- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Segurança Corporativa: O que é, O que faz e Como Funciona

Segurança corporativa é a soma total de estratégias de segurança implementadas para identificar e efetivamente mitigar ou gerenciar qualquer ocorrência ou desenvolvimento que possa ameaçar a sobrevivência de uma empresa.

A segurança corporativa envolve planejar e encontrar as melhores estratégias para evitar situações que possam ameaçar a segurança de uma corporação empresarial. É uma função corporativa que supervisiona e gerencia a estreita coordenação de todas as funções dentro da empresa relacionadas à segurança, continuidade e proteção.

Escrito por José Sérgio Marcondes
Postado 30/10/2017 Atualizado 21/01/2023

O que é Segurança Corporativa?

A Segurança Corporativa é um conjunto de estratégias, práticas e medidas de segurança adotadas por uma corporação empresarial para salvaguardar e garantir a integridade de seus ativos, de suas operações, e assegurar a continuidade dos negócios da organização.

A segurança corporativa envolve medidas de segurança empresarial e de governança corporativa, destinadas a proteger os ativos tangíveis e intangíveis de uma Corporação, contra ameaças decorrentes de ações intencionais ou acidentais, visando garantir a continuidade dos negócios. Ela brange a corporação como um todo, sob todos os aspectos: humanos, materiais, tecnológicos, informacionais, administrativos, financeiros, entre outros.

Em linguagem popular, corporação (do latim corporis e actio, corpo e ação) é um modo de se referir a grandes empresas ou ainda a organizações. As quais para se manterem no mercado e proteger seus ativos precisam adotar medidas especais de segurança, denominadas de Segurança Corporativa

Ativos são as pessoas, bens ou recursos que possuem valor e são controlados por uma organização. Eles podem ser ativos tangíveis, como colaboradores, propriedades, instalações, equipamentos e estoques, ou ativos intangíveis, como marcas, imagem, patentes e direitos autorais. Os ativos organizacionais podem ser usados ​​para gerar receita, garantir operações eficientes e cumprir obrigações legais e contratuais.

A Segurança corporativa é um termo que incorpora as atividades de segurança e proteção nas corporações. Para ser mais específico, inclui avaliação e gerenciamento de riscos, ações inteligência, segurança patrimonial, segurança pessoal, segurança da informação, proteção contra incêndio, segurança e saúde no trabalho.

Segurança Corporativa:

O que faz a Segurança Corporativa?

A segurança corporativa é a responsável por gerenciar as estratégias de segurança de uma corporação em estreita coordenação com a gestão de negócios e todas as funções relacionadas à segurança, gerenciamento de riscos, compliance, continuidade de negócios e conformidade para salvaguardar os interesses interesses e futuro da corporação.

A Segurança Corporativa pode incluir medidas de segurança empresarial, segurança patrimonial, segurança física, como proteção contra incêndios, furtos e roubos, bem como medidas de segurança cibernética, como proteção contra ameaças virtuais e segurança ocupacional, visando a segurança do trabalhador. Ela também inclui a proteção da reputação da empresa, a conformidade com as leis e regulamentos aplicáveis e a prevenção de atos ilegais, desleais ou antiéticos.

A principal missão da segurança corporativa é criar um ambiente no qual as empresas possam sobreviver no mercado a longo prazo, a fim de garantir uma continuidade estável dos negócios. O seu papel traduz-se na capacidade de antecipar rapidamente os fatores de risco internos e externos e adotar medidas de tratamento.

Objetivos da Segurança Corporativa?

A segurança corporativa tem como objetivo principal garantir a continuidade dos negócios e proteger a corporação de ameaças internas e externas. Isso inclui a proteção de seus ativos, operações e reputação, bem como o cumprimento com leis e regulamentos aplicáveis. Em geral, a segurança corporativa busca garantir que a organização possa operar de forma segura e eficiente, protegendo seus ativos, sua reputação e cumprindo os seus contratos e regulamentações aplicáveis.

