- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Teoria de Necessidades Adquiridas de David McCleeland: O que é?

Você desconhece, tem dúvidas ou quer aprimorar o seu conhecimento sobre Teoria de Necessidades Adquiridas de David McCleeland? Quer saber o que diz essa teoria e quais são as três necessidades propostas por McClelland? E como ela pode influenciar você e seus colegas no ambiente de trabalho?

Muitos lideres acabam fracassando na sua missão de conduzir equipes rumo a objetivos propostos por desconhecimento e falta de habilidade na condução dos fatores motivacionais que influenciam decisivamente o comportamento de seus liderados.

Neste artigo faço uma abordagem objetiva da teoria de necessidades adquiridas com o objetivo sanar as principais dúvidas sobre o assunto, onde será abordado os conceitos e suposições propostos pela teoria. Leia até o final para inteirar-se melhor sobre o assunto.

Escrito por José Sérgio Marcondes
Postado 05/08/2021

O que é Motivação?

Como a teoria de necessidades adquiridas de McCleeland está relacionada diretamente com a motivação humana, acho importante fazer uma pequena introdução sobre a motivação de forma a permitir sua conexão com a teoria abordado neste post.

A motivação é uma força interna, que se encontra dentro de cada um de nós, nasce das nossas necessidades e desejos. Pode  ser  definida  como  aquilo  que  é  susceptível  de  mover o indivíduo numa direção.  É  o  que  faz  o  indivíduo  agir  para  atingir  algo  que  ele considere importante para ele ou para causa de defende.

A motivação é considerada um condição indispensável para que os empregados executem suas atribuições de forma satisfatórias nas organizações.

Devido a sua importância no ambiente profissional, a motivação despertou o interesse de diversos estudiosos interessados em desvendar as causas (os fatores) geradores da motivação humana.

Os estudos e pesquisa neste área do comportamento humano, buscam compreender como se dá o desencadeamento de determinados comportamentos nas pessoas, e quais fatores iniciam e potencializam esses comportamentos.

Neste contexto surgiam diversas teorias motivacionais, que são suposições teóricas baseadas em resultados de estudo e pesquisa sobre a motivação humana, fazem parte desse grupo de teorias a Teoria de Necessidades Adquiridas de David McCleeland, objeto deste artigo.

O que é a Teoria de Necessidades Adquiridas?

A Teoria de Necessidades Adquiridas de David McCleeland é uma teoria motivacional que busca explicar as causas da motivação humana, ela baseia-se em três necessidades humanas, que são as necessidade de realização, a necessidade de obtenção de poder e a necessidade de afiliação. Essas três necessidades foram consideradas importantes por McCleeland para explicar a motivação dentro de uma sociedade.

Teoria de Necessidades Adquiridas

Essa teoria foi idealizada por David McCleeland, psicólogo norte-americano, conhecido por seu trabalho sobre motivação. Ele publicou um número considerável de trabalhos entre 1950 e 1990. O seu maior estudo é referido como “Teoria das Necessidades Adquiridas” ou “Fator N Realização”.

McClelland desenvolveu a teoria de necessidades adquiridas ao perceber que havia uma forte relação entre as histórias populares e folclóricas de uma nação e seu desenvolvimento econômico, tendo em vista duas vertentes:

“Sociedades cujas histórias eram positivas, ou seja, que narravam eventos bem-sucedidos, geralmente prosperavam e se desenvolviam, e inversamente, aquelas com histórico negativo, fracassos ou dificuldades, demonstravam um desempenho econômico ruim”.

Com isso, originou-se a teoria das necessidades adquiridas, composta por três fatores presentes na sociedade (as necessidades de realização, obtenção de poder e de afiliação).

Através de estudos, o autor chegou a conclusão de que os fatores apontados podem ser medidos e avaliados até mesmo em grupos menores ou indivíduos.

O que diz a Teoria de Necessidades Adquiridas

A teoria de necessidades aprendidas David McCleeland pressupõe que a motivação humana pode ser iniciada e mantida a partir de grupos de necessidades: realização, o poder e a afiliação. Porém ele não hierarquizou essas necessidades, ou seja, a ordem de importância dessas necessidades entre as pessoas pode variar.

