- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Vigia: Profissão, Significado, Função, Atribuições, Direitos e Deveres Vigia.

Vigia é aquele que faz o trabalho de vigiar, zelar, guardar, através da observação, um patrimônio alheio, com a finalidade de inibir ou detectar tentativas de crimes contra o patrimônio (furto, roubo, dano e etc). Atua de forma preventiva, não oferece resistência (defesa) frente a um ação criminosa, limita-se a acionar reforço policial.

O exercício da profissão não exige um curso de formação especifico, e o Vigia não pode portar arma durante sua jornada de trabalho.

Definição de Vigia

Vigia é aquele que faz o trabalho de vigiar, zelar, guardar, através da observação, um patrimônio alheio, com a finalidade de inibir ou detectar tentativas de crime contra o patrimônio (furto, roubo, dano e etc).

O vigia desempenha uma função de zelar, cuidar e vigiar o patrimônio, não tem a obrigação de oferecer resistência/defesa frente a uma ação criminosa, limita-se a solicitar apoio aos agentes da Segurança Pública.

O Vigia desempenha a atividade de observação e fiscalização do local, não é sua função oferecer proteção. Não tem formação, recurso material ou, amparo legal para intervir ou defender-se de uma ação criminosa, exceto em caso de legitima defesa..

Vigia x Vigilante

Muitas pessoas confundem a profissão de vigia com a de Vigilante, acham que é a mesma coisa, porém essas duas profissões não exercem o mesmo papel na Segurança Privada.

O vigilante desempenha atividades de segurança mais abrangentes e ostensivas, seu objetivo profissional é garantir  a incolumidade física das pessoas e a integridade do patrimônio.

A profissão de vigilante é regulamentada por legislação especifica, exige curso de formação e reciclagem, e o vigilante te direito ao porte de arma no exercício da sua função.

Em alguns aspectos, a profissão de vigia pode ser considerada similar com a do vigilante, porém com um nível de formação, regulação e poder de ação bem menor.

O exercício da profissão não exige curso de formação, e o vigia não tem direito ao porte de arma de fogo.

Tem a função de observar, guardar e zelador pelo patrimônio, se assemelhando muito com as atividades de um porteiro.

Regulamentação da Profissão de Vigia

Devido a falhas na Legislação sobre Segurança Privada no Brasil, o Vigia não tem a profissão regulamentada por lei. Não tem exigência legal de um curso de formação para atuar na área.

Imagem de dois vigias. Exemplo de Vigia.

Essa brecha legal, tem permitido que muitas empresas acabem por substituir os vigilantes por vigias, tendo em vista que os custos com vigias são bem menores..

Porém esta prática oferece riscos legais uma vez que a diferenças entre as atividades do viga e do vigilante.

Para a função de vigia não é exigido curso de formação especifico, porém algumas empresas, de forma abusiva, exigem curso de formação de vigilante.

O vigilante pode realizar as atividades de um um vigia, porém o vigia não pode realizar as atividades de um vigilante.

Direitos do Vigia

Aos vigias são assegurados todos aqueles direitos previstos e garantidos pela Constituição e CLT, :

  • Registro na Carteira de Trabalho;
  • Salário mensal;
  • 13º salário;
  • Férias;
  • Aviso-prévio;
  • Repouso semanal remunerado;
  • Adicional noturno e horas extras, se for o caso;
  • Intervalo para repouso e alimentação, entre outros.

Deveres do Vigia

Salário do Vigia

A profissão de vigia não tem um salário base, ele varia de acordo com local de trabalho e o empregador.

Atualmente ganha em média R$ 1.300,00 no mercado de trabalho brasileiro de acordo com o CAGED do MTE e pesquisa do Salario.com.br no período de 10/2018 até 05/2019 com um total de 87.807 salários.

Funções e Atividades do Vigia

  • Zelar pelo patrimônio sob sua responsabilidade;
  • Vigiar fábricas, armazéns, residências, estacionamentos, edifícios públicos, privados e outros estabelecimentos;
  • Realizar rondas internas e inspecionando o estabelecimento sob sua responsabilidade, para evitar incêndios, roubos, entrada de pessoas estranhas e outras anormalidades;
  • Executar atividades de controle de acesso físico (controlar fluxo de pessoas, identificando, orientando e encaminhando-as para os lugares desejados e autorizados;

Código Brasileiro de Ocupações – CBO do Vigia

A profissão de Vigia é registrada no Código Brasileiro de Ocupações com o número: CBO 517420 – Vigia.

1. Descrição do Cargo Vigia -CBO

De acordo com o Código Brasileiro de Ocupações o Vigia zela pela guarda do patrimônio e exercem a vigilância de fábricas, armazéns, residências, estacionamentos, edifícios públicos, privados e outros estabelecimentos, percorrendo-os sistematicamente e inspecionando suas dependências, para evitar incêndios, roubos, entrada de pessoas estranhas e outras anormalidades; controlam fluxo de pessoas, identificando, orientando e encaminhando-as para os lugares desejados; recebem hóspedes em hotéis; escoltam pessoas e mercadorias; fazem manutenções simples nos locais de trabalho.

