- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Avaliação de Riscos: O que é, Para que serve, Tipos e Métodos

A avaliação de riscos é uma prática essencial para empresas e organizações de todos os setores que desejam garantir a segurança e a continuidade de seus negócios. A identificação e avaliação dos riscos permite que sejam tomadas medidas preventivas e corretivas, reduzindo a probabilidade de ocorrência de eventos adversos e minimizando seus impactos.

Neste contexto, a avaliação de riscos se torna fundamental para a gestão organizacional e para a tomada de decisões assertivas, garantindo a sustentabilidade e a competitividade das empresas no mercado. Ao avaliar os riscos de forma sistemática e abrangente, é possível tomar decisões mais informadas sobre como mitigar ou evitar esses riscos.

Neste artigo, abordaremos os principais conceitos, importância e etapas da avaliação de riscos, além de apresentar os métodos e ferramentas mais utilizados na gestão de riscos empresariais.

Por José Sérgio Marcondes.
Postado 02/03/2023

Resumo conteúdo do Artigo

O que é a avaliação de risco?
Os 3 Processo de Avaliação de Riscos
Para que serve a avaliação de riscos
Principais objetivos da avaliação de riscos
Importância e Benefícios da avaliação de riscos
Tipos de métodos de avaliações de riscos
Aplicações das avaliações de riscos
Quando se faz uma avaliação de risco?
Responsável por fazer a avaliação de riscos
Papel das lideranças na avaliação de riscos
Quais as etapas de avaliação de riscos?
Ferramentas, técnicas e métodos para avaliação de riscos
Matriz de classificação de riscos
Softwares de avaliação de riscos
Como fazer uma avaliação de risco?
Exemplo aplicação avaliação de riscos

O que é a avaliação de risco?

A avaliação de risco é um processo sistemático que visa identificar, analisar e avaliar os riscos associados a determinadas atividades, situações ou processos, a fim de determinar a probabilidade e o impacto desses riscos e, assim, desenvolver estratégias para prevenir ou mitigá-los.

A avaliação de risco é uma etapa fundamental do processo de gerenciamento de riscos, pois permite que a organização obtenha uma compreensão clara dos riscos aos quais está exposta e possa tomar medidas para minimizá-los ou evitar que ocorram.

Em resumo, a avaliar risco é essencial para gerenciar os riscos associados à projetos, operações e atividades de uma organização, permitindo que as decisões tomadas sejam baseadas em uma compreensão sólida dos riscos envolvidos e ajudando a minimizar a probabilidade e/ou impacto de eventos indesejados.


Quais são os 3 Processos de Avaliação de Riscos?

Os 3 processos de avaliação de risco são:

  1. Identificação dos riscos: esta etapa consiste em identificar todos os riscos potenciais associados a uma determinada atividade, situação, operação ou processo, levando em consideração todos os fatores relevantes, tais como meio ambiente, tecnologia, recursos humanos, entre outros.
  2. Análise dos riscos: nesta etapa, os riscos identificados são analisados em detalhes para determinar a probabilidade e o impacto de cada risco. Também é importante considerar a interação entre diferentes riscos e suas possíveis consequências.
  3. Avaliação dos riscos: nesta etapa, os riscos são avaliados com base em critérios predefinidos, como a probabilidade de ocorrência, a gravidade das consequências e a capacidade da organização para lidar com os riscos.

A avaliação de risco é uma ferramenta valiosa para garantir que as organizações sejam capazes de identificar, analisar e avaliar adequadamente os riscos aos quais estão expostas. Com uma avaliação de risco adequada, as organizações podem tomar medidas para minimizar seus riscos e garantir a continuidade de suas operações de forma segura e eficiente.


Para que serve a avaliação de riscos?

A avaliação de riscos serve para identificar, analisar e avaliar os riscos que podem afetar uma organização, projeto, operação ou atividade, visando a adoção de medidas preventivas ou mitigadoras para minimizar a probabilidade e/ou impacto de um evento indesejado.

