, que será vista por outros, como um talento para desenhar. Por outro lado, mesmo que uma pessoa venha a nascer com Dom para desenhar, se não aprimorar suas técnicas, não será vista como uma pessoa talentosa para o desenho, apenas alguém que desenha bem.

Nesse sentindo, o talento ta relacionado a estudo, treinamento e dedicação ao aprimoramento, de determinada competência. As competências precisam ser estimulados diariamente através do autodesenvolvimento para se tornarem talentos.

Aspectos Relacionados ao Talento

A constituição do talento humano envolve três aspectos básicos e fundamentais relacionados a competência pessoal:

  1. Conhecimento – É o saber. Constitui o resultado de aprender a aprender, aprender continuamente e aumentar continuamente o conhecimento.
  2. Habilidade – É o saber fazer. Significa utilizar e aplicar o conhecimento, seja para resolver problemas ou situações ou criar e inovar.
  3. Atitude – É o saber fazer acontecer. A atitude proativa permite alcançar e superar metas e resultados, agregar valor, obter excelência e abastecer o espírito empreendedor.

Chiavenatto (2004, p. 54) enfatiza que “o conceito de talento humano conduz necessariamente ao conceito do capital humano – o patrimônio inestimável que uma organização pode reunir para alcançar competitividade e sucesso.”

Como é de conhecimento geral, todo patrimônio deve ser bem gerenciado para que possa ser aproveitado da melhor forma possível, caso contrário o sucesso da organização estará comprometido. Por outro lado, há que se considerar que o simples fato de uma empresa contar com talentos em seu quadro não significa que ela saiba como usá-lo em seu favor.

Nesse sentido, Kanaane (1999) alerta que para que haja efetivo desenvolvimento organizacional deve-se buscar o desenvolvimento das competências pessoais e interpessoais.

Ulrich (1999, p. 29) também afirma que “as empresas bem sucedidas serão aquelas mais experientes em atrair, desenvolver e reter indivíduos com habilidades, perspectiva e experiência suficientes para conduzir um negócio global”.

A Gestão por Competências pode facilitar esse processo, já que busca alinhar o profissional e suas características individuais às necessidades da empresa e aos objetivos a serem atingidos, permitindo uma atuação mais estratégica da área de Recursos Humanos na utilização de processos que facilitem o desenvolvimento organizacional, profissional e pessoal.

Características dos Talentos

Os talentos possuem as seguintes características:

  • Compatibilizam metas e valores pessoais com a missão, os valores e a visão da empresa;
  • Não acreditam que alcançar as metas encerra seu trabalho, pois são movidas por desafios;
  • Em tudo o que fazem, extrapolam as “encomendas”. Não se satisfazem em fazer só o que foi pedido. A meta é um referencial que pode ser expandido;
  • Não perdem o foco do trabalho. Apresentam resultados com qualidade superior aos demais e cumprem prazos;
  • Acreditam que sempre há uma maneira melhor de realizar um trabalho e propõem alternativas mais eficazes;
  • Procuram ampliar seus conhecimentos e aperfeiçoar habilidades;
  • Assumem suas deficiências e buscam formas de eliminá-las;
  • São assertivos e comunicam com clareza suas opiniões sobre os fatos sem agressividade;
  • Demonstram equilíbrio no relacionamento interpessoal e compartilham o que sabem;
  • Cultivam bons hábitos pessoais, dentro e fora da empresa.

Importância do Talento

O Talento é algo cada vez mais desejado por parte das organizações, apontando para o seu objetivo e para a criação de valor. A importância de olhar o futuro, de aprender e de adaptação fazem parte de um conjunto de habilidades cada vez mais requisitadas no mundo atual.

Constituindo o capital humano, um valor competitivo nas empresas torna-se cada vez mais necessário gerar e gerir equipas de pessoas talentosas, pessoas flexíveis, com capacidade de acompanhar as rápidas mudanças, criar novas soluções, é sem duvida um dos maiores desafios para a gestão de pessoas na atualidade.

Herman (1993) acrescenta que as empresas necessitam contar com funcionários talentosos para executar eficientemente as tarefas e que um dos maiores desafios hoje para a Área de Gestão de Recursos Humanos é atrair, integrar, motivar e manter os bons funcionários (talentos).

Geralmente um time de futebol vencedor é aquele que conta com um bom goleiro, uma defesa forte, um meio campo eficiente e um ataque formado por artilheiros. Assim como um time de futebol, que conta com talentos em várias posições do campo para vencer um campeonato, a empresa para vencer nos negócios precisa montar e manter um time com vários talentos, em várias áreas, de forma que um complemente a deficiência de outro. Ninguém tem talento para tudo na vida.