2. Formação do Vigia e Experiência – CBO

O acesso a essas ocupações requer ensino fundamental. os hotéis e as empresas de vigilância oferecem treinamentos ou recrutam os trabalhadores no mercado de trabalho e em instituições de formação profissional. a(s) ocupação(ões) elencada(s) nesta família ocupacional demanda formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos, nos termos do artigo 429da consolidação das le47is do trabalho – clt, exceto os casos previstos no art. 10 dodecreto 5.598/2005.

2. Condições Gerais de Exercício Função

Trabalham em edifícios residenciais, comerciais e industriais, hotéis, locais de diversão.podem ser empregados de locadoras de mão-de-obra, e fazer rodízio nas ocupações de porteiro de edifício, de locais de diversão e vigia.

Conclusão

Por falha na legislação sobre segurança privada, o vigia não foi incluído como profissional da segurança privada.

Essa situação não prejudica apenas ao vigia, mas também aos vigilantes, que muitas das vezes perdem seu emprego para os vigias, por serem mais baratos.

A falta de exigências legais para o exercício da profissão, como formação, reciclagem, seguro de vida e outras, torna a mão de obra do vigia mais baratas e atraentes, do que a do vigilante.

O Estatuto da Segurança Privada, em tramite no Congresso Nacional, deveria incluir a profissão do Vigia, estabelecendo requisitos para a profissão, assim como ocorre para o vigilante.

Fingir ou não querer ver a existência do Vigia na segurança privada, a meu ver, é um erro crucial. Da forma que está, em alguns casos a atividade do vigia pode ser confundida com segurança privada clandestina.

Acredito que a inclusão do Vigia na legislação que trata da segurança privada traria benéficos para todos: vigia, vigilante, empresas, cliente final e para toda a sociedade.

Se você gostou do artigo e achou útil, por favor, deixe um comentário logo abaixo para compartilhar sua opinião conosco. Ela é extremamente valiosa para mim!

Um forte abraço e votos de sucesso!

José Sergio Marcondes – CES – CPSI – Gestor, Consultor e Diretor do IBRASEP. Sou um profissional com competências sólidas nas áreas de segurança privada e gestão empresarial. Conecte comigo nas redes sociais.

Ajudar a divulgar nosso trabalho é fundamental! Curta e compartilhe nossas publicações com seus amigos nas redes sociais. Essa atitude não apenas incentiva o autor a publicar mais artigos relevantes, mas também possibilita que mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo valioso.

Faça parte da nossa comunidade!

Você busca conhecimentos atualizados e oportunidades para aprimorar suas competências nas áreas de segurança privada e gestão empresarial? Não perca a chance de se manter informado e conectado com as últimas tendências e insights do setor!

Inscreva-se em nossa Newsletter e junte-se ao nosso Grupo no WhatsApp para receber notificações sobre novos artigos, dicas valiosas e recursos adicionais que impulsionarão sua carreira profissional.

Indicação de Artigos Complementares

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Sucesso Profissional. O que é? Como Ter Sucesso Vida Profissional

Porteiro: Profissão, Significado, Regulamentação, Direitos e Deveres

Diferença entre Segurança, Vigilante, Guarda, Vigia e Porteiro

Recepcionista: Profissão, Significado, O que faz? Função, Atribuições

Postura do Porteiro: Dicas, Orientações, Como Deve Agir o Porteiro?

Perfil do Porteiro: Qualidades e Virtudes Indispensáveis para Porteiro

Função, Atribuições e Atividades do Porteiro de Condomínio

Forte abraço e sucesso!

Autor: José Sérgio Marcondes – CES
Especialista e Consultor em Segurança Privada
CEO/Diretor IBRASEP

Se você gostou e achou o artigo útil, inscreva-se no Blog, é gratuito e você receberá avisos por e-mail sobre novas publicações. Aqui busco publicar sempre artigos exclusivos e que agregam conhecimento para os assinantes. Registre seu e-mail logo abaixo!

[jetpack_subscription_form show_subscribers_total=”false” button_on_newline=”true” custom_font_size=”16″ custom_border_radius=”0″ custom_border_weight=”1″ custom_padding=”15″ custom_spacing=”10″ submit_button_classes=”” email_field_classes=”” show_only_email_and_button=”true”]

Dados para Citação em Trabalhos

MARCONDES, José Sérgio (22 de julho de 2019). Vigia: Profissão, Significado, Função, Atribuições, Direitos e Deveres Vigia.. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: https://gestaodesegurancaprivada.com.br/vigia-profissao-significado-funcao/ – Acessado em (inserir data do acesso).

