- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Saiba o que é Segurança do Trabalho: Como funciona, seus objetivos e sua importância.

Conheça a definição de segurança do trabalho e seu impacto nas empresas e na sociedade. Saiba como medidas preventivas garantem ambientes saudáveis e produtivos

Segurança do Trabalho é uma área interdisciplinar que busca prevenir acidentes e doenças ocupacionais, garantindo a integridade física e mental dos trabalhadores em seu ambiente laboral. O objetivo principal da Segurança do Trabalho é criar um ambiente de trabalho seguro e saudável, reduzindo os riscos que possam prejudicar a saúde dos colaboradores.

A Segurança do Trabalho é um tema de suma importância para as empresas e os trabalhadores, pois busca garantir um ambiente laboral seguro, saudável e produtivo. Em meio aos desafios e transformações constantes do mundo corporativo, a proteção da saúde e integridade dos colaboradores ganha destaque como uma prioridade indiscutível.

Cuidar da segurança dos colaboradores não é apenas uma obrigação legal, é também um investimento estratégico que reflete positivamente no clima organizacional, na produtividade e na imagem institucional.

Neste artigo, abordaremos o universo da Segurança do Trabalho, entendendo sua definição, objetivos e principais atividades. Conheceremos a legislação pertinente, os riscos e danos relacionados, e, por fim, as principais medidas de proteção, seus benefícios e a postura desejável das empresas em relação à Segurança do Trabalho.

Por José Sergio Marcondes – Postado 22/08/2016 atualizado 08/08/2023

O que é Segurança do Trabalho?

Segurança do Trabalho é uma área interdisciplinar que busca prevenir acidentes e doenças ocupacionais, garantindo a integridade física e mental dos trabalhadores em seu ambiente laboral. O objetivo principal da Segurança do Trabalho é criar um ambiente de trabalho seguro e saudável, reduzindo os riscos de ocorrências que possam prejudicar a saúde e a vida dos colaboradores.

A Segurança do Trabalho engloba conceitos e práticas de engenharia, medicina, psicologia, direito e outras áreas relacionadas, visando a saúde e bem-estar dos trabalhadores. Envolve o gerenciamento de riscos ocupacionais, implementação de medidas preventivas, a realização de treinamentos, investigação de acidentes e a adequação das condições de trabalho conforme as Normas Regulamentadoras.

Por meio de uma abordagem abrangente e embasada, a Segurança do Trabalho busca promover a conscientização dos trabalhadores sobre a importância de aderir às práticas seguras, cria uma cultura de prevenção dentro da empresa e contribui para a produtividade, satisfação e bem-estar geral dos funcionários.

A Segurança do Trabalho serve para preservar a integridade física e mental dos trabalhadores, bem como promover um ambiente de trabalho seguro e saudável. Ela desempenha um papel crucial na prevenção de acidentes, doenças ocupacionais e incidentes que possam afetar negativamente a saúde dos colaboradores.

As práticas de Segurança do Trabalho são essenciais para criar um ambiente laboral seguro, prevenir acidentes e doenças, proteger os trabalhadores e melhorar o desempenho geral da empresa. Ela é uma parte fundamental da gestão empresarial responsável e humanizada.

Objetivos da Segurança do Trabalho

Os principais objetivos da Segurança do Trabalho são garantir a saúde, segurança e bem-estar dos trabalhadores no ambiente laboral, bem como prevenir acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. Abaixo estão os objetivos mais relevantes dessa área:

  1. Prevenção de Acidentes: Reduzir a ocorrência de acidentes de trabalho por meio da identificação, avaliação e controle dos riscos presentes nas atividades laborais.
  2. Prevenção de Doenças Ocupacionais: Evitar o surgimento de doenças ocupacionais, como Lesões por Esforços Repetitivos (LER), problemas respiratórios, entre outras, por meio de medidas preventivas.
  3. Promoção do Bem-Estar dos Colaboradores: Contribuir para o bem-estar e a satisfação dos funcionários, proporcionando condições de trabalho adequadas e seguras.
  4. Cumprimento da Legislação Trabalhista: Garantir o cumprimento das normas e legislações relacionadas à Segurança do Trabalho.
  5. Redução de Custos: Diminuir os custos relacionados a acidentes de trabalho, doenças ocupacionais, tratamentos médicos e indenizações.
  6. Aumento da Produtividade: Contribuir para o aumento da produtividade e eficiência dos trabalhadores, criando um ambiente de trabalho seguro e motivador.

