- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Política de Segurança da Informação. Saiba como proteger seus dados com estratégias eficazes

Descubra como uma Política de Segurança da Informação pode proteger seus dados e garantir a confidencialidade, integridade e disponibilidade das informações.

Política de Segurança da Informação é um conjunto de diretrizes, princípios, regras e práticas estabelecidas por uma organização para proteger seus ativos de informação. Ela define as estratégias e procedimentos e ações necessários para garantir a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados e sistemas de informações de uma organização.

Em um mundo cada vez mais interconectado, a segurança da informação tornou-se uma prioridade fundamental para organizações de todos os tamanhos. Nesse cenário, a ‘Política de Segurança da Informação’ se destaca como um componente essencial na proteção de ativos críticos, na minimização de riscos e na promoção de uma cultura de segurança robusta.

Se você já se perguntou como sua empresa pode garantir a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados, ou como estabelecer diretrizes claras para proteger informações sensíveis, este artigo é para você.

Neste artigo, vamos explorar o mundo da ‘Política de Segurança da Informação’ e descobrir como ela desempenha um papel crucial na defesa contra ameaças, na preservação da reputação da organização e na continuidade dos negócios. No final do artigo, apresentamos um modelo de segurança da informação que pode ser adaptado a necessidade de cada organização. Vamos começar!

Por José Sergio Marcondes – Postado 22/10/2020 atualizado 04/10/2023

O que é uma Política de Segurança da Informação?

A Política de Segurança da Informação (PSI) é um conjunto de diretrizes, princípios, regras e práticas estabelecidas por uma organização para proteger seus ativos de informação. Ela define as estratégias e procedimentos e ações necessários para garantir a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados e sistemas de informações da organização. Em essência, a PSI serve como um guia que orienta as ações de todos os envolvidos na organização em relação à segurança da informação.

A política é um componente essencial da estratégia de gestão da segurança da informação e tem como objetivo garantir a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados e sistemas.

Trata-se de uma coletânea de documentos usados para definir controles, estabelecer critérios para autenticação e autorização, para análise de riscos, auditoria e investigações, além de disciplinar sobre violações da Política e Normas.

Qual é o objetivo da Política de Segurança da Informação?

O objetivo da Política de Segurança da Informação (PSI) é estabelecer diretrizes e práticas claras para proteger os ativos de informação de uma organização. Ela visa garantir a segurança, integridade, disponibilidade e confidencialidade dos dados e sistemas de informações, além de promover uma cultura de segurança em toda a organização.

A seguir os principais objetivos da PSI:

  • Minimização de Riscos: Um dos principais objetivos é identificar, avaliar e mitigar riscos de segurança.
  • Proteção de Ativos de Informação: A PSI visa proteger os ativos de informação da organização, que incluem dados confidenciais, sistemas de computador, redes, propriedade intelectual e outros recursos relacionados à informação.
  • Criação de uma Cultura de Segurança: A PSI conscientiza os funcionários sobre a importância da segurança da informação e incentiva práticas seguras.
  • Eficiência Operacional: Uma política de segurança eficaz pode aumentar a eficiência operacional, minimizando interrupções causadas por incidentes de segurança.
  • Continuidade dos Negócios: A PSI auxilia na garantia da continuidade dos negócios, permitindo que a organização se recupere mais rapidamente de incidentes de segurança e minimize interrupções nos processos de negócios.

Qual a função de uma Política de Segurança da Informação?

A função da Política de Segurança da Informação é proporcionar diretrizes e uma estrutura abrangente para proteger os ativos de informação da organização e garantir que todos os funcionários estejam cientes das práticas seguras a serem seguidas. Isso é essencial em um mundo onde a segurança da informação é fundamental para a proteção de dados e informações.

Princípios Básicos da Política de Segurança da Informação

Os princípios básicos da Política de Segurança da Informação (PSI) são diretrizes fundamentais que orientam a criação e implementação de uma política eficaz. Esses princípios estabelecem a base para uma abordagem abrangente e eficiente de segurança da informação. A seguir alguns dos princípios básicos da PSI:

  1. Confidencialidade: A confidencialidade é o princípio que garante que as informações sejam acessíveis apenas para pessoas autorizadas.
  2. Integridade: A integridade assegura que os dados não sejam alterados de forma não autorizada.
  3. Disponibilidade: Garantir a disponibilidade significa que os sistemas e dados necessários estão acessíveis quando necessário.
  4. Autenticidade: O princípio da autenticidade assegura que as informações sejam provenientes de fontes legítimas e não sejam falsificadas.
  5. Legalidade e Conformidade: Garante que todas as atividades relacionadas à segurança da informação estejam em conformidade com as leis, regulamentos e normas aplicáveis.
  6. Responsabilidade: Estabelece responsabilidades claras para todos os envolvidos na segurança da informação, desde a alta administração até os funcionários individuais.
  7. Princípio da Necessidade: Os princípios da “necessidade de saber” ou “princípio da necessidade” garantem que os usuários tenham acesso apenas às informações necessárias para realizar suas tarefas. Isso ajuda a limitar a exposição de informações confidenciais.
  8. Educação e Conscientização: A PSI deve incluir a promoção da educação e conscientização em segurança da informação entre os funcionários.
  9. Análise de Riscos: O princípio da análise de riscos envolve a avaliação constante das ameaças e vulnerabilidades e a implementação de medidas de segurança com base nessa análise.
  10. Gestão de Incidentes: A PSI deve estabelecer procedimentos para relatar, avaliar e responder a incidentes de segurança de forma eficaz, minimizando o impacto e prevenindo futuras ocorrências.

Estes princípios básicos formam a base de uma política de segurança eficaz e ajudam a garantir que a organização esteja preparada para enfrentar ameaças de segurança da informação e proteger seus ativos de maneira adequada.

Quais são as Principais Características da Política de Segurança da Informação?

As principais características de uma Política de Segurança da Informação (PSI) incluem:

  1. Apoio da Alta Administração: Deve receber o apoio ativo da alta administração da organização para garantir que seja implementada e mantida adequadamente.
  2. Abrangente: Uma PSI deve abranger todos os aspectos relevantes da segurança da informação na organização, incluindo dados, sistemas, redes e práticas dos funcionários.
  3. Apropriada ao Propósito da Organização: A PSI deve ser projetada de acordo com as necessidades e objetivos específicos da organização, levando em consideração seu setor de atuação, tamanho e riscos associados.
  4. Incluir os Objetivos de Segurança da Informação: A PSI deve definir os objetivos de segurança da informação da organização, fornecendo uma direção clara para o esforço de segurança.
  5. Satisfazer os Requisitos Aplicáveis: Deve deixar claro que a organização está comprometida em cumprir todos os requisitos legais e regulatórios relevantes relacionados à segurança da informação.
  6. Comprometimento com a Melhoria: A PSI deve expressar o compromisso da organização em aprender com incidentes e desafios, promovendo uma cultura de melhoria contínua na segurança da informação.
  7. Clara e Concisa: Deve ser escrita de forma clara e acessível, de modo que todos os funcionários possam entender facilmente suas diretrizes e obrigações.
  8. Disponível como Informação Documentada: A PSI deve ser documentada de forma a ser facilmente acessível e referenciada por todos os envolvidos na organização.
  9. Comunicada Dentro da Organização: A PSI deve ser comunicada a todos os funcionários e partes interessadas relevantes dentro da organização para garantir que todos estejam cientes das políticas e diretrizes de segurança.
  10. Disponível para as Partes Interessadas: A PSI deve estar disponível para outras partes interessadas, como clientes, fornecedores e órgãos reguladores, quando apropriado.

Qual a importância da Política de Segurança da Informação?

A importância da Política de Segurança da Informação está relacionada à sua capacidade de proteger ativos críticos, minimizar riscos, garantir conformidade, preservar a reputação da organização e manter a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados, informações e sistemas. Ela desempenha um papel essencial na estratégia de segurança da informação de uma organização.

Estrutura Básica de uma Política de Segurança da Informação

A estrutura básica de uma Política de Segurança da Informação (PSI) pode variar ligeiramente de uma organização para outra, dependendo de suas necessidades e regulamentações específicas. No entanto, uma estrutura típica de PSI inclui os seguintes elementos:

  1. Introdução: Uma breve declaração sobre a importância da segurança da informação na organização e a finalidade da política.
  2. Objetivos da Segurança da Informação: Declaração dos principais objetivos da PSI, como confidencialidade, integridade e disponibilidade das informações.
  3. Âmbito e Aplicabilidade: Uma descrição dos ativos de informação cobertos pela PSI e a quem ela se aplica, incluindo funcionários, contratados e terceiros.
  4. Definições e Termos: Uma seção que define os termos e conceitos chave usados na política para evitar ambiguidades.
  5. Responsabilidades: Uma lista das responsabilidades de todas as partes envolvidas na segurança da informação, incluindo a alta administração, e os funcionários.
  6. Gestão de Ativos de Informação: Diretrizes para a identificação, classificação, propriedade, proteção e descarte de ativos de informação.
  7. Controle de Acesso: Procedimentos para a gestão de direitos de acesso, autenticação, autorização e controle de privilégios.
  8. Gestão de Riscos: Instruções para realizar avaliações de riscos, identificar ameaças e vulnerabilidades e implementar medidas de segurança.
  9. Procedimentos e Diretrizes: Detalhamento de procedimentos específicos, como gestão de senhas, backup e recuperação, gestão de dispositivos móveis, entre outros.
  10. Conscientização e Treinamento: Diretrizes para programas de conscientização e treinamento em segurança da informação para funcionários.
  11. Gestão de Incidentes: Procedimentos para relatar, avaliar e responder a incidentes de segurança, bem como a continuidade dos negócios.
  12. Auditoria e Monitoramento: Instruções para auditorias internas, monitoramento de sistemas e detecção de ameaças.
  13. Comunicação: Estratégias de comunicação interna da PSI, incluindo como os funcionários e partes interessadas serão informados sobre as políticas e procedimentos de segurança.
  14. Revisão e Melhoria Contínua: Diretrizes para a revisão e atualização regulares da PSI, bem como melhorias baseadas em lições aprendidas com incidentes e mudanças no ambiente de ameaças.
  15. Conformidade e Regulamentações: Garantia de que a organização cumpra todas as regulamentações e leis relevantes em relação à segurança da informação.
  16. Referências: Uma lista de documentos e regulamentações de referência relacionados à PSI.
  17. Aprovação e Data de Revisão: Identificação do responsável pela aprovação da PSI e a data da última revisão.

Como elaborar e implementar uma Política de Segurança da Informação?

A elaboração e implementação de uma Política de Segurança da Informação (PSI) é um processo fundamental que requer cuidado e atenção a detalhes. A seguir os passos necessários para elaborar uma PSI eficaz:

  1. Compromisso da Alta Administração: Obter o compromisso da alta administração é o primeiro passo. Isso envolve o reconhecimento da importância da segurança da informação na organização e a alocação de recursos necessários para implementar a PSI.
  2. Identificação de Stakeholders: Identifique todas as partes interessadas envolvidas na segurança da informação, incluindo funcionários, gerentes, departamento de TI, partes externas e reguladores.
  3. Avaliação de Riscos: Realize uma avaliação de riscos para identificar ameaças, vulnerabilidades e os ativos de informação mais críticos. Isso ajudará a priorizar os esforços de segurança.
  4. Definição de Objetivos: Estabeleça objetivos de segurança da informação que estejam alinhados com os objetivos gerais da organização. Esses objetivos servirão como base para a PSI.
  5. Desenvolvimento da Política: Crie a PSI com base nos princípios e características mencionados anteriormente. A política deve ser clara, concisa e abrangente.
  6. Responsabilidades: Defina claramente as responsabilidades de cada parte envolvida na segurança da informação, desde a alta administração até os funcionários individuais.
  7. Documentação e Procedimentos: Desenvolva procedimentos e diretrizes específicas para implementar a PSI. Isso pode incluir procedimentos de controle de acesso, gestão de senhas, backup e recuperação, entre outros.
  8. Comunicação: Comunique a PSI dentro da organização. Todos os funcionários devem estar cientes da política e das diretrizes de segurança da informação.
  9. Treinamento e Conscientização: Forneça treinamento e conscientização em segurança da informação para todos os funcionários. Isso ajuda a garantir que todos compreendam suas responsabilidades e adotem práticas seguras.
  10. Aprovação e Adoção: Após a elaboração, a PSI deve ser revisada e aprovada pela alta administração. Depois disso, ela deve ser adotada oficialmente em toda a organização.
  11. Revisão e Melhoria Contínua: Estabeleça um ciclo de revisão regular para a PSI, garantindo que ela seja atualizada para se manter eficaz diante de mudanças nas ameaças de segurança e nas tecnologias.
  12. Auditoria e Conformidade: Realize auditorias internas para verificar a conformidade com a PSI e com regulamentações relevantes.
  13. Gestão de Incidentes: Defina procedimentos para relatar, avaliar e responder a incidentes de segurança de forma eficaz.
  14. Disponibilidade e Compartilhamento: Disponibilize a PSI como informação documentada e assegure-se de que esteja disponível para as partes interessadas, conforme apropriado.
  15. Avaliação de Resultados: Avalie regularmente os resultados e a eficácia da PSI, fazendo ajustes conforme necessário.
  16. Divulgação Externa: Se necessário, compartilhe informações sobre a PSI com partes externas, como clientes e reguladores, para demonstrar conformidade e compromisso com a segurança da informação.