Referencias Bibliográficas

PORTARIA N º 3 . 233 / 2012 – DG/DPF, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2012.

mtecbo.gov.br CBO

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

Graduado em Gestão de Segurança Privada, MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. Detentor das Certificações CES (Certificado de Especialista em Segurança Empresarial), CPSI (Certificado Profesional en Seguridad Internacional), CISI (Certificado de Consultor Internacional en Seguridad Integral, Gestión de Riesgos y Prevención de Pérdidas). Mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada. Consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial.

88 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. Olá Antonio José!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  2. Olá Marcone Júnior!
    Desde que não interfira no seu horário de descanso e repouso, não há problemas.

  3. Gostaria de saber se é permitido acumular um cargo de vigia (concursado) e outro de professor ainda que por meio de contrato? No caso, o serviço de vigia é durante o período noturno, já o de professor no período vespertino.

  4. obrigado pelo material elaborado !!!
    também concordo com sua opinião!!!

  5. Olá Éderson Gomes!
    Sim se o procedimento fizer parte da politica de segurança da empresa e constar dos procedimentos de segurança da empresa.
    Forte abraço e sucesso.

  6. Vigias de empresa privada podem revistar veículos e mochilas de funcionários e prestadores de serviço?

    Onde vejo sobre isso?

  7. Olá Andrews Santos!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  8. Olá Luziene!
    O problema relato envolve a questão de ergonomia no local de trabalho, onde o contratante é obrigado a fornecer condições adequada de trabalho e conforto ao trabalhador, essa irregularidade, se não corrigida, é passível de ação trabalhista.
    Forte abraço e sucesso.

  9. Meu irmão trabalha como guarda de prédios públicos, ele reclama muito que os assentos não são confortáveis, e pediu ao seu superior pra instalar armadores de redes para melhorar as costas, essa atitude pode prejudicar a repartição pública?

  10. Estou em luta constante, precisando de ajuda, no concurso da minha cidade estava vigilante, após uns meses extinguiram o cargo e passou a ser vigia, perdemos todos os direitos de vigilante

  11. Não entendo como eu sou contrada como quarda noturno pela prefeitura então sou funcionária pública.
    Então porque tenho que trabalhar nos sábados e domingos PELA manhã das 07:30 da manhã até às 17:30, se sou contratada como quarda noturno o a CLT disse esse assunto.

  12. Olá Paulo Gonçalves!
    Não entendi ao certo o que funcionário foi fazer ai, porém a empresa tem o direito legal de fiscalizar o serviço de seus empregados independentemente do horário. Se a intenção era fiscalizar seu serviço, embora o procedimento possa ser considerado arriscado não é ilegal.
    Forte abraço e sucesso.

  13. Olá Fabio.
    A pesagem de caminhões, monitoramento, troca de epi´s. faz parte das suas atribuições, esta relacionada a controle de acesso e prevenção de acidentes, em elação a insalubridade, se outras pessoas que frequentam o locam recebem algo sobre isso, você também tem direito. Seria necessário a visita de um técnico ou engenheiro de segurança do trabalho para confirmar o direito a insalubridade. Uma sugestão é que você procure o sindicato da sua categoria profissional obter mais informações.
    Forte abraço e sucesso.

  14. Sou vigia em uma empresa privada e temos que fazer pesagem de caminhões, monitoramento,troca de epi´s.
    Essa empresa trabalha com produtos químicos e fazemos rondas e não recebemos insalubridade, a empresa nos fala que isso é obrigação nosso.
    Poderia me me dar uma resposta sobre isso?

  15. Olá Geraldo Junior!
    Ao meu ver não, sua função é vigiar e controlar o acesso do local, essas atribuições de poda de arvores e limpeza são atividades dos serviços gerais.
    Forte abraço e sucesso.

  16. Boa noite, meu nome é Paulo trabalho a noite 12×36 como vigia de um imóvel, uma antiga fábrica desativada num bairro perigoso. Faço rondas apenas com uma lanterna, o local é muito grande e sem iluminação, luz apenas na guarita. Há alguns dias a empresa enviou um funcionário por volta das 01:30 hs, o mesmo entrou sem avisar pois tinha as chaves dos portões, na hora fiquei assustado por não reconhece-lo e fui aborda-lo. O mesmo disse que só veio entregar envelopes com holerites e informe de rendimentos, mas pelo horário creio que veio fiscalizar. A empresa está agindo de forma legal ? Pois várias vezes já expulsei pessoas que invadiram o local na noite e para mim quem entra no estabelecimento ainda mais estas horas é ladrão.