Tipos de Talentos

Neste contexto, segue uma relações de alguns tipos de talentos desejado pelas empresas:

  • Criatividade – capacidade de transcender o pensamento óbvio, estático ou repetitivo para criar novas ideias ou solucionar problemas. Aplica-se a qualquer área da organização;
  • Tomada de decisão– processo de escolher um curso de ação. A pessoa com esse talento natural pode maximizar sua capacidade utilizando técnicas comuns e processos de pensamento para definir o melhor caminho a escolher entre várias opções levantadas;
  • Capacidade de Influencia: Influenciar é o uso da comunicação para incutir ideias, emoções, motivação e ações dos outros – Muito utilizado no processo de liderança;
  • Liderança – É a arte de fazer com que as pessoas se movam na mesma direção com um objetivo e metas comuns.
  • Falar em público Habilidade de comunicar-se bem com uma audiência, a fim de informar, persuadir e / ou entreter.
  • Resiliência pessoal – capacidade de permanecer produtivo e positivo quando confrontado com o estresse, a incerteza e a mudança. Está relacionado à personalidade, mas pode ser aprendido e aprimorado ao longo do tempo.
  • Empreendedor – Sente a constante necessidade de realização. Sempre disposto a começar um novo projeto, é incansável e cheio de energia. É assertivo e tem uma comunicação objetiva e direta.
  • Direcionador – . É assertivo, sabe se comunicar com os outros e busca sempre a justiça e o cumprimento dos padrões estabelecidos. Procura tornar o ambiente previsível para evitar conflitos e manter a ordem.
  • Solucionador – adora resolver problemas e, diante de situações complexas, procura a melhor maneira de fazer as coisas. Sabe influenciar e persuadir as pessoas e se sai muito bem em negociações.
  • Estrategista – Conseguem perceber padrões onde outros só enxergam complexidade. É habilidoso para tomar decisões, tem iniciativa e é competitivo, autoconfiante, lógico e diplomático. Motiva-se por prestígio, reconhecimento e boa reputação.

Se você gostou do artigo, e/ou quer acrescentar algo, deixe seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para mim.

Aqui no Blog publico frequentemente artigos relacionados a segurança privada e gestão organizacional, visando sempre agregar conhecimento para os leitores, visando seu desenvolvimento profissional e pessoal.

Registre seu e-mail logo abaixo e receba avisos sobre novas publicações, é grátis e seguro, não envio Spam ou disponibilizo seu e-mail para terceiros.

[jetpack_subscription_form subscribe_placeholder=”Digite seu endereço de e-mail” show_subscribers_total=”false” button_on_newline=”true” submit_button_text=”Registrar-se” custom_font_size=”16px” custom_border_radius=”0″ custom_border_weight=”1″ custom_padding=”15″ custom_spacing=”10″ submit_button_classes=”” email_field_classes=”” show_only_email_and_button=”true”]

Minha missão é contribuir com o desenvolvimento e/ou aprimoramento de talentos, através do compartilhamento de conhecimentos e experiências testados e acumulados em mais de 25 anos de atuação na área de gestão organizacional.

Forte abraço e sucesso!
José Sérgio Marcondes – CES
Especialista em Segurança Empresarial
Consultor em Segurança Privada
CEO/Diretor do IBRASEP

Indicação de Artigos Complementares

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Gestão de Talentos: O que é? Qual, Objetivo, Importância e Processos

Gestão por Competências: O que é, Para que serve e Como Aplicar

Competência Individual: O que é, Quais são os Tipos e as 3 Dimensões

Gestão de Pessoas: O que é? Pilares, Função. Para que serve?

Competências Técnicas: O que são? e Quais são? Competência Técnica

Gestão de Recursos Humanos: O que é? Conceitos e Definições

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sérgio (24 de junho de 2021). Talento: O que é, Características Pessoa Talentosa, Tipos de Talentos. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: – Acessado em (inserir data do acesso).

Referências Bibliográficas

Costa, J. A., & Melo, A. S. (1984). Dicionário de Lingua Portuguesa (6ª ed.). Porto: Porto Editora.

Michaels, E., Handfield-Jones, H., & Axelrod, B. (2002). A Guerra pelo Talento. Rio de Janeiro: Campus.

MICHELETTI, C. Sua empresa faz retenção de talentos? 2006. Disponível em http://carreiras.empregos.com.br/comunidades/rh/noticias/171002-pesquisa_retencao_talentos.shtm, Acesso em: 07 abr. 2011.

HERMAN, R. Como manter os bons funcionários: estratégias para solucionar o grande problema de recursos humanos da década. São Paulo: Makron Books, 1993.

Camara, P. B., Guerra, P. B., & Rodrigues, J. V. (2007). Novo Humanator (1ª ed.). Lisboa: Dom Quixote.
Meyers, M., Woerkom, M. & Dries, N. (2013). Talent – Innate or Acquired.

Chiavenatto. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizaçõeed, rev. e atual. Rio de Janeiro: Campus, Elsevier Publishing Company, 2004.

KANAANE, R. Comportamento Humano nas Organizações – o homem rumo ao século XXI. 2. ed. São Paulo: Atlas. 1999
ULRICH, D. Os campeões de recursos humanos: inovando para obter os melhores resultados. São Paulo: Futura, 1999

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

Graduado em Gestão de Segurança Privada, MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. Detentor das Certificações CES (Certificado de Especialista em Segurança Empresarial), CPSI (Certificado Profesional en Seguridad Internacional), CISI (Certificado de Consultor Internacional en Seguridad Integral, Gestión de Riesgos y Prevención de Pérdidas). Mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada. Consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. Olá Nsimba Paulo !
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.