Uma boa avaliação de riscos permite que as organizações tenham uma compreensão clara dos riscos associados às suas operações, projetos e atividades, ajudando a garantir que as ações tomadas sejam baseadas em uma compreensão sólida dos riscos envolvidos.

Além disso, a avaliar de risco permite que as organizações tomem decisões informadas e estratégicas sobre o gerenciamento de riscos, ajudando a reduzir custos, evitar perdas financeiras e de reputação, e proteger a segurança e saúde dos funcionários e outras partes interessadas. Também é importante porque permite que as organizações cumpram suas obrigações legais e regulatórias, bem como as normas e padrões aplicáveis à sua indústria ou setor.


Quais são os principais objetivos da avaliação de riscos?

Os principais objetivos da avaliação de riscos são:

  1. Identificar e analisar os riscos: permite identificar e analisar os riscos que podem afetar uma organização, projeto ou atividade. Isso ajuda a determinar quais são os riscos mais significativos e quais devem ser gerenciados com mais atenção.
  2. Avaliar a probabilidade e o impacto dos riscos: ajuda a avaliar a probabilidade e o impacto dos riscos identificados. Isso permite que a organização priorize os riscos e determine quais devem ser gerenciados com mais urgência.
  3. Desenvolver estratégias de gerenciamento de riscos: Com base na avaliação de riscos, a organização pode desenvolver estratégias eficazes de gerenciamento de riscos. Isso pode incluir a adoção de medidas preventivas ou mitigadoras para minimizar a probabilidade e/ou impacto de eventos indesejados.
  4. Tomar decisões informadas: ajuda a tomar decisões informadas e estratégicas sobre o gerenciamento de riscos. Isso ajuda a reduzir custos, evitar perdas financeiras e de reputação, e proteger a segurança e saúde dos funcionários e outras partes interessadas.
  5. Cumprir obrigações legais e regulatórias: garante que a organização esteja em conformidade com suas obrigações legais e regulatórias, bem como as normas e padrões aplicáveis à sua indústria ou setor.

Em resumo, a avaliação de riscos é importante para identificar, avaliar e gerenciar os riscos associados às operações, projetos e atividades de uma organização, permitindo que as decisões tomadas sejam baseadas em uma compreensão sólida dos riscos envolvidos e ajudando a minimizar a probabilidade e/ou impacto de eventos indesejados.

Avaliação de Riscos: O que é, Para que serve, Tipos e Métodos

Qual a importância da avaliação de riscos?

A avaliação de riscos é uma atividade fundamental para a gestão efetiva de riscos em qualquer organização. Ao identificar e avaliar potenciais riscos, a organização pode implementar medidas de controle para mitigar ou eliminar esses riscos.

Essa abordagem proativa ajuda a garantir a continuidade das operações, reduzir perdas financeiras e proteger a reputação da empresa. Além disso, a avaliação de riscos permite que a organização esteja em conformidade com as regulamentações aplicáveis e ajuda a demonstrar o compromisso da empresa com a segurança e o bem-estar de seus funcionários, clientes e outras partes interessadas.

Em suma, a avaliação de riscos é uma ferramenta essencial para garantir a sustentabilidade e o sucesso a longo prazo de qualquer organização.

Benefícios da Avaliação de Riscos

A avaliação de riscos traz diversos benefícios para organizações dentre os quais estão:

  • Identificação dos riscos: permite identificar os riscos que podem afetar a organização, seus projetos ou atividades. Essa identificação é crucial para o desenvolvimento de estratégias de gerenciamento de riscos eficazes.
  • Priorização dos riscos: a organização pode priorizar os riscos de acordo com sua probabilidade e impacto. Isso ajuda a determinar quais riscos devem ser gerenciados com mais atenção e quais podem ser tratados de forma menos rigorosa.
  • Desenvolvimento de estratégias de gerenciamento de riscos: pode desenvolver estratégias de gerenciamento de riscos eficazes. Isso pode incluir a adoção de medidas preventivas ou mitigadoras para minimizar a probabilidade e/ou impacto de eventos indesejados.
  • Tomada de decisões informadas: ajuda a tomar decisões informadas e estratégicas sobre o gerenciamento de riscos. Isso ajuda a reduzir custos, evitar perdas financeiras e de reputação, e proteger a segurança e saúde dos funcionários e outras partes interessadas.
  • Cumprimento das obrigações legais e regulatórias: é importante para garantir que a organização esteja em conformidade com suas obrigações legais e regulatórias, bem como as normas e padrões aplicáveis à sua indústria ou setor.