Principais Atividades da Segurança do Trabalho

As atividades relacionadas à Segurança do Trabalho são diversas e abrangem diferentes aspectos da prevenção e proteção dos trabalhadores. Algumas das principais atividades nesta área são:

  1. Avaliação de Riscos: Tem como objetivo compreender os perigos nos processos organizacionais e suas possíveis consequências para a saúde dos colaboradores.
  2. Elaboração de Programas de Prevenção: Desenvolvimento de programas de prevenção de acidentes e doenças ocupacionais, adaptados às necessidades e características específicas da empresa.
  3. Inspeções e Auditorias: Realização de inspeções periódicas para verificar o cumprimento das normas de segurança e identificar possíveis falhas ou irregularidades.
  4. Treinamentos e Capacitações: Promoção de treinamentos e capacitações para os funcionários, abordando temas como o uso correto de EPIs, prevenção de incêndios, ergonomia, entre outros.
  5. Investigação de Acidentes: Realização de investigações detalhadas em caso de acidentes e incidentes do trabalho, a fim de determinar suas causas e evitar que se repitam.
  6. Implantação de Medidas Preventivas: Implementação de medidas e ações preventivas para eliminar ou reduzir os riscos identificados, como a instalação de dispositivos de segurança, sinalizações e a adequação de equipamentos.
  7. Uso de Equipamentos de Proteção Individual: Orientação e fiscalização do uso correto de EPIs pelos trabalhadores, de acordo com as atividades desempenhadas e os riscos envolvidos.
  8. Ergonomia: Avaliação e adequação dos postos de trabalho, mobiliários e ferramentas para garantir condições ergonômicas, evitando lesões e problemas de saúde relacionados à postura inadequada.
  9. Gestão de Emergências: Elaboração de planos de emergência e contingência para situações de risco, como incêndios, vazamentos químicos e outras ocorrências que possam afetar a segurança dos trabalhadores.
  10. Acompanhamento de Licenças e Documentação: Acompanhamento e manutenção dos documentos legais relacionados à segurança do trabalho, como licenças, registros e laudos técnicos.
Definição de Segurança do Trabalho

Responsáveis pela Segurança do Trabalho

A responsabilidade pela Segurança do Trabalho é compartilhada entre diferentes atores dentro de uma organização. É importante que todos os níveis hierárquicos estejam engajados e conscientes da importância de promover um ambiente de trabalho seguro.

Dentre os principais responsáveis, destacam-se:

  1. Empregador: A empresa, como empregadora, tem o dever legal de garantir a segurança e saúde de seus funcionários. Isso inclui a adoção de medidas preventivas e a implementação de programas de prevenção de acidentes e doenças ocupacionais.
  2. Trabalhadores: Os próprios trabalhadores também têm responsabilidade pela sua segurança e a dos colegas. Eles devem seguir as orientações de segurança, utilizar corretamente os EPIs, relatar eventuais situações de risco e participar de treinamentos oferecidos pela empresa.
  3. Profissional de Segurança do Trabalho: Os engenheiros e técnicos em segurança do trabalho, são os profissionais capacitados para identificar, avaliar e controlar os riscos no ambiente laboral. Eles desempenham um papel crucial na elaboração de programas de prevenção, realização de treinamentos, inspeções de segurança e investigações de acidentes.
  4. Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA): A CIPA é uma comissão composta por representantes dos empregados e do empregador, que atua na prevenção de acidentes e doenças ocupacionais, contribuindo para a melhoria das condições de trabalho e propondo medidas preventivas.
  5. Órgãos Governamentais: Os órgãos governamentais, como o Ministério do Trabalho, também têm responsabilidade na fiscalização e regulamentação das condições de segurança do trabalho. Eles estabelecem normas e diretrizes para as empresas seguirem.
  6. Sociedade: A sociedade em geral também tem responsabilidade em exigir que as empresas atuem de forma responsável e preocupada com a segurança e saúde dos trabalhadores.

