- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Segurança Preventiva no Contexto da Segurança Privada. Promovendo proteção de forma proativa

Descubra como a Segurança Preventiva no contexto da Segurança Privada se torna um escudo eficaz, protegendo pessoas, ativos e promovendo ambientes seguros.

No âmbito da segurança privada, a Segurança Preventiva é executada com o propósito de evitar ocorrências indesejáveis. Pode ser implementada por meio do emprego antecipado e ostensivo de agentes de segurança pública ou privada, além de envolver planejamento, políticas, normas, procedimentos e sistemas eletrônicos de segurança.

Esta prática está intrinsicamente ligada à prevenção, um conjunto de estratégias para identificação, análise, avaliação e controle contínuo de riscos. Com o compromisso com a melhoria contínua, busca-se proporcionar um ambiente seguro e protegido contra eventos indesejáveis.

A abordagem inclui um programa de prevenção de riscos, composto por ações destinadas a preservar a integridade das pessoas e proteger o patrimônio. Este programa visa antecipar, reconhecer, avaliar (qualitativa/quantitativamente) e controlar os riscos presentes ou futuros.

No decorrer deste artigo, exploraremos os principais conceitos, aplicações e estratégias de segurança preventiva no contexto das atividades de segurança privada. Descubra como as empresas privadas podem assegurar a integridade e proteção de pessoas e ativos por meio de medidas preventivas estratégicas.

Por José Sérgio Marcondes Publicado em 26/11/2019 e atualizado 15/01/2024.

O que é Segurança Preventiva?

A Segurança Preventiva refere-se a um conjunto de medidas e práticas de segurança destinadas a evitar ocorrências de segurança indesejados, sejam elas relacionadas à segurança cibernética, segurança física, segurança pessoal ou qualquer outra área que envolva riscos de segurança.

Vários setores, como negócios, governos e indivíduos, implementam estratégias de segurança preventiva para reduzir a probabilidade de incidentes prejudiciais. O objetivo principal da segurança preventiva é antecipar e mitigar possíveis ameaças antes que elas se materializem, proporcionando um ambiente mais seguro e protegido.

Ela buscar evitar que uma ocorrência indesejável aconteça. Ela pode ser realizada através do emprego, antecipado e ostensivo de agentes da segurança pública ou de segurança privada, de planejamento, políticas, procedimentos e sistemas eletrônicos de segurança.

Objetivos da Segurança Preventiva

Os objetivos da segurança preventiva são estabelecidos para evitar, mitigar e responder a ameaças potenciais antes que elas causem danos significativos. Esses objetivos são fundamentais para garantir a integridade, confidencialidade e disponibilidade de informações, sistemas, recursos físicos e, em última instância, para proteger as pessoas.

A seguir Alguns dos Principais Objetivos da Segurança Preventiva:

  1. Prevenir Ocorrências: Evitar ocorrências de segurança prejudiciais as pessoas, organizações e sociedade como um todo. A principal finalidade da segurança preventiva é impedir que ameaças se materializem, reduzindo assim a concretização do risco.
  2. Proteger as Pessoas: Garantir ambientes seguros para prevenir acidentes, agressões e lesões físicas as pessoas. A segurança física das pessoas é crucial para promover o bem-estar e a produtividade, seja em ambientes de trabalho, espaços públicos ou residências.
  3. Proteger Ativos: Garantir a segurança de ativos físicos, como instalações e equipamentos, bem como de informações sensíveis. Busca resguardar os recursos críticos para a operação e o sucesso de uma organização.
  4. Minimizar Riscos: Reduzir a probabilidade e o impacto de eventos adversos. A análise de riscos é parte integrante da segurança preventiva, visando identificar e mitigar potenciais ameaças.
  5. Promover a Conformidade: Garantir que as práticas de segurança estejam em conformidade com regulamentações, normas e padrões específicos. Muitos setores têm requisitos regulatórios que demandam práticas de segurança específicas para proteger dados, ativos e operações.
  6. Desenvolver Conscientização em Segurança: Educar e sensibilizar funcionários, usuários e partes interessadas sobre boas práticas de segurança. A conscientização em segurança é crucial para evitar comportamentos de risco e promover uma cultura de segurança.
  7. Melhorar a Resposta a Incidentes: Estabelecer planos e procedimentos para responder eficazmente a incidentes de segurança. Mesmo com medidas preventivas, é importante estar preparado para responder rapidamente a incidentes quando ocorrem.
  8. Garantir Continuidade Operacional: Manter operações críticas mesmo diante de incidentes. A resiliência e a continuidade de negócios são fundamentais para minimizar impactos e garantir a estabilidade operacional.