Em resumo, a avaliação de riscos permite que as decisões na organização sejam tomadas baseadas em uma compreensão sólida dos riscos envolvidos e ajudando a minimizar a probabilidade e/ou impacto de eventos indesejados. Isso ajuda a proteger a organização, seus funcionários e outras partes interessadas e a garantir sua sustentabilidade a longo prazo.


Quais os tipos de métodos de avaliações de riscos?

De forma geral a avaliação de riscos é realizada por diversos tipos de metodologias que podem ser agrupadas em de 3 tipos:

  1. Avaliação de riscos quantitativa: Este tipo de avaliação envolve o uso de técnicas matemáticas e estatísticas para quantificar a probabilidade e o impacto de riscos específicos. Os resultados são geralmente expressos em termos numéricos, como probabilidades, índices de risco e valores monetários.
  2. Avaliação de riscos qualitativa: Este tipo de avaliação é baseado em julgamentos subjetivos de especialistas e envolve a avaliação do risco com base em categorias, como baixo, médio ou alto. As avaliações qualitativas são frequentemente usadas quando há uma falta de dados quantitativos ou quando o risco é difícil de medir.
  3. Avaliação de riscos combinada: Este tipo de avaliação combina métodos quantitativos e qualitativos para avaliar os riscos de um processo ou sistema. A avaliação de riscos combinada é frequentemente usada em setores como a construção civil e a engenharia.

Quais as aplicações das avaliações de riscos?

As avaliações de risco têm diversas aplicações em diferentes áreas. Alguns exemplos incluem:

  1. Segurança do trabalho: avaliação dos riscos ocupacionais para prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.
  2. Segurança de processos: avaliação dos riscos envolvidos em processos industriais, como a produção de produtos químicos, para prevenção de acidentes e incidentes.
  3. Gestão de projetos: avaliação dos riscos envolvidos em projetos para identificar ameaças potenciais e tomar medidas preventivas.
  4. Gestão de crises: avaliação dos riscos envolvidos em situações de emergência ou crise, como desastres naturais, para minimizar danos e proteger a população.
  5. Segurança tecnologia da Informação: avaliação dos riscos cibernéticos para garantir a segurança da informação e prevenir ataques cibernéticos.
  6. Segurança empresarial: avaliações de riscos pessoais, patrimoniais e relativos ao negócio da organização.

Essas são apenas algumas das aplicações das avaliações de risco. A avaliação de riscos pode ser aplicada em praticamente qualquer situação em que haja potencial para ameaças ou danos.


Quando se faz uma avaliação de risco?

A avalição de riscos pode ser feita em diferentes momentos de um negócio, operação, projeto ou atividade. Um exemplo comum é avaliar eventos indesejáveis antes de fazer novos investimentos. De forma geral a avaliação de risco pode ser realizada em diversas situações, como por exemplo:

  1. Antes da realização de uma atividade, operação ou projeto, para identificar os riscos envolvidos e planejar as medidas preventivas, corretivas e de contingências necessárias;
  2. Após a ocorrência de um incidente ou acidente, para identificar as causas e os fatores de risco envolvidos, a fim de evitar a sua recorrência;
  3. Periodicamente, como uma forma de monitorar a evolução dos riscos em determinada atividade ou projeto, e avaliar se as medidas preventivas e corretivas estão sendo efetivas;
  4. Quando há mudanças significativas nas condições do ambiente ou cenário onde as operações, projetos ou atividades são realizadas.

Quem é o responsável por fazer a avaliação de riscos?