O que diz a legislação brasileira sobre Segurança do Trabalho?

A legislação brasileira possui diversas normas e regulamentações específicas que tratam da Segurança do Trabalho. A principal legislação que aborda esse tema é a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), além de outras normas regulamentadoras criadas pelo Ministério do Trabalho, conhecidas como NRs (Normas Regulamentadoras).

A seguir algumas das principais legislações relacionadas à Segurança do Trabalho no Brasil:

  1. Consolidação das Leis do Trabalho (CLT): A CLT, instituída pelo Decreto-Lei nº 5.452/1943, é a principal lei trabalhista do Brasil e estabelece direitos e deveres dos empregados e empregadores. Ela aborda aspectos gerais da Segurança do Trabalho, como jornada de trabalho, descanso semanal, férias, entre outros.
  2. Normas Regulamentadoras (NRs): As NRs são normas específicas que detalham aspectos da Segurança do Trabalho em diversos setores da economia. Elas foram criadas para orientar as empresas sobre os requisitos mínimos de segurança, saúde e higiene ocupacional.
  3. Lei nº 8.213/1991 – Lei de Benefícios da Previdência Social: Essa lei trata dos benefícios previdenciários e acidentários, incluindo os casos de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

Principais Riscos Relacionados à Segurança do Trabalho

Os principais riscos relacionados à Segurança do Trabalho podem variar de acordo com o setor de atividade e as características específicas de cada ambiente de trabalho. No entanto, alguns riscos são mais comuns e podem estar presentes em diversas áreas. Os principais são:

  1. Riscos Ergonômicos: Relacionados à forma como o trabalho é executado, podendo envolver posturas inadequadas, movimentos repetitivos, esforço físico excessivo e mobiliários mal ajustados.
  2. Riscos Químicos: Exposição a substâncias químicas nocivas presentes em produtos, materiais ou processos de trabalho, que podem causar intoxicações, irritações na pele ou nas vias respiratórias e, em casos mais graves, doenças crônicas e câncer.
  3. Riscos Físicos: Envolvem exposição a ruídos, vibrações, temperaturas extremas, radiações ionizantes e não ionizantes (como radiação solar e de equipamentos eletrônicos).
  4. Riscos Biológicos: Relacionados à exposição a microrganismos, como vírus, bactérias e fungos, presentes em ambientes de saúde, laboratórios, saneamento, entre outros, que podem levar a infecções e doenças.
  5. Riscos de Acidentes: Podem ocorrer em atividades que envolvam máquinas e equipamentos sem proteção adequada, trabalhos em altura sem os devidos cuidados, uso inadequado de ferramentas, falta de sinalização, entre outros, o que pode causar quedas, cortes, esmagamentos e outras lesões.
  6. Riscos Psicossociais: Envolvem aspectos relacionados à organização do trabalho, como altas demandas, pressão, assédio moral, jornadas excessivas, que podem levar a problemas de saúde mental, como estresse e ansiedade.