McCleeland considerou a importância de cada grupo de necessidades variando de acordo com fatores biológicos, porém ele também considera que tais necessidades podem ser aprendidas ou adquiridas socialmente de acordo com a interação com o ambiente. Salientando que devido a sua formação cada indivíduo trará consigo uma necessidade dominante.

Neste contexto, cada indivíduo tem tendência a desenvolver certas forças motivacionais como produto do ambiente cultural no qual vive, afetando a maneira pela qual as pessoas percebem seu trabalho e encaram suas vidas.

Quais são as três Necessidades Motivacionais Propostas por McClelland na Teoria de Necessidades Adquiridas?

As três necessidades propostas por David McCleeland na teoria de necessidades adquiridas são:

  1. Necessidade de Realização;
  2. Necessidade de Poder; e
  3. Necessidade de Afiliação.

1. Necessidades de Realização

A necessidade de realização (do inglês nAch – Need of achivement) representa um interesse recorrente do indivíduo em fazer as coisas melhor, ultrapassando os padrões de excelência.

Ela se caracteriza pela vontade de ser bem sucedido em situações de competição, pelo desejo de fazer alguma coisa melhor ou de forma mais eficiente do que já feita (SOUZA, 2001).

Os indivíduos com alto nível de desejo por essas necessidades têm um forte desejo de assumir responsabilidade pessoal por encontrar soluções para os problemas e preferem situações em que obtém feedback a cerca do seu desempenho (REGO & JESUINO, 2002).

Necessidade de Realização

McClelland (1997) considera que as pessoas que tem a necessidade de realização como fator motivador, primeiramente focalizam o crescimento pessoal, em fazer melhor e preferencialmente sozinhas. Em seguida querem feedback concreto e imediato do seu desempenho, para que possam dizer como estão se saindo.

Um aspecto importante é que elas evitam tarefas que veem como muito fáceis ou muito difíceis. Elas querem superar obstáculos, mas precisam sentir que o fracasso ou sucesso dependeu de suas próprias ações. Isto significa dizer que gostam de desafios com dificuldade intermediária (ROBBINS, 2002).

A necessidade de realização refere-se ao desejo de ser excelente, de se sobressair para obter uma conquista em relação aos demais, ou seja, lutar pelo sucesso e superar outras pessoas.

2. Necessidades de Poder

A necessidade de poder (do inglês nPow – Need of power) vem do desejo de ter impacto, de ser forte e influenciar as pessoas (McCLELLAND, 1997), em outras palavras, vem da necessidade de fazer os outros se comportarem de uma maneira que não fariam naturalmente.

As pessoas que têm esta necessidade em alta, gostam de estar no comando. Buscam a influência sobre os outros, preferem estar em situações competitivas e de status e tendem a se preocupar mais com o prestígio e a influência do que propriamente com o desempenho eficaz (ROBBINS, 2002) e sentem-se atraídos por riscos elevados. (REGO & JESUINO, 2002)

Necessidades de Poder

Segundo Maximiano (2012) na necessidade de poder há duas orientações distintas:

“A primeira, o poder pessoal que pode ser visto como perigoso, na medida em que pode acarretar à tentativa de dominação, em segundo, o poder institucional que é direcionado ao desenvolvimento de grupos bastante eficazes, trabalho organizado e igualdade de recompensas trazendo benéfico para a organização”.

Os indivíduos com a necessidade alta de poder adoram estar no comando, esses indivíduos estariam mais preocupados com a obtenção de poder e prestigio do que um desempenho eficaz.

Pessoas neste nível de necessidade buscam alcançar a liderança, elas têm forte capacidade de argumentação, porém este poder pode se mostrar tanto positivo quanto negativo.

3. Necessidades de Afiliação

A necessidade de afiliação (em inglês nAff – Need of Affiliation) vem da necessidade de afeição, do desejo de possuir relacionamentos interpessoais agradáveis e estar bem com todo mundo.

São pessoas que buscam a amizade e a cooperação. Uma característica das pessoas que possuem esta necessidade é que são mais propensas a fazerem concessão a demandas particulares (McCLELLAND, 1997).

 Necessidades de Realização Necessidades de Afiliação

Neste nível de necessidades as pessoas colocam os relacionamentos acima das tarefas.