  17. Boa tarde eu trabalho de vigia e meu patrão fica me pedindo para capinar beiradas de meio fio da rua e fazer serviço de cortar galhos de árvore e matos que ficam perto da cerca e ficar varendo e limpando boca de lobos da rua isso é certo faz parte do serviço de vigia

  18. Olá Matheus Soares!
    Entendo a sua dificuldade, porém esse tipo de problema hoje ocorre com praticamente todos que atuam na área da segurança e controle de acesso das instituições públicas ou privada.
    Na atualidade, em função da pandemia, a aferição de temperatura é um dos requisito para liberar o acesso nos estabelecimentos, é atribuição daqueles que respondem pelo controle de acesso do local, que podem ser: vigilantes, vigias, porteiros ou recepcionistas.
    Em relação a dificuldade que está tendo de conciliar a função de aferir a temperatura e exercer sua função de vigiar, você deve relatar a seus superiores, de forma que você não seja responsabilizado por eventuais falhas devido ao acumulo de função.
    Forte abraço e sucesso.

  19. Trabalho como Vigia estatutário e gostaria de saber se posso ter como única e exclusiva atividade a aferição de temperaturas e deixar de exercer as funções primordiais que são vigiar o local no qual trabalho, pois se houver algum incidente no local e me convocarem a dar esclarecimentos como vou ter propriedade para falar da minha atividade principal, sei que estamos em tempos de pandemia, porém os demais riscos não foram extintos e recentemente fui chamado a dar depoimento sobre um ocorrido que sequer houve arrombamento ou algo similar, apenas ”maracutaia” de funcionários mas minha função principal estava comprometida, até mesmo porque o local é uma unidade de saúde e o acesso de pessoas é livre até onde sei não posso proibir nenhum cidadão de entrar em local público.

  20. Olá Valdelei!
    Nunca trabalhei como funcionário público, desta forma não posso informar com precisão qual é a prática, adotada nesses casos para órgãos púbicos. Nas empresas privadas, os profissionais procuram marcar suas consultas fora do horário de expediente, quando isso não é possível, eles se ausentam do trabalho para fazer a consulta e trazem um atestado médico para justificar sua ausência,
    Forte abraço e sucesso.

  21. Bom dia !sou funcionário público vigia trabalho na garagem dá prefeitura ,queria saber se tenho direito, ir au médico, ou dentistas no horário d trabalho, meu chefe disse q não, eu tenho q organizar na minha folga, obrigado s puder me responde.

  22. Olá Diego!
    Não existe uma regra especifica sobre isso, porém deve ser respeitado as condições adequadas de saúde do trabalhador. É um assunto relacionado a segurança e saúde do trabalhador.
    Forte abraço e sucesso.

  23. Quantos km a empresa pode obrigar o vigia a andar?no local de trabalho?

  24. Olá Valdinardo!
    O que está ocorrendo com você é ilegal, a CLT prevê pausa para horário de refeição, você deve solicitar que a empresa se adeque as norma da CLT, caso ela não o faça, você pode procurar o sindicado da sua região para solicitar ajuda e um advogado para te orientar sobre a forma correta de você requer o seus direitos previstos em lei.
    Forte abraço e sucesso.

  25. Olá sou vigia trabalho 5×2 12 horas direto sem hora de almoço direto das 6 as 18 trabalho os feriados também mais não recebo ? %

  26. Olá Célio Barbosa Martin!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  27. Rafael, realmente não pode, iamgime se todos os vigias, vigilantes e porteiros dormissem a noite, o que seria dos estabelecimentos os quais eles vigiam, não se deve confundir a função do vigia com outras profissionais que trabalham a noite, cada profissão tem sua função principal e no caso do vigia é de vigiar, se ele dorme, deixou de cumprir sua função prevista em contrato de trabalho o que permite um justa causa por exemplo.

  28. Olá Rafael!
    Se considerarmos que a principal função do vigia é vigiar e que para viajar ele deve permanecer acordado, e que o sono é sim objeto de controle, pois se não fosse, dirigir a noite seria proibido tem em vista o risco do motorista dormir a noite e causar acidentes. Dormir durante o serviço é falta grade sim e pode dar justa causa.

    A seguir exemplo de uma decisão judicial sobre o caso.

    PODER JUDICIÁRIO – JUSTIÇA DO TRABALHO
    TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO
    2ª Vara do Trabalho – de Goiânia/GO

    Dispensa por justa causa de vigilante que dormiu em serviço

    Se a função essencial do vigilante é ficar em estado de vigília, o profissional comete falta grave quando dorme durante o trabalho. Esse foi o entendimento da 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (GO) ao reconhecer dispensa por justa causa de um empregado de uma empresa de vigilância que foi flagrado durante cochilo.

    Embora o relator do caso, desembargador Eugênio Cesário, tenha relacionado o sono à “abusiva jornada de 12 horas de trabalho por 36 de repouso”, ele afirmou que o empregado “descumpriu uma obrigação principal do contrato e abalou severamente a fidúcia creditada entre as partes, praticando falta sobremodo censurável”.