Ao alinhar e alcançar esses objetivos, a segurança preventiva contribui para a construção de ambientes seguros e protegidos, promovendo a confiança e a integridade em diversas áreas, desde negócios até aspectos pessoais.

Segurança Preventiva

A Segurança Preventiva no contexto da Segurança Privada

A Segurança Privada é uma atividade de segurança, de caráter preventivo, exercida por empresas privadas credenciadas junto ao Departamento de Polícia Federal, nos termos da legislação vigente, com o objetivo de garantir a incolumidade física das pessoas e a integridade do patrimônio.

Seu foco não é descobrir, prender ou punir transgressores da lei, mas sim propiciar uma proteção preventiva, evitando que algum evento indesejado ocorra. Normalmente, quando falamos de prevenção na área da Segurança Privada, referimo-nos a um conjunto de ações que têm como objetivo evitar ocorrências não desejáveis.

A prevenção envolve diretamente o planejamento, que consiste no ato de estudar antecipadamente o cenário de uma ação ou atividade, definindo os objetivos a serem atingidos e identificando os riscos, meios, ações e estratégias necessárias para o alcance desses objetivos.

A prevenção deve estar focada no combate ao risco na sua origem. Não se trata de combater os efeitos do risco, mas sim de combater o fator que origina o próprio risco. Assim, a prevenção é um processo sempre inacabado, pois o objetivo é reduzir os riscos potenciais e minimizar os danos no caso de sua ocorrência.

É fundamental destacar que a abordagem preventiva na Segurança Privada não apenas visa proteger ativos e indivíduos, mas também contribui para a construção de ambientes seguros, promovendo a confiança e a tranquilidade. A constante atualização de estratégias e a adaptação às mudanças nas ameaças garantem a eficácia contínua desse importante setor da segurança.

Medidas de Segurança Preventiva no Contexto Segurança Privada

Medidas de segurança preventiva, no contexto da segurança privada, referem-se a todas as ações e práticas de segurança que podem ser utilizadas de forma antecipada para reduzir as possibilidades de um risco se concretizar, assim como as medidas adotadas para amenizar os efeitos (impactos) da possível concretização dos riscos.

No contexto da segurança privada, a segurança preventiva desempenha um papel fundamental na proteção de pessoas, propriedades e ativos. As empresas de segurança privada são contratadas para fornecer serviços que vão desde a vigilância física até a implementação de medidas de segurança eletrônica.

A seguir, algumas das principais medidas de segurança preventiva no contexto da segurança privada:

  1. Gestão de Riscos: Ação preventiva que envolve avaliação e tratamento de risco para identificar e mitigar possíveis vulnerabilidades e ameaças. A gestão de riscos ajuda a direcionar recursos para áreas de maior vulnerabilidade, fortalecendo a segurança preventiva.
  2. Programas de Segurança: Ao incorporar políticas, projetos, planos, normas e procedimentos de segurança, as organizações estabelecem uma estrutura robusta para proteger seus ativos e operações contra uma variedade de ameaças potenciais.
  3. Controle de Acesso: Envolve a implementação de sistemas de controle de acesso para restringir o acesso a pessoas, instalações e áreas específicas. Limitar o acesso a pessoas autorizadas ajuda a prevenir intrusões e proteger pessoas, áreas e ativos sensíveis.
  4. Segurança Eletrônica: Ação preventiva que envolve a instalação de sistemas de segurança eletrônica, como câmeras de vigilância e alarmes. Esses sistemas ajudam na detecção precoce de atividades suspeitas, fornecendo uma camada adicional de proteção.
  5. Vigilância e Monitoramento: Envolve a ação preventiva de empregar pessoal de segurança para monitorar instalações, áreas públicas ou propriedades privadas. A presença física de profissionais de segurança pode dissuadir atividades criminosas e facilitar uma resposta rápida e efetiva em casos de ocorrências.
  6. Patrulhamento: Ação preventiva que envolve realizar rondas (a pé ou com veículos) regulares em áreas designadas. O patrulhamento aumenta a visibilidade e a prontidão para responder a incidentes imediatamente, fortalecendo a sensação de segurança e o efeito dissuasivo.
  7. Treinamento de Funcionários: Refere-se à ação preventiva de fornecer capacitação e conscientização contínuas em segurança para funcionários. Funcionários bem treinados estão mais preparados para identificar e lidar com situações de segurança, contribuindo para a prevenção.
  8. Colaboração com Autoridades Locais: Ação preventiva que busca estabelecer parcerias com as autoridades locais para uma resposta coordenada a emergências. Uma colaboração eficaz facilita uma resposta rápida a incidentes graves, reforçando a eficácia da segurança preventiva.