“Pessoas orientadas para a afiliação tendem a escolherem amigos para estarem a sua volta, estas pessoas sentem-se satisfeitas quando estão com amigos e desejam liberdade no trabalho para desenvolverem estes relacionamentos”. (REIS, 2001, p.

A necessidade de afiliação refere-se às necessidades de ter relações interpessoais amistosas, evitando conflitos e conquistando amizades verdadeiras. Essa necessidade valoriza as relações humanas, pois preferem atividades que tenham bastante contato com pessoas (AMORÓS, 2007; MAXIMIANO,2012; ROBBINS, 2013).

Conclusão

A teoria de necessidades adquiridas de David McCleeland coloca como causas da motivação as necessidades de realização, do poder e da afiliação, fatores esses presente em qualquer ambiente de trabalho,.

Neste contexto, para colocar esta teoria em prática numa organização, é preciso analisar qual a necessidade motivadora predominante em cada colaborador, e com base nisso adotar um perfil de liderança baseado na liderança situacional, onde o líder se porta e atua de acordo com cada situação.

Em muitos casos nas organizações há um desperdício de talentos, com profissionais competentes realizando atividades que não exploram plenamente seus pontos fortes, em outras palavras, alocam a pessoa certa no lugar errado.

Esta situação causa problemas como baixo desempenho, stress, turnovere outras conseqüências negativas, que poderiam ser amenizadas com uma análise mais detalhada do perfil de necessidades do profissional com as características e atividades do cargo.

Desta forma, empregados com muita necessidade de realização prosperam em trabalhos desafiantes, estimulantes e complexos e não se sentem atraídos por uma situação de rotina e sem competição.

Já as necessidades de poder e de associação costumam estar intimamente relacionadas ao sucesso gerencial. Os melhores executivos têm alta necessidade de poder e baixa necessidade de associação.

Segundo McClelland (1989), executivos com elevada necessidade de afiliação tendem a fracassar na gestão.


Se você gostou do artigo, e se ele foi útil para você, deixe seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para mim.

Aqui no Blog publico frequentemente artigos relacionados a segurança privada e gestão organizacional, visando sempre agregar conhecimento para os leitores, visando seu desenvolvimento profissional e pessoal. Cadastre seu e-mail logo abaixo e receba avisos sobre novas publicações.

[jetpack_subscription_form subscribe_placeholder=”Digite seu endereço de e-mail” show_subscribers_total=”false” button_on_newline=”true” submit_button_text=”Registrar-se” custom_font_size=”16px” custom_border_radius=”0″ custom_border_weight=”1″ custom_padding=”15″ custom_spacing=”10″ submit_button_classes=”” email_field_classes=”” show_only_email_and_button=”true”]

Forte abraço e sucesso!
José Sérgio Marcondes – CES
Especialista em Segurança Empresarial
Consultor em Segurança Privada
CEO/Diretor do IBRASEP

Indicação de Artigos Complementares

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Motivação: O que é, Definição, Conceito, Quais são os Tipos, Importância

Teoria ERG (ERC) de Alderfer: O que é? Em Que consiste a Teoria ERG

Teoria dos Dois Fatores de Herzberg: Fatores Higiênicos e Motivacionais

Teoria X e Teoria Y de Douglas McGregor: O que são? Suposições

Hierarquia de Necessidades de Maslow: O que? Como Funciona

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sérgio (08 de agosto de 2021). Teoria de Necessidades Adquiridas de David McCleeland: O que é?. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: https://gestaodesegurancaprivada.com.br/teoria-de-necessidades-adquiridas-de-david-mccleeland-o-que-e/ – Acessado em (inserir data do acesso).

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

Graduado em Gestão de Segurança Privada, MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. Detentor das Certificações CES (Certificado de Especialista em Segurança Empresarial), CPSI (Certificado Profesional en Seguridad Internacional), CISI (Certificado de Consultor Internacional en Seguridad Integral, Gestión de Riesgos y Prevención de Pérdidas). Mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada. Consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. Olá Ana Carolina!
    Fico muito feliz em saber que o artigo foi útil para o seu trabalho universitário.
    Forte abraço e sucesso!

  2. Adorei o artigo! Muito completo e me ajudou demais num trabalho universitário sobre Gestão de Pessoas. Site que mais me ajudou a encontrar informações. Parabéns!

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.