    A demissão já havia sido considerada válida em primeira instância. Apesar de ter admitido o cochilo, o autor alegou que a falha não era grave e havia sido tratada com rigor excessivo, quando deveria no máximo ter sido aplicada a pena de suspensão. Já a empresa afirmou que o vigilante que dorme em serviço coloca em risco tanto a segurança do local como a sua própria integridade física.

    Ele criticou a jornada acima de 8 horas “em pleno século XXI”, mas disse que seguia construção jurisprudencial sobre o que se considera falta grave. Os demais membros da Turma seguiram o voto por unanimidade. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRT-18.

    O exemplo acima se aplica ao vigia.

    Forte abraço e sucesso.

  29. Desculpa a pergunta, mais pelo que eu sei dormir no trabalho não gera justa causa legal.,lá fala que nenhum ser humano tem controle sobre o sono etc…Agora fiquei confuso, e essa informação também foi informada por um professor de direito!,fica a pergunta agora?obrigado

  30. Mais muitas empresas de vigilância oferecem os serviços de vigia vigilante zeladoria e até de limpeza, onde diz que não pode?obrigado

  31. Olá Jodilson!
    A profissão de vigia existe sim, e vc como como vigia tem todos os direitos trabalhista previstos na CLT.
    Forte abraço e sucesso.

  32. Olá Ricardo Fonte de Salles!
    As punições , advertências e suspensão, seguem as normas da CLT. De acordo com a legislação trabalhista, o empregador pode aplicar sanções disciplinares ao empregado em casos de falhas graves. O habitual é que as sanções sigam a seguinte ordem: advertência verbal, advertência por escrito, suspensão e por ultimo a junta causa. Porém, dependendo da gravidade da falha do empregado, o empregador pode ir para uma medida mais severa diretamente, sem ter que seguir essa regrinha.
    Forte abraço e sucesso.

  33. Gostaria de saber sobre punições , advertências e suspensão.

  34. Eu trabalho como vigia numa empresa gostaria de saber se a profissão vigia foi estenta da CLT e verdade que não existe mas

  35. Olá Daniele!
    As atribuições que vc citou para fazem parte do controle de acesso de pessoa, e está de acordo com suas atribuições
    Forte abraço e sucesso.

  36. Trabalho como vigia num hospital e tenho que fazer cadastro de visitantes , atender telefone, fazer ligações para médicos quando precisa , vestir os acompanhantes com roupas esterilizadas e coisas mais .
    Seria considerado desvio de função?

  37. Olá Lorena!
    Essa prática de vigia de rua não é uma atividade legalizada, o que leva a abusos e chantagem emocional daqueles que exercem essa atividade.
    Ninguém é obrigado a contratar ou pagar esse tipo de serviço, até porque sua utilidade é questionável.
    Entendo a sua posição e preocupação.
    Sugiro que tenha uma conversa sincera com quem faz esse serviço ai, coloque suas dificuldades pra ele, e diga que não quer mais o serviço por estar sem condições de pagar.
    Caso sinta ou perceba alguma retalhação ou ameça por parte do vigia, sugiro que procure a policia e conte a eles o que esta ocorrendo.
    Forte abraço e sucesso.

  38. Boa noite. Como dispensar solicitação para pagar vigia das ruas do bairro, sem sofrer retaliações do mesmo? Não tenho condições de pagar pois estou desempregada, mas fico com medo de sofrer retaliações. Me ajude, por gentileza?

  39. aqui e o pai do ALBERTO ANTONIO JOSE EU TENHO O CURSO DE FORMACAO DE VIGILANTES E TAMBEM TENHO CURSO DE SUPERVISOR JA TRABALHEI NOS CORREIS ARMADO EXERCENDO A PROFICAO MAIS HOJE ESTOU COM 8 ANOS COMO VIGIA NA CARTEIRA MEU SALARIO E DE 1,287,00 NA CARTEIRA TENHO UMA FOLGA POR SEMANA A JORNADA DE TRABALHO E DE DEZ HORAS ENTRO AS DESENOVE HORAS E SAIO AS CINCO DA MANHA MINHAS RONDAS E DE DUAS EM DUAS HORAS GANHO ADISIONAL NOTURNO DE 240,00 REAIS TENHO MAIS 60 HORAS A CINQUENTA POR CENTO QUANDO TRABALHO MINHA FOLGA ELES PAGAM OITENTA E CINCO REAIS A FOLGA TRABALADA COM DOIS FERIADOS SAI BRUTO NO LERITE ATE DOIS MILE TREZENTOS E NOVENTA COM OS DISCONTO DE SINDICATO QUE A FIRMA DESCONTA VINTE CINCO E SETENTA E CEIS COM UM FERIDO SAI LIVRE AINDA MIL E OITOCENTOS E NOVENTA FORA OS DISCONTO AGORA NOS NA EMPREZA TRABALHAMOS COM CAHORRO PITBULL ADESTRADO QUANDO A FAMILIA ESTA NA EMPREZA NAO TEM RONDA CADA UM PROCURA UM LUGA PARA FICAR OS DA RONDA TEMOS CAMERAS PARA PASSAR EM DISA NORMAIS DE DUAS EM DUAS HORAS TEMOS MOTO PARA ATENDER AS CANCELAS PARA PATROES E VISITANTES EU ESTOU ME APOSENTANDO COM 55 ANOS COM ENCARGO DE VIDILANTE E VIDIAS NA CARTEIA VOU PEGAR 80 POR CENTO DO MEU SARIO E PELA JUSTICA QUE JA BATEU O MARTELO