O responsável pela realização da avaliação de riscos pode variar de acordo com a situação e contexto em que ela é realizada. Em geral, a responsabilidade pode ser atribuída a profissionais que possuem conhecimentos e habilidades específicas em gestão de riscos, como gestores de segurança, engenheiros de segurança, técnicos de segurança, gestores de projetos, entre outros.

No entanto, é importante ressaltar que a avaliação de riscos deve ser uma atividade participativa, envolvendo os trabalhadores e demais partes interessadas, que possuem um conhecimento prático das atividades e dos riscos envolvidos. Dessa forma, a responsabilidade pela gestão de riscos deve ser compartilhada entre todos os envolvidos, em um esforço conjunto para minimizar ou eliminar os riscos identificados


Qual é o papel das lideranças na avaliação de riscos?

As lideranças têm um papel fundamental na avaliação de riscos, pois são responsáveis por garantir que as medidas preventivas e corretivas sejam implementadas de forma efetiva, visando minimizar ou eliminar os riscos identificados. Dentre as principais responsabilidades das lideranças na avaliação de riscos, podemos citar:

  1. Promover a cultura de segurança e prevenção de riscos, incentivando a participação dos trabalhadores na identificação e avaliação dos riscos;
  2. Assegurar que a avaliação de riscos seja realizada de forma adequada e que os resultados sejam utilizados para planejar as medidas preventivas, corretivas e de contingências necessárias;
  3. Disponibilizar recursos financeiros e materiais para a implementação das medidas preventivas e corretivas;
  4. Monitorar a efetividade das medidas implementadas e promover ações de correção, caso necessário;
  5. Garantir que todos os trabalhadores tenham acesso às informações e treinamentos necessários para trabalhar com segurança.

Portanto, é fundamental que as lideranças estejam comprometidas com a gestão de riscos e sejam exemplo para os demais colaboradores, demonstrando a importância da prevenção riscos de segurança.


Quais são as etapas de avaliação de riscos?

De formal geral as etapas da avaliação de riscos são:

  1. Identificação dos riscos: nesta etapa, os riscos que podem afetar a realização dos objetivos são identificados e descritos. Isso inclui identificar as fontes de risco, eventos que podem ocorrer, consequências potenciais e avaliar a probabilidade e impacto desses eventos.
  2. Análise dos riscos: nesta etapa, a probabilidade e o impacto dos riscos são avaliados para determinar a sua significância. Isso pode envolver a utilização de técnicas de análise quantitativas e/ou qualitativas para entender melhor a natureza e o potencial impacto de cada risco.
  3. Avaliação dos riscos: com base na análise dos riscos, é feita uma avaliação geral do nível de risco e se eles são aceitáveis ou não. Isso pode envolver a comparação do nível de risco com critérios pré-definidos ou com padrões de referência.

Quais são as ferramentas, técnicas e métodos utilizados na avaliação de riscos?

Existem diversas ferramentas, técnicas e métodos utilizadas na gestão de riscos, algumas das mais comuns incluem:

  1. Brainstorming´- envolve estimular e incentivar o livre fluxo de conversação entre um grupo de pessoas para identificar e avaliar os riscos.
  2. Entrevistas estruturadas – entrevistados são solicitados individualmente a responder a um conjunto de questões pré-elaboradas, para assim, identificar os riscos a partir desta perspectiva.
  3. Delphi – técnica utilizada para obter um consenso confiável de opiniões de um grupo de especialistas.
  4. Listas de verificação – são listas de perigos, riscos ou falhas de controle que foram desenvolvidas normalmente a partir da experiência anteriores.
  5. Análise preliminar de perigos – método de análise simples e indutivo cujo objetivo é identificar os perigos e situações e eventos perigosos que podem causar danos em uma determinada atividade, instalação ou sistema.
  6. Estudo de perigos e operabilidade (HAZOP) – exame estruturado e sistemático de um produto, processo, procedimento ou sistema existente ou planejado.
  7. Análise de causa raiz: uma técnica que envolve a identificação da causa raiz de um risco para ajudar a mitigá-lo.
  8. Matriz de riscos: uma matriz que lista os riscos identificados e avalia a probabilidade de ocorrência e o impacto em caso de ocorrência.
  9. Análise SWOT: uma análise que identifica as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças da organização para ajudar na identificação e avaliação dos riscos.
  10. Checklists: listas que ajudam a identificar possíveis riscos com base em cenários comuns.