Principais Danos e Perdas Relacionados à Segurança do Trabalho

Os danos e perdas relacionados à Segurança do Trabalho podem ser significativos tanto para os trabalhadores quanto para as empresas. Alguns dos principais danos e perdas são:

  1. Lesões e Doenças Ocupacionais: Acidentes de trabalho e exposição a riscos laborais podem resultar em lesões físicas, como fraturas, cortes, queimaduras, além de doenças ocupacionais, como LER/DORT, problemas respiratórios e auditivos, dermatites, entre outras.
  2. Absenteísmo e Afastamentos: Acidentes e doenças ocupacionais podem levar ao afastamento temporário ou permanente dos trabalhadores, resultando em absenteísmo e redução da produtividade da empresa.
  3. Custos com Tratamentos Médicos: Os gastos com tratamentos médicos e hospitalares decorrentes de acidentes e doenças ocupacionais podem ser altos, especialmente em casos de lesões graves ou doenças crônicas.
  4. Impacto na Produção: Acidentes de trabalho e afastamentos podem causar atrasos na produção e impactar negativamente a eficiência e os prazos das atividades da empresa.
  5. Danos à Imagem da Empresa: Empresas que não priorizam a Segurança do Trabalho podem enfrentar riscos de reputação, o que pode afetar sua imagem perante a sociedade e os clientes.
  6. Penalidades e Processos Jurídicos: Empresas que não estão em conformidade com as normas de Segurança do Trabalho podem enfrentar multas, autuações e processos jurídicos, resultando em custos adicionais.
  7. Queda na Motivação dos Funcionários: Ambientes de trabalho inseguros e com alta incidência de acidentes podem levar à queda na motivação e satisfação dos funcionários, gerando um clima organizacional negativo.
  8. Indenizações e Benefícios Previdenciários: Em casos de acidentes de trabalho ou doenças ocupacionais, a empresa pode ser responsável pelo pagamento de indenizações e benefícios previdenciários aos trabalhadores afetados.

Portanto, investir em Segurança do Trabalho é fundamental para evitar danos e perdas tanto para os trabalhadores quanto para as empresas.

Principais medidas de proteção aplicadas a Segurança do Trabalho

As principais medidas de proteção aplicadas à Segurança do Trabalho têm como objetivo reduzir os riscos e prevenir acidentes e doenças ocupacionais. Essas medidas podem variar de acordo com o tipo de atividade e os riscos específicos de cada ambiente de trabalho, mas algumas das principais são:

  1. Equipamentos de Proteção Individual (EPIs): Exemplos de EPIs incluem capacetes, luvas, óculos de proteção, protetores auriculares, respiradores, cintos de segurança, entre outros.
  2. Sinalização de Segurança: Utilizar sinalizações e placas informativas para alertar sobre áreas perigosas, instruções de segurança, saídas de emergência, entre outros.
  3. Treinamentos: Realizar treinamentos regulares para orientar os trabalhadores sobre os riscos presentes nas atividades laborais e como preveni-los, além de capacitar os funcionários no uso adequado de equipamentos e procedimentos de segurança.
  4. Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR): Processo de Gerenciamento de Riscos Ocupacionais, visando à melhoria contínua das condições da exposição dos trabalhadores por meio de ações multidisciplinares e sistematizadas.
  5. Adequação Ergonômica: Adaptar os postos de trabalho, mobiliários e ferramentas de forma ergonômica para reduzir o esforço físico, a fadiga e prevenir lesões musculoesqueléticas.

Essas são algumas das principais medidas de proteção aplicadas na Segurança do Trabalho. A implementação efetiva dessas ações é essencial para garantir um ambiente de trabalho seguro e saudável, prevenir acidentes e doenças ocupacionais, e proteger a saúde dos trabalhadores.