  40. Olá Anônimo!
    Para o exercício da função de vigia não é necessário ter curso de formação de vigilante, tal prática é abusiva por parte da empresa. Em relação a atividade na balança, o vigia pode realizar atividades de pesagem desde que esteja relacionada ao controle de acesso do local, porém não pode ser considerado como sua atividade principal, caso contrario, sim pode caracterizar desvio de função.
    As duas questões merecem uma avaliação mais detalhada de um advogado trabalhista.
    Forte abraço e sucesso.

  41. Bom dia. Eu tenho o curso de formação de Vigilantes porém nunca trabalhei como tal. Fui contratado por uma grande empresa como vigia, mas me exigiram no ato da contratação que eu tivesse o curso de formação de Vigilantes, e que ainda por cima estivesse atualizado.
    Hoje, quase 2 anos depois continuo na mesma empresa, porém, estou com a carteira assinada ainda como vigia, só que exercendo a função de balanceiro (pesando caminhões em uma balança), recebendo o mesmo salário de vigia e nada mais.
    A grande questão é: isso se caracteriza como desvio de função? E outra: a empresa pode exigir o curso de formação de Vigilantes atualizado se ela não irá contatá-lo para aquela vaga?

  42. Olá Monica.
    Pelo que você está relatando você exerce a mesma função que os vigilantes e isso pode caracterizar desvio de função. Em relação a medir a temperatura das pessoas, sim pode, essa é uma tarefa muito comum nesses tempo de pandemia.
    Forte abraço e sucesso.

  43. Olá Sérgio!
    Fico feliz em saber que gostou do artigo.
    Forte abraço e sucesso.

  44. Olá Eduardo!
    Primeiramente é importante frisar que existe diferenças entre a profissão de vigilante e a de vigia no que se referes as suas funções e responsabilidades.
    No caso em questão, sim cabe tanto ao vigia como a o vigilante fiscalizar o comportamento das pessoas dentro de suas áreas de trabalho e adotar medidas de orientação no que se refere a comportamentos que estejam fora das regras dos estabelecimento.
    Forte abraço e sucesso.

  45. boa noite, sou vigilante de um condominio exercia função de um vigilante sem nenhum apoio, é função do vigia ir em porta dos condôminos pedir para baixar volume ou é função do zelador? pode se caracterizar desvio de função? obrigado!

  46. Muito bom, a matéria, praticamente o contrante ainda, exige que o vigia, combate os meliantes, como se tivesse peito de aço, o vigia de moto, ou carro, poderia, ao menos ganhar 10%.

  47. Olá…
    Trabalho como vigia quase a 2 anos no mesmo posto. Recebo o posto de um vigilante, e depois de 12 horas ,passo o posto para outro vigilante.
    Isso pode? Me colocaram para olhar a temperatura de todos que entrar e saem da empresa.é meu trabalho fazer isso.??

  48. Olá Célia!

    Em relação ao vigia, dormir em serviço é considerado uma falta gravíssima e ele poderia até ser demitido por justa causa. Porém, ele não pode ser obrigado a indenizar o prejuízo da loja, e nem ter o valor descontado do seu salário sem sua concordância, caso isso ocorra, poderá ser motivo de ação trabalhista e de pedido de indenização moral. O mais indicado nesse caso, é demitir o vigia, quer seja por justa causa ou pagando seus direitos trabalhista.

    Já em relação a loja, é discutível algum tipo de indenização por parte do condomínio, porém é importante verificar o contratação de locação se consta algum tipo previsão de responsabilidade da locadora e algum tipo de indenização casos desse tipo.

    Sugiro que consulte um advogado para analisar a melhor opção dentro do ponto de vista legal, a fim de evitar prejuízos ainda maiores, por ações que possam ser consideradas ilegais no futuro, por meio de ações judicais.

    Espero ter ajudado.

    Forte abraço e sucesso!

  49. Olá Leandro!
    Normalmente os vigilantes que fazem ronda de moto são chamados de vigilantes condutores e recebem um adicional de cerca de 10% do salário por executar essa função, já a questão de você render o vigilante, pode ser considerado ilegal, uma vez que vigias não podem exercer a função de vigilante.
    Forte abraço e sucesso.