Fazem dos Objetivos da Segurança Corporativa:

  1. Proteger os ativos corporativos: A segurança corporativa busca proteger os ativos físicos e virtuais da empresa, incluindo colaboradores, instalações, áreas, propriedades, equipamentos, tecnologia, informações sensíveis e outros ativos críticos.
  2. Garantir a continuidade dos negócios: A segurança corporativa busca garantir a continuidade dos negócios, mesmo em caso de incidentes imprevistos, como incêndios, atentados criminosos, desastres naturais e ameaças cibernéticas.
  3. Conformidade com regulamentações: A segurança corporativa busca garantir o cumprimento das leis e regulamentos aplicáveis, incluindo regulamentações financeiras, de privacidade e de proteção de dados.
  4. Proteção da reputação: A segurança corporativa busca preservar a imagem e a reputação da empresa, principalmente em situações de crises.
  5. Prevenção de atos ilegais ou antiéticos: A segurança corporativa busca prevenir a ocorrência de atos ilegais ou antiéticos dentro da organização.
  6. Mitigação de riscos: A segurança corporativa busca identificar e mitigar os riscos corporativos que podem afetar negativamente a empresa, sejam eles internos ou externos.
  7. Criação de uma cultura de segurança: A segurança corporativa busca criar uma cultura de segurança em todos os níveis da organização, onde todos os funcionários estejam cientes dos riscos potenciais e saibam como prevenir e agir diante deles.

Quais são os Riscos da Segurança Corporativa?

No que tange a visão corporativa, o conceito de risco torna-se muito mais abrangente. Risco pode ser definido simplesmente como a probabilidade concreta de uma ameaça, originada da exploração de uma vulnerabilidade, vir a causar perdas ou danos a um ativo ou grupo de ativos de uma organização.

Os riscos são determinados pela combinação de ameaças, vulnerabilidades e perda de valores dos ativos. Valores esses mensurados com base no impacto dos ativos aos negócios da organização. As perdas podem ser financeira, material, humana, intelectual e moral, e podem ser mensuradas, valoradas e estimadas numericamente.

Os riscos na segurança corporativa podem variar dependendo da organização e do setor em que ela atua, mas alguns riscos de segurança mais comuns incluem:

  1. Riscos Físicos: incluem incêndios, roubos, invasões, danos causados por condições climáticas adversas e outros incidentes que podem causar danos às instalações e ativos da empresa.
  2. Riscos Cibernéticos: incluem vírus, malware, ataques de phishing, sequestro de dados, roubo de identidade e outras ameaças virtuais que podem afetar a segurança da informação e prejudicar as operações da empresa.
  3. Riscos de Conformidade: incluem a possibilidade de violar leis e regulamentos aplicáveis, incluindo regulamentações financeiras, de privacidade e de proteção de dados. Isso pode resultar em multas e outras sanções.
  4. Riscos de Reputação: incluem incidentes que possam prejudicar a imagem e a reputação da empresa, incluindo escândalos, crises, desastres, e outros problemas de relações públicas.
  5. Riscos Sociais: envolvem atos ilegais ou antiéticos, incluem a possibilidade de funcionários ou terceiros cometerem atos ilegais ou antiéticos em nome da empresa, incluindo corrupção, fraude e outros delitos.
  6. Risco de Comprometimento de Informações sensíveis: envolve a quebra de confidencialidade, integridade, disponibilidade ou autenticidade de dados e informações, pode incluir informações sobre clientes, dados financeiros e informações internas confidenciais da empresa.
  7. Riscos de continuidade dos negócios: Isso pode incluir a incapacidade de operar devido a um desastre natural ou outro evento imprevisto.

Como funciona a Segurança Corporativa?

A segurança corporativa funciona basicamente através de uma abordagem holística da segurança da corporação, que envolve estabelecimento de um sistema de gestão integrado, criação de uma cultura de segurança, avaliação e gerenciamento de riscos, implementação de medidas de prevenção e resposta, monitoramento e auditoria.

  • Criação de uma Cultura de Segurança: é importante criar uma cultura de segurança na empresa, onde todos os funcionários estejam cientes dos riscos e saibam como agir diante deles. Isso inclui treinamentos e campanhas de conscientização.
  • Avaliação de Riscos : a segurança corporativa começa com a identificação dos riscos que a empresa enfrenta, tanto internos quanto externos. Isso pode incluir riscos físicos, como incêndios e roubos, bem como riscos cibernéticos, como ataques virtuais e vazamentos de dados. Uma vez que os riscos são identificados, eles são avaliados e priorizados, e medidas são planejadas para mitigá-los.
  • Implementação de Medidas de Prevenção e Resposta: Após a identificação e avaliação de riscos, medidas de prevenção e resposta são implementadas para mitigá-los. Isso pode incluir medidas de segurança física, como sistemas de detecção e alarme, câmeras de segurança e bloqueios de segurança, bem como medidas de segurança cibernética, como firewall e criptografia. Também é importante ter planos de emergência e treinamento para equipes de segurança e funcionários, para lidar com incidentes.
  • Monitoração e Auditoria: Depois de implementadas as medidas de segurança, é importante monitorar continuamente sua eficácia e realizar auditorias para garantir que as medidas estão em conformidade com as regulamentações aplicáveis e para identificar áreas que precisam ser melhoradas.