Exemplo de Política de Segurança da Informação

Caso deseje, você pode baixar o nosso exemplo prático de Política de Segurança da Informação no formato Word, liberado para edição. Este documento é fictício, porém, serve como um modelo abrangente e detalhado que uma organização pode utilizar como referência. É importante ressaltar que a Política de Segurança da Informação deve ser personalizada de acordo com as necessidades específicas da organização e estar em conformidade com as regulamentações pertinentes.

modelo exemplo de politica de segurança da informação

Conclusão

Este artigo destacou a importância de estabelecer diretrizes claras, princípios sólidos e práticas eficazes para garantir a confidencialidade, integridade e disponibilidade das informações. Ao implementar uma Política de Segurança da Informação, você não apenas protege seus ativos, mas também constrói uma cultura de segurança que permeia toda a empresa.

Lembre-se, a segurança da informação é um esforço contínuo, e a educação e conscientização desempenham papéis fundamentais. Mantenha-se atualizado, fique atento às ameaças emergentes e esteja preparado para ajustar sua PSI conforme necessário.

Se você deseja continuar a aprofundar seus conhecimentos em segurança da informação, não deixe de conferir nosso próximo artigo sobre Gestão de Segurança da Informação. Aqui, abordaremos estratégias avançadas para a gestão eficaz da segurança da informação e as melhores práticas para manter sua organização protegida.

Se você gostou do artigo e achou útil, por favor, deixe um comentário logo abaixo para compartilhar sua opinião conosco. Ela é extremamente valiosa para mim!

Um forte abraço e votos de sucesso!

José Sergio Marcondes – CES – CPSI – Gestor, Consultor e Diretor do IBRASEP. Especialista em segurança com competências sólidas nas áreas de segurança privada e gestão empresarial. Conecte comigo nas redes sociais.

Ajudar a divulgar nosso trabalho é fundamental! Curta e compartilhe nossas publicações com seus amigos nas redes sociais. Essa atitude não apenas incentiva o autor a publicar mais artigos relevantes, mas também possibilita que mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo valioso.

Faça parte da nossa comunidade!

Você busca conhecimentos atualizados e oportunidades para aprimorar suas competências nas áreas de segurança privada e gestão empresarial? Não perca a chance de se manter informado e conectado com as últimas tendências e insights do setor!

Junte-se ao nosso Grupo no WhatsApp ou no Grupo do Telegram para receber notificações sobre novos artigos, dicas valiosas e recursos adicionais que impulsionarão sua carreira profissional.

Leia também…

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Gestão de Segurança da Informação: Descubra o que é, e as práticas essenciais para se proteger

Segurança da Informação: Conceitos, Fundamentos, Objetivos e Os Cinco Pilares

Plano de Segurança da Informação (PSI). Descubra o que é? Passos Essenciais e Melhores Práticas

Segurança Física e do Ambiente aplicada a Segurança da Informação

Espionagem Industrial (Empresarial/Corporativa): Como Proteger Sua Empresa Contra Ameaças Invisíveis

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sergio (22 de outubro de 2020). Política de Segurança da Informação. Diretrizes para se Proteger. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: https://gestaodesegurancaprivada.com.br/politica-de-seguranca-da-informacao-psi-o-que-e-objetivos-e-importancia/– Acessado em (inserir data do acesso).

Referencias Bibliográficas

CAMPOS, A. SISTEMAS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. 2 ed. Florianopolis: Visual Books, 2007.

DANTAS, M. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: UMA ABORDAGEM FOCADA EM GESTÃO DE RISCOS. 1 ed. Olinda: Livro rápido, 2011.

FONTES, E. PRATICANDO A SEGURANÇA DA IONFORMAÇÃO. Rio de Janeiro:
Brasport, 2008

FREITAS,F;ARAUJO, M. POLITICAS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: Guia pratico para elaboração e implementação. 2ed. Rio de Janeiro: Ciência Moderna LTDA, 2008

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial Com mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada, acumulando resultados relevantes nas áreas operacionais, administrativas e comerciais.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. Olá Simone de Oliveira!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  2. Muito bom o conteúdo . As explicações objetivas facilitam o entendimento. Parabéns!!

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.