Benefícios da Segurança do Trabalho

A Segurança do Trabalho desempenha um papel fundamental na sociedade, trazendo inúmeros benefícios para os empregados, empresas e a sociedade como um todo. Abaixo estão alguns dos principais benefícios relacionados a cada um desses grupos:

1. Benefícios para os Empregados:

  • Proteção da Saúde e Integridade: A Segurança do Trabalho visa proteger a saúde física e mental dos trabalhadores, prevenindo acidentes e doenças ocupacionais, garantindo um ambiente de trabalho mais seguro.
  • Redução de Lesões e Doenças: As medidas preventivas adotadas pela Segurança do Trabalho contribuem para a redução de lesões, afastamentos e doenças ocupacionais, melhorando a qualidade de vida dos funcionários.
  • Melhoria do Bem-Estar: Ambientes de trabalho seguros e saudáveis criam um clima organizacional positivo, promovendo o bem-estar e a satisfação dos empregados.
  • Valorização do Trabalhador: Ao priorizar a Segurança do Trabalho, as empresas demonstram preocupação com o bem-estar de seus colaboradores, o que valoriza o capital humano e aumenta o engajamento dos funcionários.

2. Benefícios para as Empresas (Empregadores):

  • Aumento da Produtividade: Ambientes de trabalho seguros e saudáveis contribuem para o aumento da produtividade, reduzindo absenteísmo e melhorando a eficiência dos processos.
  • Redução de Custos: A prevenção de acidentes e doenças ocupacionais resulta em economia de custos com tratamentos médicos, afastamentos e indenizações.
  • Cumprimento das Normas: Investir em Segurança do Trabalho garante que a empresa esteja em conformidade com as normas regulamentadoras, evitando penalidades e autuações dos órgãos fiscalizadores.
  • Melhoria da Imagem Institucional: Empresas que priorizam a segurança e o bem-estar de seus funcionários têm uma imagem mais positiva perante a sociedade, clientes e investidores.

3. Benefícios para a Sociedade:

  • Redução do Ônus Social: A Segurança do Trabalho contribui para a redução do número de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, o que diminui o ônus social gerado por essas ocorrências.
  • Menor Impacto nos Serviços de Saúde: A prevenção de acidentes e doenças ocupacionais resulta em menor demanda por serviços de saúde, aliviando a sobrecarga do sistema de saúde público e privado.
  • Maior Sustentabilidade: Empresas com práticas sólidas de Segurança do Trabalho têm menor impacto ambiental e social, contribuindo para um desenvolvimento sustentável da sociedade.
  • Aumento do Desenvolvimento Econômico: Ambientes de trabalho seguros e saudáveis promovem a produtividade e o crescimento das empresas, impulsionando o desenvolvimento econômico da comunidade.

Em suma, a Segurança do Trabalho é essencial para proteger os trabalhadores, reduzir os custos para as empresas e promover o desenvolvimento sustentável da sociedade. Investir nessa área é uma atitude responsável e estratégica, trazendo benefícios para todos os envolvidos e contribuindo para a construção de um ambiente de trabalho mais seguro e saudável para o presente e o futuro.

Postura das Empresas em Relação a Segurança do Trabalho

A postura das empresas em relação à Segurança do Trabalho deve ser proativa, responsável e comprometida com a saúde, segurança e bem-estar dos seus colaboradores. Algumas diretrizes essenciais para a postura das empresas são:

  1. Compromisso com a Segurança: A empresa deve assumir um compromisso claro e transparente com a Segurança do Trabalho, garantindo que seja uma prioridade em todas as suas operações.
  2. Cultura de Segurança: Desenvolver e promover uma cultura organizacional de segurança, onde todos os funcionários, desde a alta direção até os colaboradores de base, estejam engajados e conscientes da importância da segurança no ambiente de trabalho.
  3. Investimento em Prevenção: A empresa deve investir recursos financeiros, tecnológicos e humanos em ações preventivas para identificar e controlar os riscos laborais, antes que ocorram acidentes ou doenças ocupacionais.
  4. Conformidade Legal: Cumprir rigorosamente as normas e legislações relacionadas à Segurança do Trabalho, bem como as Normas Regulamentadoras (NRs).
  5. Melhoria Contínua: Buscar sempre a melhoria contínua dos processos de Segurança do Trabalho, por meio da análise de resultados, avaliação de desempenho e adoção de boas práticas.
  6. Responsabilidade Social Corporativa: Incorporar a Segurança do Trabalho como parte da responsabilidade social corporativa da empresa, demonstrando preocupação com o bem-estar dos trabalhadores e da comunidade em geral.