Essas são apenas algumas das ferramentas, técnicas e métodos comuns utilizadas na gestão de riscos, e a escolha da ferramenta a ser utilizada depende dos objetivos e das necessidades específicas da organização e do projeto em questão.


O que é matriz de classificação de riscos?

A matriz de classificação de riscos é uma ferramenta utilizada na avaliação de riscos para classificar e priorizar os riscos identificados de acordo com sua probabilidade de ocorrência e impacto. Ela é composta por uma tabela com duas dimensões: probabilidade e impacto, que são classificadas em níveis ou escalas.

A partir da combinação dessas duas dimensões, os riscos são classificados em diferentes categorias de acordo com sua criticidade. A matriz de classificação de riscos ajuda a estabelecer prioridades na gestão de riscos, focando nos riscos mais críticos e relevantes para a organização.


O que são softwares de avaliação de riscos?

Softwares de avaliação de riscos são ferramentas computacionais desenvolvidas para auxiliar no gerenciamento de riscos em diversas áreas, como negócios, projetos, segurança, saúde e meio ambiente. Esses softwares podem ser utilizados para identificar, analisar, avaliar, monitorar e controlar os riscos associados às atividades realizadas pelas organizações.

Essas ferramentas permitem que os usuários criem um banco de dados de riscos e informações relevantes, como probabilidade, impacto, medidas preventivas e planos de contingência. Alguns softwares de avaliação de riscos também fornecem modelos e metodologias padrão para ajudar os usuários a conduzir avaliações mais eficientes e consistentes.

Além disso, os softwares de avaliação de riscos geralmente incluem recursos de geração de relatórios e análise de dados, permitindo que os usuários identifiquem tendências, tomem decisões informadas e monitorem a eficácia das medidas de gerenciamento de riscos implementadas.


Como fazer uma avaliação de risco?

Fazer uma avaliação de risco envolve várias etapas, e cada uma delas pode ser feita de diferentes maneiras, dependendo da abordagem adotada. No entanto, a seguir, estão algumas etapas gerais que podem ser seguidas para realizar uma avaliação de risco:

  1. Identificação dos riscos: esta etapa envolve identificar todos os riscos potenciais que podem afetar a organização, seus processos, produtos ou serviços. Isso pode ser feito por meio de análises de processos, entrevistas com especialistas, revisões de documentação e outras técnicas.
  2. Análise dos riscos: nesta etapa, os riscos identificados são avaliados para determinar sua probabilidade de ocorrência e seu impacto potencial na organização. Isso pode envolver a criação de matrizes de risco e a realização de cálculos para determinar a magnitude do risco.
  3. Avaliação dos riscos: esta etapa envolve a classificação dos riscos avaliados com base em sua magnitude e na tolerância da organização ao risco. Isso pode ser feito usando critérios de classificação predefinidos, como probabilidade e impacto.
  4. Controle dos riscos: nesta etapa, as estratégias são desenvolvidas para controlar ou mitigar os riscos identificados. Isso pode envolver a implementação de controles de segurança, como procedimentos operacionais padrão ou medidas de proteção física.
  5. Monitoramento dos riscos: esta etapa envolve o monitoramento contínuo dos riscos para garantir que os controles implementados estejam funcionando efetivamente e que novos riscos sejam identificados e avaliados.

É importante lembrar que a avaliação de risco é um processo contínuo e que as etapas acima podem ser repetidas e refinadas à medida que novas informações e dados se tornam disponíveis.


Exemplo de aplicação de uma avaliação de riscos

Suponha que uma empresa esteja planejando uma grande reforma em sua sede, com o objetivo de modernizar suas instalações e melhorar o ambiente de trabalho para seus funcionários. Antes de iniciar a reforma, a empresa decide realizar uma avaliação de riscos para identificar e analisar os possíveis riscos envolvidos na obra e definir medidas para minimizá-los.