Essas etapas formam um ciclo contínuo ((PDCA), onde a segurança corporativa é constantemente revista e atualizada para adaptar-se a mudanças da organização e do seu meio de atuação.

Quem são os Parceiros da Segurança Corporativa?

A segurança corporativa para cumprir com sua missão estabelece parcerias com diversos atores do seu meio de atuação, dentre os quais podemos destacar:

Os parceiros de segurança corporativa podem incluir:

  • Departamentos da organização: A segurança corporativa é uma responsabilidade compartilhada por todos os departamentos de uma empresa, e cada departamento tem sua própria contribuição a fazer para garantir a segurança da organização.
  • Empresas prestadoras de serviços de segurança: Essas empresas podem fornecer serviços de segurança física, monitoramento de sistemas e resposta a incidentes.
  • Fornecedores de tecnologia de segurança: Essas empresas podem fornecer sistemas eletrônicos de segurança, software e hardware de segurança, como firewalls, sistemas de detecção de intrusão e criptografia.
  • Consultores de segurança: Essas pessoas ou empresas podem fornecer orientação sobre questões de segurança, incluindo avalição de nível de segurança, conformidade regulatória e gerenciamento de riscos.
  • Órgãos governamentais: Esses parceiros podem incluir os órgãos de segurança pública, agências de inteligência e outros órgãos governamentais que podem fornecer informações de inteligência e apoio em caso de incidentes.
  • Seguradoras: Essas empresas podem fornecer cobertura de seguro para proteger a empresa contra os riscos financeiros decorrentes de incidentes de segurança.
  • Parceiros comerciais e fornecedores: É importante trabalhar com esses parceiros para garantir que eles também tenham medidas de segurança adequadas em vigor para proteger a confidencialidade e integridade de informações compartilhadas.

Qual a Importância da Segurança Corporativa?

Atualmente, com o aumento da competitividade, as corporações buscam cada vez mais melhorar seus resultados e seus lucros. Nesse aspecto, a segurança corporativa vem se firmando como um novo diferencial competitivo, sendo considerada por muitas companhias como uma área de apoio indispensável para o crescimento e administração dos negócios.

A segurança corporativa exerce forte influência e possui grande responsabilidade na existência e continuidade dos negócios, atuando com medidas indispensáveis que visam salvaguardar todo o patrimônio. Investir em segurança corporativa traz maior proteção ao capital das corporações, pode ajudar a reduzir perdas de materiais e de informações, bem como preservar a imagem das organizações perante investidores e clientes.

Principais Benefícios da Segurança Corporativa para Organização:

  • Proteção dos ativos da empresa: ajuda a garantir que a empresa esteja protegida contra ameaças internas e externas, incluindo violações de dados, ataques cibernéticos e riscos físicos.
  • Melhoria da conformidade regulatória: ajuda a garantir que a empresa esteja em conformidade com as leis e regulamentos aplicáveis, o que pode ajudar a evitar multas e outras sanções regulatórias.
  • Redução de riscos financeiros: ajuda a mitigar os riscos financeiros decorrentes de incidentes de segurança, como violações de dados, ataques cibernéticos, acidentes, furtos, roubos e espionagem industrial.
  • Proteção da reputação: A segurança corporativa ajuda a proteger a reputação da empresa, garantindo que incidentes de segurança sejam gerenciados de maneira eficaz e que as ações de comunicação adequadas sejam tomadas.
  • Garantia de continuidade dos negócios: ajuda a garantir que a empresa possa continuar operando mesmo em situações de crise, o que é essencial para garantir a continuidade dos negócios.
  • Melhoria da eficiência operacional: A implementação de uma estratégia de segurança corporativa pode ajudar a melhorar a eficiência operacional, já que as medidas de segurança podem ser integradas aos processos e sistemas existentes.
  • Melhoria da imagem da empresa: Uma estratégia de segurança corporativa eficaz pode ajudar a melhorar a imagem da empresa perante seus stakeholders e a sociedade, pois mostra que a empresa está comprometida com a proteção de seus ativos e dos interesses de seus clientes e colaboradores.

O que é um Chief Security Office (CSO)?

O Chief Security Officer (CSO) é a pessoa responsável por garantir a segurança de uma empresa ou organização. Ele geralmente é responsável por desenvolver e implementar políticas e estratégias de segurança, gerenciar riscos e incidentes de segurança, e supervisionar a equipe de segurança da informação. O CSO também é responsável por comunicar com outras áreas da empresa para garantir que a segurança esteja integrada a todas as operações.

