- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Transporte Coletivo: O que é? Definição, Tipos e Importância.

Transporte coletivo é um sistema de transporte de passageiros cuja características principal é o transporte conjunto dos passageiros num único meio de transporte. Normalmente funciona em horários programados e rotas estabelecidas, e cobram taxas de embarque por passageiro. Os serviços de transporte coletivos podem ser fornecidos tanto por empresas públicas como privadas.

O que é Transporte Coletivo?

O transporte coletivo público é aquele fornecido pelo Estado, podendo ser prestado por órgãos públicos ou por empresas concessionárias.

Ele é considerado pela Constituição Federal um serviço essencial, ou seja, a sua interrupção pode colocar em perigo iminente a sobrevivência, a saúde e/ou a segurança da população.

O transporte coletivo torna-se de suma importância para o processo de gestão das cidades.

Um modelo adequado permite reduzir congestionamentos, emissão de poluentes, reduzirem acidentes de trânsito, bem como proporcionar uma significativa melhoria na qualidade de vida de seus cidadãos.

O transporte coletivo público deve atender toda a população sem nenhum tipo de diferenciação, seja de classe, cor, gênero, idade, deficiência ou qualquer outra forma de discriminação, de modo que todas as pessoas possam se beneficiar da facilitação de mobilidade urbana que o transporte público oferece.

A grande maioria das áreas urbanas de médio e grande porte possui algum tipo de transporte coletivo.

Importância do Transporte Coletivo

O transporte coletivo é parte essencial de uma sociedade e de grande importância. Deve garantir o direito de ir e vir de seus cidadães.

Ao utilizar o transporte coletivo, o cidadão contribui para a diminuição da poluição sonora e do ar, do consumo de combustíveis fósseis não-renováveis e para a melhoria da qualidade de vida urbana, uma vez que menos meios de transportes são utilizados para a locomoção de pessoas.

Dentre as inúmeras vantagens e benefícios do transporte coletivos podemos citar:

  • É uma excelente alternativa para desafogar o trânsito das grandes cidades;
  • Constitui uma forma sustentável de substituir o automóvel;
  • Reduz a probabilidade de acidentes de trânsito;
  • É um meio de transporte mais econômico que o de uso particular;
  • Menor ocupação do espaço urbano;
  • Facilita a mobilidade do trânsito dentro das cidades;
  • Seu uso disseminado pode contribuir para a conservação das cidades e do planeta como um todo.

Funcionamento do Sistema de Transporte Coletivo

O governo pode realizar o gerenciamento desse meio de transporte ou dar concessão para que outras empresas cuidem do serviço, a fim de que o cidadão possa usufruir dele.

Os transportes coletivos normalmente providenciam o deslocamento de pessoas de um ponto a outro.

É de responsabilidade do poder público realizar a construção de vias, terminais, organização das linhas e horários, implantar os pontos de parada, regular as tarifas e fiscalizar as empresas responsáveis pela operação do sistema de transporte coletivo.

Já as empresas concessionárias são responsáveis pela conservação dos meios de transportes utilizados, por respeitar as leis de segurança, realizar a contratação e capacitação dos empregados do sistema, cumprir as ordens do poder executivo e atender os passageiros com qualidade.

Os passageiros também tem o seu papel, pois devem respeitar uns aos outros, cuidar do estado do transporte, pagar o valor cobrado pela tarifa e denunciar atos de vandalismo e de respeitar ao direito do consumidor.

Tipos de Transporte Coletivo

De acordo com o meio utilizado paro o deslocamento, o sistema de transporte coletivo pode ser classificado em:

  • Terrestres;
  • Aéreos;
  • O Aquaviários.
Imagem de ônibus, trens e avião. Alusão ao tema Transporte coletivo

Transporte Coletivo Terrestre

O transporte coletivo terrestre é o tipo de transporte coletivo de pessoas realizado por meio do sistema rodoviário, ou seja, aqueles que utilizam de estradas, ruas e rodovias, como os ônibus, e o sistema ferroviária, como trens e metros.

Tipos de Transporte Coletivo Terrestre

Os transportes coletivos terrestres, de acordo o meios utilizados, podem ser divididos em: ônibus, trens,

a) Ônibus:

Os ônibus são os tipos de transportes coletivos mais utilizados pela população.

No Brasil, existem os ônibus municipais que tem um itinerário específico, circulando por determinados bairros e regiões de uma cidade.

Os intermunicipais circulam levando os passageiros de um município para outro. E os Interestaduais que levam os passageiros de um estado para outro.

Geralmente, quem administra esse transporte são empresas privadas, supervisionadas por órgãos do governo, que são autarquias ligadas a Secretaria de Transportes.

b) Bus Rapid Transit (BRT)

O BRT (Bus Rapid Transit), ou Transporte Rápido por Ônibus, é um sistema de transporte coletivo de passageiros que proporciona mobilidade urbana rápida, confortável, segura e eficiente por meio de infraestrutura segregada com prioridade de ultrapassagem e operação rápida e frequente.

O sistema BRT foi criado em 1974 pelo arquiteto e na ocasião prefeito da cidade, Jaime Lerner, em Curitiba, no Paraná. As mudanças transformaram a capital em uma cidade de sucesso urbano, renomada em todo mundo.