Conclusão

Ao final deste artigo sobre Segurança do Trabalho, fica evidente o papel fundamental dessa área na preservação do bem-estar dos colaboradores e no sucesso das empresas. Através da identificação, controle e prevenção de riscos laborais, a Segurança do Trabalho se revela como um verdadeiro alicerce para um ambiente laboral seguro, saudável e produtivo.

Ao compreendermos a importância de investir em medidas preventivas, capacitando os trabalhadores e promovendo uma cultura de segurança, percebemos que a Segurança do Trabalho transcende a conformidade legal e se transforma em uma demonstração de cuidado e respeito pelo capital humano.

Ao proteger a saúde física e mental dos funcionários, as empresas colhem os frutos de maior produtividade, retenção de talentos e melhoria do clima organizacional. Além disso, a atuação responsável reflete positivamente na imagem institucional, atraindo clientes, parceiros e investidores.

Você Gostou do Artigo?

Você está em busca de conhecimentos atualizados e oportunidades para aprimorar sua especialização na área de segurança privada? Não perca a chance de se manter informado e conectado com as últimas tendências e insights do setor!

Inscreva-se, em nossa Newsletter e junte-se ao nosso Grupo no WhatsApp para receber notificações sobre novos artigos, dicas valiosas e recursos adicionais que irão impulsionar sua carreira como especialista em segurança privada.

Não deixe que a oportunidade de se manter à frente das mudanças no campo da segurança privada passe despercebida. Nossos e-mails sobre publicações e Grupo do WhatsApp são fontes essenciais de informações atualizadas e valiosas, projetadas especialmente para profissionais ambiciosos como você.

Se você gostou do artigo e/ou se ele foi útil para você deixe seu comentário logo abaixo e compartilhe suas opiniões conosco, contribua para enriquecer o conteúdo do artigo. Sua opinião é muito valiosa!

Forte abraço e sucesso!

José Sérgio Marcondes – CES – CPSI

Especialista em Segurança Empresarial

Consultor em Segurança Privada

Diretor do IBRASEP

Siga-me nas minhas redes sociais!

Leia também…

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Cursos de Segurança do Trabalho: Quais são, qual devo escolher e onde fazer?

Técnico em Segurança do Trabalho: Conceito, Perfil, Responsabilidades

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sérgio (22 de agosto de 2016). Segurança do Trabalho: O que é, o que faz, objetivos, importância. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: https://gestaodesegurancaprivada.com.br/seguranca-do-trabalho-conceito//– Acessado em (inserir data do acesso).

Referencias Bibliográficas

DECRETO-LEI N.º 5.452, DE 1º DE MAIO DE 1943 – CLT – Consolidação das Leis do Trabalho.

LEI Nº 8.213, DE 24 DE JULHO DE 1991 – Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências.

PORTARIA N.° 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978 – Ministério do Trabalho -Aprova as Normas Regulamentadoras

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial Com mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada, acumulando resultados relevantes nas áreas operacionais, administrativas e comerciais.

53 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. Olá TINGA CUMBANE!
    Fico muito feliz em saber que gostou do artigo! Anotei seu pedido e vou fazer um artigo sobre esse assunto.
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  2. UAUU ESTOU MARAVILADO PELO CONTEUDO, DESEJANDO TAMBEM TER UMA ORIENTACAO ACERCA DA INVESTIGACAO POS ACIDENTE OU QUASE ACIDENTE, SE POSSIVEL DESEVOLVER UM MAPA GUIA PARA TAL INVESTIGATION
    OBRIGADO

  3. Olá Elisangela Aragão!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  4. Olá Manuel Moisés!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso1

  5. Conteúdo interessante e muito importante.
    Parabéns.

  6. Olá miriam santos!
    Anotei sua sugestão e estarei acrescentando.
    Forte abraço e sucesso.

  7. BOA TARDE, GOSTEI MUITO DAS INFORMAÇÕES, PARABÉNS POR TER ENVIADO TAMBÉM AS REFERENCIAS , SOMENTE UMA OBSERVAÇÃO, SERIA BOM SE TIVESSEM FALADO SOBRE O ACOMPANHAMENTO E SUPORTE PÓS ACIDENTE DE TRABALHO!!