  50. Trabalho como vigia, contratado com carteira assinada tudo, faço ronda de moto com chuva ou não, e faço rendição do vigilante para seu intervalo, tenho algum benefício por dirigir e render um vigilante???

  51. Boa tarde,
    o vigia do meu prédio foi flagrado pelas câmeras de segurança dormindo, enquanto uma loja do prédio estava sendo assaltada. Bem na frente dele.Ele recebeu uma advertência por escrito. A loja quer cobrar do condomínio os prejuízos. Posso cobrar do vigia, como ação regressiva?

  52. Olá Heloisa!
    A parte de não receber pela noite não trabalhada esta correta, já a segunda parte (ter que vir trabalhar no dia seguinte durante o dia), não encontrada respalda legal para essa afirmação, a folga de acordo com a escala é um direito, independentemente de ter faltado.
    Forte abraço e sucesso.

  53. Olá Heloisa!
    A parte de não receber pela noite não trabalhada esta correta, já a segunda parte (ter que vir trabalhar no dia seguinte durante o dia), não encontrada respalda legal para essa afirmação, a folga de acordo com a escala é um direito, independentemente de ter faltado.
    Forte abraço e sucesso.

  54. O meu marido trabalha como folguista e era noite que ele tinha que cobrir o vigilante da noite. O meu marido teve que faltar e o supervisor falou que além de não receber pela noite, teria que vir trabalhar no dia seguinte durante o dia, pois só teria o direito de descansar no dia seguinte se tivesse trabalhado à noite. Está correto exigir o trabalho no dia seguinte, que seria dia de descanso?

  55. Olá Edson! Infelizmente não, a escala 12 x 36 não considera esse benefício.
    Forte abraço e sucesso.

  56. BOA TARDE.
    VIGIA QUE TRABALHA REGIME 12 X 36 , TEM DIREITO A RECEBER DOBRADO QUANDO E FERIADO .
    AQUI NAO TEM SINDICATO PARA SABER .
    OBRIGADO .

  57. É uma injustiça que os profissionais como vigia não tenba direitos sobre a insalubridade…pois suas vidas estão em riscos tanto como vigilantes

  58. Queria saber quantas rondas vigias tem direito por noite trabalhada e se o vigia tem o mesmo direito por lei igual do vigilante de abrir porta malas ou fazer revistas em pessoas

  59. Olá Mauro!
    A princípio você tem direito, porém sugiro de procure o sindicato ligado a sua categoria profissional para confirmar esse direito.
    Forte abraço e sucesso.

  60. boa noite, trabalho como vigia noturno em uma fazenda, gostaria de saber se tenho direito a auxilio transorte ja que utilizo o meu veiculo como conducao?

  61. Olá João!
    Essa é uma questão que envolve vários pontos e a negociação coletiva da sua categoria, sugiro que procure o sindicato da sua categoria pra tirar suas dúvidas.
    Forte abraço e sucesso.

  62. Bom dia Alessandra!

    Essa atividade de vigia noturno não é considerada uma atividade de segurança privada, não é regulamentada por lei e o pagamento desse tipo de serviço não é obrigatória. Paga quem quiser e achar que o serviço é útil de alguma forma.
    Quanto aos vizinhos fazer ronda não é considerado ilegal desde que se atente apenas á area pública.
    Em ambos os casos é vedado o uso e armamento ou carro com sirene (tipo polícia)

    Forte abraço e sucesso

  63. boa noite me chamo alessandra,
    na minha rua tem uma empresa de segurança privada com vigias noturnos (ronda)…acontece que vizinhos estao fazendo rondas de carro e me disseram que nao preciso pagar o vigia por que os vizinhos fazem de graça. isso é está correto?

  64. OLá Rodnei!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  65. Boa noite , sou vigia noturno, trabalho na escala 12×36, gostaria de saber a respeito do Vale alimentação, com essa reforma trabalhista q tivemos e verídico q a empresa n tem mais obrigação de fazer o pagamento do Vale alimentação??? E queria aproveitar , pra saber sobre o valor do adicional noturno , ainda está em vigor 20% do salário???

    Desde já agradeço a atenção!!!

  66. Olá Paulo!

    As atribuições do vigia são previstas na Código Brasileiro de Ocupações, no CBO 5174-20 e são:

    Zelam pela guarda do patrimônio e exercem a vigilância de fábricas, armazéns, residências, estacionamentos, edifícios públicos, privados e outros estabelecimentos, percorrendo-os sistematicamente e inspecionando suas dependências, para evitar incêndios,roubos, entrada de pessoas estranhas e outras anormalidades; controlam fluxo de pes soas, identificando, orientando e encaminhando-as para os lugares desejados; recebem hóspedes em hotéis; escoltam pessoas e mercadorias; fazem manutenções simples nos locais de trabalho.