O BRT, opera por uma faixa de rodagem exclusiva (corredor de ônibus) para evitar o congestionamento do tráfego.

Conta com estações com cobrança de tarifa fora do veículo (para reduzir o atraso do embarque e desembarque relacionado com o pagamento ao motorista).

As estações são no nível do piso do ônibus (para reduzir o atraso do embarque e desembarque causado por escadas) e prioridade de ônibus nos cruzamentos (para evitar a atraso em intersecções rodoviárias).

c) Metrô:

Metrô é um meio de transporte urbano que circula sobre trilhos (carris), transportando passageiros.

O metrô é um meio de transporte público coletivo que pode transportar uma grande quantidade de usuários de forma rápida.

É um serviço importante e sua manutenção/serviços devem ser realizados com prioridade. Algumas cidades que utilizam metrô no Brasil estão Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro.

d) Trem:

Trem é um meio de transporte urbano que circula sobre trilhos, transportando passageiros.

O trem é um dos meios de transporte importantes em regiões metropolitanas, devido a sua capacidade de transportar um quantidade grande de passageiros, em curto período de tempo.

e) Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT):

É um transporte que funciona sobre trilhos e tem as mesmas características dos antigos bondes, só que mais tecnológicos, confortáveis e econômicos.

f) Monotrilho:

Monotrilho é um trem que utiliza um único trilho para a sua movimentação.

É um meio de transporte ferroviário que pode ser utilizado para resolver problemas de mobilidade urbana.

Transporte Coletivo Aquaviário

Transporte coletivo aquaviário é aquele onde o transporte coletivo do passageiros é realizado por meio de barcas, navios e barcos em oceanos, rios, riachos, lagoas e lagos.

Ele pode ser dividido em marítimo, quando ocorre nos grandes mares e oceanos e fluvial ou hidroviário, quando acontece dentro dos rios, lagoas e lagos.

a) Transporte Coletivo Marítimo

Transporte coletivo marítimo é aquele em que a locomoção das pessoas se da por meio de embarcações no mar.

Podem ser divididos em navegação de longo curso ou internacional, que acontece entre os portos brasileiros e estrangeiros; e de cabotagem ou costeira, transporte feito entre pontos específicos da costa (portos) ou entre um ponto costeiro e um fluvial.

b) Transporte Coletivo Fluvial ou Hidroviário

Transporte Fluvial ou Hidroviário é o meio de locomoção realizado através de hidrovias, ou seja, locais pré-estabelecidos para navegação sobre as águas. As hidrovias podem ser lagos, rios e lagoas.

Transporte Coletivo Aéreo

O transporte coletivo aéreo é a movimentação de pessoas pelo ar com a utilização de aviões, balões, dirigíveis ou helicópteros.

O transporte aéreo é usado preferencialmente para movimentar passageiros, carga e mercadorias urgentes ou de alto valor.

O transporte coletivo aéreo foi o que mais contribuiu para a redução da distância-tempo das viagens, ao percorrer rapidamente longas distâncias.

Rápido, cômodo e seguro, o avião superou outros meios de transporte de passageiros a médias e longas distâncias.

O transporte coletivo aéreo é fiscalizado pela ANAC, Agência Nacional de Aviação Civil.

Aeroportos

Os aeroportos são locais com uma infraestrutura adequada para a aterrissagem, decolagem, abastecimento, movimentação, bem como outros serviços de apoio às aeronaves.

Ele pode ser chamado também de base aérea, quando seu objetivo principal é de uso militar; ou de campo de pouso e aeródromo quando forem para uso privado ou com a infraestrutura mais simples.

Se você gostou do artigo e achou útil, por favor, deixe um comentário logo abaixo para compartilhar sua opinião conosco. Ela é extremamente valiosa para mim!

Um forte abraço e votos de sucesso!

José Sergio Marcondes – CES – CPSI – Gestor, Consultor e Diretor do IBRASEP. Sou um profissional com competências sólidas nas áreas de segurança privada e gestão empresarial. Conecte comigo nas redes sociais.

Ajudar a divulgar nosso trabalho é fundamental! Curta e compartilhe nossas publicações com seus amigos nas redes sociais. Essa atitude não apenas incentiva o autor a publicar mais artigos relevantes, mas também possibilita que mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo valioso.

Faça parte da nossa comunidade!

Você busca conhecimentos atualizados e oportunidades para aprimorar suas competências nas áreas de segurança privada e gestão empresarial? Não perca a chance de se manter informado e conectado com as últimas tendências e insights do setor!

Inscreva-se em nossa Newsletter e junte-se ao nosso Grupo no WhatsApp para receber notificações sobre novos artigos, dicas valiosas e recursos adicionais que impulsionarão sua carreira profissional.

Referencias Bibliográficas

WRIGHT, Charles Leslie. O que é transporte urbano. 1. Ed. São Paulo:
Brasiliense, 1988.

VASCONCELLOS, Eduardo de Alcântara. Políticas de transporte no Brasil A construção da mobilidade excludente. 1.ed. São Paulo. Editora: Manole, 2013.

VASCONCELLOS, Eduardo de Alcântara. Transporte urbano nos países em desenvolvimento: reflexões e propostas. 4.ed. São Paulo. Annablume, 2009.

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial Com mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada, acumulando resultados relevantes nas áreas operacionais, administrativas e comerciais.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.