  8. Olá Palata Aleixo!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  9. CONTEÚDO MUITO BEM ELABORADO,PARA MIM FOI MAIS UM CAPÍTULO DA MINHA VIDA COMO INICIANTE DESTA MATÉRIA

  10. Olá Renê Santos!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  11. Olá Juliermes Oliveira!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  12. Olá Arnésia Alizeu!
    Obrigado pelo seu comentário!
    Fico feliz em saber que o artigo foi útil pra você.
    Forte abraço e sucesso.

  13. Olá José!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  14. gostei muito parabéns pelo aprendizado e informação dada gratuitamente

  15. Olá GUTTEMBERG!
    Fico feliz em saber que gostou do blog. Boa sorte nos seus estudos e que tenha sucesso na profissão a qual em breve estará se formando.
    Forte abraço e sucesso.

  16. Olá Avelino!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  17. Olá Julio!
    Fico muito feliz em saber que o artigo foi útil pra você.
    Forte abraço e sucesso.

  18. Parabéns pelo conteúdo me ajudou a entender sobre o assunto segurança no trabalho.

  19. Olá Aparecida!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  20. Muito bom o material, recomendo, parabéns e continuem nos ajudando nesta caminhada!!!

  21. Olá Moukini Júlio!
    Obrigado pelo comentário!
    Forte abraço e sucesso!

  22. artigo muito bom sou recém formado na área de TSST e estou aprendendo muito com o vosso blog

  23. Olá Alex!
    Obrigado pelo seu comentário.
    A formação técnica é o requisito mínimo legal para o exercício da profissão, pode ser um diferencial num processo de seleção ou promoção.
    Forte abraço e sucesso.

  24. Primeiramente gostaria de parabenizar pelo ótimo conteúdo! Você acha que a profissão de técnico de segurança em vai ser obrigatório nível superior?

  25. Olá Emily!
    Publicado 08/2016 – Atualizado 20/12/2018.
    Forte abraço e sucesso.

  26. Boa tarde, gostaria de saber o ano da publicação. Não consigo achar, infelizmente.

  27. Olá Marcos!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  28. Olá Marcos!
    Obrigado!
    Forte abraço e sucesso.

  29. Bom dia José Sergio,

    Muito bom,
    Ótimo
    Excelente artigo, parabéns.

  30. Olá Noemia!
    Fico feliz que tenha gostado do post.
    Forte abraço e sucesso na sua carreira!

  31. Boa tarde, penso fazer um curso nesta área por isso quis conhecer mais sobre o assunto, gostei muito parabéns muito bom.

  32. Olá Edson!
    Obrigado pelo seu comentário e sucesso na sua carreira.

  33. Olá JANE REIS!
    Obrigado pelo seu Comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  34. Parabéns pelo post, para mim, iniciante no curso muito me ajudou em seu post, me encontri em seus resumos, limpos e concisos.
    Obrigada!!

  35. Tudo citado certinho! Caso queira ver eu passo a você por email. Apenas me mandar o seu email. Abraços!

  36. Olá Gabriel!
    Sim pode! Peço apenas que cite a fonte por favor.
    Forte abraço e sucesso na sua carreira!

  37. Olá José Sérgio, gostaria de estar citando o seu conceito de Segurança do Trabalho em meu artigo, gostaria de saber se posso!
    Att

  38. Olá Rosa Maria!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso na sua carreira!

  39. Olá ROSIANE!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso na sua carreira!

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.