A avaliação de riscos começa com a identificação dos riscos, que pode incluir riscos como danos à estrutura do prédio, atrasos na obra, problemas com fornecedores, entre outros. Em seguida, cada risco é analisado para determinar a probabilidade de ocorrer e o impacto que teria na obra e nos funcionários da empresa. Com base nessa análise, a empresa pode priorizar os riscos e definir medidas para controlá-los.

Por exemplo, se for identificado um risco de danos à estrutura do prédio, a empresa pode contratar um engenheiro especializado para avaliar a estrutura e garantir que ela seja segura antes do início da obra. Se for identificado um risco de atrasos na obra, a empresa pode incluir uma margem de tempo adicional no cronograma para minimizar o impacto desses atrasos.

Por fim, a empresa monitora os riscos ao longo da obra para garantir que as medidas de controle sejam eficazes e tomar medidas corretivas se necessário. A avaliação de riscos permite que a empresa realize a reforma com mais segurança, minimizando possíveis impactos negativos e garantindo o sucesso da obra.

Conclusão

A avaliação de riscos é um processo fundamental para garantir a segurança e o sucesso das atividades de uma organização. Ao identificar, analisar e avaliar os riscos envolvidos em determinada operação ou projeto, é possível tomar decisões mais assertivas e implementar medidas preventivas e corretivas para minimizar possíveis impactos negativos. A

Em resumo, a avaliação de riscos permite que a empresa esteja preparada para lidar com situações de incidentes, crises e para atender às exigências de regulamentações e normas. Além disso, ela promove uma cultura de prevenção e melhoria contínua, aumentando a confiança e a reputação das organizações. Portanto, investir em avaliação de riscos é essencial para a sustentabilidade e a competitividade no longo prazo.

Você Gostou do Artigo?

Se você gostou do artigo e/ou se ele foi útil para você, junte-se à conversa! Deixe seu comentário logo abaixo e compartilhe suas opiniões conosco, contribua para enriquecer o conteúdo do artigo.

Aqui no Blog escrevo frequentemente artigos relacionados à Segurança privada e Gestão organizacional, visando sempre agregar conhecimento para os leitores, buscando o desenvolvimento profissional de forma que possam obter sucesso nas suas carreiras. Não perca nenhuma atualização importante!

Inscreva-se na nossa newsletter agora e seja um dos primeiros a saber das novidades. Receba nossas atualizações mais recentes!

Obrigado por ter dedicado seu tempo para leitura deste artigo! Espero que ele contribua com seu aprimoramento pessoal e profissional.

Forte abraço e sucesso!

José Sérgio Marcondes – CES
Especialista em Segurança Empresarial
Consultor em Segurança Privada
Diretor do IBRASEP

Leia também…

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Risco: O que é? Definições e Conceitos. Classificação e Tipos de Riscos

Perigo e Risco: Diferença, Definição e Exemplos

Análise Qualitativa e Quantitativa de Riscos – Conceitos e Diferenças

Gerenciamento de Riscos: O que é? Conceitos, Objetivos e Processos.

Método de Mosler para Análise e Avaliação de Riscos – Conceitos

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sérgio (02 de março de 2023). Avaliação de Riscos: O que é, Para que serve, Tipos e Métodos. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: https://gestaodesegurancaprivada.com.br/avaliacao-de-riscos-o-que-e-para-que-serve-tipos-e-metodos/ /– Acessado em (inserir data do acesso).

Referências Bibliográficas

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT NBR ISO 31000:2018: Gestão de riscos – Diretrizes. Rio de Janeiro, 2018
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT NBR ISO 31010:2012: Gestão de riscos – Técnicas para processo de avaliação de riscos. Rio de Janeiro, 2012

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial Com mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada, acumulando resultados relevantes nas áreas operacionais, administrativas e comerciais.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. Olá João Medina!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  2. os artigos que acabei de ler são importante tem muitos conteudos interessantes e que nos ajuda a posicionar numa tomada decisão a nível laboral e pessoal.

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.