    A desatribuição, orientação e fiscalização do uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual) é atribuição da empresa (condomínio), por meio da equipe de segurança do trabalho (engenheiro ou técnico de segurança), por componentes da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), na ausência desses, a empresa deve nomear um empregado dela para exercer essa função, e esse deve fazer um curo de cipero para inteirar-se do assunto (segurança do trabalho e EPI).

    Não é função do vigia fazer essa fiscalização uma vez que ele não tem conhecimento técnico suficiente para desempenhar essas função, e porque que não faz parte de suas atribuições, fato que caracterizar como desvio de função.

    Forte abraço e sucesso.

  67. Sou vigia , e meus superiores querem que eu tenha uma abordagem direta com os prestadores de serviço com assuntos que não estão nem nas normas do condomínio e bem nos deveres que vcs descreveram aqui , eu tenho que seguir essa orientação mesmo assim , ex: notificar um prestador que não está usando equipamento de IPI , ou devo relatar isso somente no livro de ocorrência?

  68. Olá Edilso!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  69. PARABENS AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NO BLOG SÃO BEM ESCLARECEDORAS.

  70. Olá Jair!
    Sim você pode ter problemas, empresa de vigilância, não pode contratar vigia, apenas vigilantes, quem contrata vigia é empresa de portaria, zeladoria e outras do gênero.
    Forte abraço e sucesso.

  71. Robson Rodrigues!
    É direito de qualquer trabalhador ter condições adequada e trabalho, é uma questão de segurança e saúde ocupacional, você tem direito a banheiro, água e abrigo do clima (sol ou chuva), sim vc pode buscar seus direitos.
    Forte abraço e sucesso.

  72. Olá Alan!
    Sim o vigia pode fazer ronda.
    Forte abraço e sucesso!

  73. Boa Tarde! Meu Nome é Alan

    trabalho em um condomínio como vigia, porém será implantado o serviço de bastão eletrônico , essa função é do vigia?

  74. Trabalho de vigia concursado,só que o local que trabalho é uma área aberta mais específico uma praça com alguns brinquedos,só que lidou direto com público em modo de ter que chamar atenção em relação à idade e o que não se deve fazer,e essa área não me oferece banheiro,nem água e nem cobertura no caso de chuva,está tudo normal ou posso correr atrás de algo?obrigado meu nome é Robson,Se der me respondam por favor!

  75. Boa noite Tenho uma empresa com CNPJ a atividade é de vigilância e segurança privada mais tenho funcionário com carteira assinada como vigia por a função dele tem alguma inormalidade

  76. Olá José WALTERLER!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  77. Parabéns pelas objetivas, fundamentadas e oportunas orientações contidas neste texto referente as atribuiç~eos do VIGIA.MUITO GRATO.

  78. Olá Rubens.
    Infelizmente o engenheiro de segurança está certo, somente os vigilante tem esse benefício reconhecido em legislação.
    A diferença entre vigia estatutário e vigia de carteira assinada, está em que o primeiro segue um regime de trabalho previsto em um estatuto especifico e o segundo segue as normas da C.L.T.
    Forte abraço e sucesso.

  79. bom dia! que bom encontrar conteudos a respeito da segurança, gostaria de saber se os vigias tem direito a pericolosidade, pois sao pessoas q se expoe ao risco fisico, outra coisa tem diferença entre vigia estatutario e vigia de carteira assinada? sou vigia estatutario no meu regime art99 (faz jus a pericolosidades servidores q trababalham em locais perigosos e q se expoe ao risco de vida,, mas o perito(o eng.de segurança do trabalho) diz q nao tenho direito pois nao me enquadro clt 193 NR 16, gostaria de saber pode me ajudar ou me orientar a respeito,, obrigado

  80. Olá Felipe!
    Se essas funções foram realizadas de forma eventual não tem problema, mas se elas ocorrem de forma rotineira isso pode caracterizar desvio de função.
    Forte abraço e sucesso!

  81. bom dia! sou registrado como vigia, mas no meu posto de trabalho tenho que desempenhar as seguintes funções, entrega de holerites de funcionários da empresa, fazer ficha de pre cadastro de entrevista, entrega de rescisões de funcionários demitidos , entrega de cestas básicas

  82. Olá Diego!
    Não existe uma regulamentação para essa atividade. Ela depende do plano de segurança estabelecido para o condomínio.
    Forte abraço e sucesso!

  83. Queria saber quantas rondas e obrigatório o vigia fazer em um condomínio ?

  84. Olá José Israel!
    Fico muito feliz em saber que as informações publicadas no blog estão sendo úteis pra você.
    Grato pelos elogios.
    Forte abraço e sucesso.

  85. Sou supervisor operacional , trabalho com portaria e fiscal De patrimônio ,estou sempre lendo os artigos postados , sendo uma fonte excelente De conhecimento e muitas vezes uso os como preleção.
    Tenho muito a agradecer o trabalho dos senhores!!!!
    Parabéns mais uma vez!!!!

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.