Conclusão

Ao término deste artigo sobre Segurança Preventiva, ressalta-se que a prevenção é o alicerce para a manutenção de ambientes seguros. Exploramos a definição e os principais objetivos da segurança preventiva, destacando sua aplicação nas atividades de segurança privada e algumas das principais medidas preventivas neste contexto.

Ficou evidente a crucial importância da segurança preventiva na proteção proativa contra diversas ameaças. Sua implementação não apenas diminui a probabilidade de incidentes prejudiciais, mas também estabelece um ambiente seguro e confiável, promovendo a integridade, confidencialidade e disponibilidade de informações e recursos.

Em síntese, este artigo destaca a necessidade contínua de investir em estratégias preventivas, não apenas como resposta a ameaças iminentes, mas como parte integrante de uma abordagem proativa para manter a segurança em diversos setores. A segurança preventiva não é apenas uma prática; é um compromisso constante com a proteção, garantindo ambientes robustos, resilientes e confiáveis.

Se você gostou do artigo e achou útil, por favor, deixe um comentário logo abaixo para compartilhar sua opinião conosco. Ela é extremamente valiosa para mim!

Um forte abraço e votos de sucesso!

José Sergio Marcondes – CES – CPSI – Gestor, Consultor e Diretor do IBRASEP. Especialista em segurança com competências sólidas nas áreas de segurança privada e gestão empresarial. Conecte comigo nas redes sociais.

Ajudar a divulgar nosso trabalho é fundamental! Curta e compartilhe nossas publicações com seus amigos nas redes sociais. Essa atitude não apenas incentiva o autor a publicar mais artigos relevantes, mas também possibilita que mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo valioso.

Faça parte da nossa comunidade!

Você busca conhecimentos atualizados e oportunidades para aprimorar suas competências nas áreas de segurança privada e gestão empresarial? Não perca a chance de se manter informado e conectado com as últimas tendências e insights do setor!

Junte-se ao nosso Grupo no WhatsApp para receber notificações sobre novos artigos, dicas valiosas e recursos adicionais que impulsionarão sua carreira profissional.

Leia também…

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Descubra o Conceito de Segurança: Definição, significado, tipos de Segurança e suas características

Segurança Privada: Descubra o que é, o que faz, como é regulamentada e qual a sua importância

Programa de Segurança: O que é? Caraterísticas, Estrutura, Exemplos

Soluções de Segurança: O que são, propósitos, tipos e importância

Controles de Segurança: O que são, Funções, Tipos e Exemplos

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sergio (25 de novembro de 2019).Segurança Preventiva no Contexto da Segurança Privada. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: https://gestaodesegurancaprivada.com.br/seguranca-preventiva-aplicada-aos-servicos-da-seguranca-privada/– Acessado em (inserir data do acesso).

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial Com mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada, acumulando resultados relevantes nas áreas operacionais, administrativas e comerciais.

8 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. Olá Weudes Gome!
    Obrigado pelo seu comentário. Forte abraço e sucesso.

  2. Olá. Bom dia!
    Parabéns muito bom, mim ajuda muito esclarece muitas duvidas e mim direciona no meu trabalho !!!
    Obrigado!!!

  3. Eu também pergunto se este curso de gestão de segurança privada é online ou presencial?
    Quanto a gente paga por mês e quantos meses dura?

  4. Olá Ademilson!
    Obrigado pelo comentário. Fico muito feliz em saber que minha dedicação a esse trabalho lhe tem agradado.
    Forte abraço e sucesso!

  5. Muito bom dia.

    Venho aqui deixar meus parabéns pelo excelente trabalho que você faz com essas publicações.

    Me ajuda muito, forte abraço.

  6. Olá Rafael!
    Obrigado pelo seu comentário. Com certeza irá enriquecer conteúdo do Post.
    Forte abraço e sucesso!

  7. Bom dia a todos!

    O post é muito bom, o que me motiva a reavaliar todas as medidas já implementadas no ambiente de trabalho. Um item que muito me chamou a atenção foi a CULTURA. Para mim este é um sinalizador de fundamental importância para o bom andamento das medidas propostas, pois a cultura organizacional, tem uma forte influencia nas medidas que precisam ser implementadas e a depender do perfil cultural da área institucional e da base operacional…. a mentalidade cultural; os conceitos éticos, educação doméstica entre outros fatores de influencia que compõem a personalidade da pessoa que tem o poder final de decisão, muitas medidas deixam de ter a devida importância, ocasionando um ruptura nos processos de Segurança. Que vai desde a aprovação de um procedimento a efetiva implantação de um sistema de segurança. A exemplo de empresa familiares e condomínios, aonde as relações “não profissionais”, tem um peso muito grande na tomada de decisão.

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.