O Chief Security Officer (CSO) é uma posição de liderança responsável por garantir a segurança de uma empresa ou organização. Ele é responsável por desenvolver e implementar políticas e estratégias de segurança, gerenciar riscos e incidentes de segurança e supervisionar a equipe de segurança da informação. Algumas das principais responsabilidades de um CSO incluem:

O Chief Security Officer CSO (Diretor de segurança) é o profissional responsável pelo gerenciamento da segurança corporativa de uma organização. O CSO é o responsável pela segurança de pessoas, processos, produtos e ativos. Atua no planejamento e implementação e gerenciamento de estratégia de segurança corporativa.

Um CSO não é apenas um profissional de segurança, ele deve ser também um gerente de negócios com expertise em segurança. O gerenciamento bem-sucedido da segurança de uma corporação inclui o gerenciamento de equipes com pessoas que muitas vezes podem estar espalhadas por diversas localizações geográficas, o planejamento e a obtenção de orçamentos, a identificação proativa de riscos, o controle e a melhoria do desempenho (financeiro, operacional, estratégico e humano) e a interação com todos os atores corporativos verticais e horizontais (diplomacia corporativa), bem como com contratantes externos e segurança pública.

O CSO moderno é um solucionador de problemas para a organização, ele deve ter uma compreensão de como as estratégias de segurança corporativa podem contribuir para a execução estratégica da proteção holística de uma organização, respeitando a privacidade e a confiança das partes interessadas.

O papel CSO é fundamental dentro de uma organização, já que é ele que faz o planejamento e a organização da segurança corporativa. Analisando dados e gerindo de uma forma eficiente, esse profissional é capaz de prevenir riscos, reduzir custos e prejuízos e ainda manter a segurança de todos os setores da organização de forma integrada.

Se você gostou do artigo e achou útil, por favor, deixe um comentário logo abaixo para compartilhar sua opinião conosco. Ela é extremamente valiosa para mim!

Um forte abraço e votos de sucesso!

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial. Conecte comigo nas redes sociais.

Ajudar a divulgar nosso trabalho é fundamental! Curta e compartilhe nossas publicações com seus amigos nas redes sociais. Essa atitude não apenas incentiva o autor a publicar mais artigos relevantes, mas também possibilita que mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo valioso.

Faça parte da nossa comunidade!

Você busca conhecimentos atualizados e oportunidades para aprimorar suas competências nas áreas de segurança privada e gestão empresarial? Não perca a chance de se manter informado e conectado com as últimas tendências e insights do setor!

Junte-se ao nosso Grupo no WhatsApp para receber notificações s

Leia também…

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

10 Princípios Básicos da Segurança Corporativa no Século XXI

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sérgio (30 de outubro de 2017). Segurança Corporativa: O que é, O que faz e Como Funciona. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: https://gestaodesegurancaprivada.com.br/seguranca-corporativa-o-que-e/– Acessado em (inserir data do acesso).

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

Graduado em Gestão de Segurança Privada, MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. Detentor das Certificações CES (Certificado de Especialista em Segurança Empresarial), CPSI (Certificado Profesional en Seguridad Internacional), CISI (Certificado de Consultor Internacional en Seguridad Integral, Gestión de Riesgos y Prevención de Pérdidas). Mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada. Consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial.

12 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. Olá Edimar Guedes!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  2. Olá Richard!
    Normalmente as empresas seguem a seguinte metodologia: Identificação e avaliação de riscos; elaboração e implementação de medidas para sanar/controlar os riscos identificados; implementação de indicadores de desempenho para acompanhar a eficácia das medidas de controle; monitoramento dos resultados e análise críticas anuais ou sempre que necessário.
    Forte abraço e sucesso.

  3. Olá Jaime!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  4. Olá Sérgio
    BOM TRABALHO!
    A “Segurança” realmente é cada vez mais o resultado do entrelaçamento da várias seguranças.
    Abç
    Jaime

  5. prezado, necessito saber se é pratica das grandes corporações através de seu serviço de segurança corporativo criar um padrão para atacar as ameaças? quais?Onde encontro isto?

  6. Olá José Walter!
    Obrigado pelo seu comentário e sucesso na sua carreira.

  7. Excelente, os modos pelos quais estão citados o assunto do referido tema… Parabéns !!!

  8. Olá Gerson Lopes!
    Obrigado pelo comentário, forte abraço e sucessona sua carreira!

  9. Olá Kleber Moreira!
    Obrigado pelo seu Comentário.
    Forte abraço e sucesso.

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.