- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Central de Monitoramento: O que é, Características, Como funciona

Central de Monitoramento

Central de Monitoramento é um ambiente físico especialmente projetado, estruturado e dedicado para se realizar o monitoramento de ambientes, edificações, equipamentos, operações, possessos e pessoas, recendo, tratando e analisando os dados fornecidos e intervindo quando necessário.

Monitoramento refere-se o ato de acompanhar e observar o funcionamento de um evento, processo, operação ou de um aparelho, analisando os dados fornecidos e intervindo quando necessário, visando o restabelecimento da normalidade.

A central de monitoramento são centros protegidos dedicados a partir dos quais a equipe de monitoramento recebe sinais, dados e informações de um sistema de segurança eletrônica existente.

O principal objetivo de uma central de monitoramento é acompanhar um sistema, equipamento, operação, processo, ambiente, objeto ou pessoa, com a finalidade de identificar indícios de eventos indesejáveis, e adotar ações e protocolos de segurança pré-definidos.

Postado 02/02/2021
Escrito por José Sérgio Marcondes – CES
Especialista em Segurança Empresarial
Consultor em Segurança Privada
CEO/Diretor do IBRASEP

O que é Monitoramento?

Monitoramento refere-se o ato de acompanhar e observar o funcionamento de um evento, processo, de uma operação ou de um aparelho, analisando os dados fornecidos e intervindo quando necessário, visando o restabelecimento da normalidade.

Monitorar é observar, analisar e ficar atento aos possíveis sinais de que algo não está normal. O monitoramento pressupõe adoção de ações imediatas, quando aplicáveis, com base nos dados e informações recebidas e processadas.

As informações decorrentes do processo de monitoramento visam auxiliar a tomada de decisões, ou seja, o gerenciamento correto das intervenções, com vistas sempre a alcançar os objetivos pré-definidos.

O monitoramento é uma tecnologia que funciona por conexão à distância, permitindo acesso a um equipamento eletrônico, que esteja em outro local, permitindo a troca de informações e dados.

O principal vantagem deste sistema é a possibilidade de troca de informações à distância, bem como de realizar comandos e monitoramento visual, em tempo real, sem a necessidade de estar no local propriamente dito.

Atividades de Monitoramento

Uma central de monitoramento pode realizar vários tipos de atividades de monitoramento, dentre as quais podemos destacar

  • Monitoramento de sistemas de alarme de incêndio (doméstico e comercial);
  • Monitoramento de sistemas alarme de intrusão (doméstico e comercial);
  • Monitoramento de CFTV (doméstico e comercial);
  • Monitoramento de alarme pessoal;
  • Controle de acesso físico;
  • Entre outros.

O que é Central de Monitoramento?

Central de Monitoramento é um ambiente físico especialmente projetado, estruturado e dedicado para se realizar o monitoramento de ambientes, edificações, equipamentos, operações, possessos e pessoas, recendo, tratando e analisando os dados fornecidos e intervindo quando necessário.

A central de monitoramento são centros protegidos dedicados a partir dos quais a equipe de monitoramento recebe sinais, dados e informações de um sistema de segurança eletrônica existente.

Normalmente, as centrais de monitoramento possuem equipe permanente, prestando serviço 24 horas por dia, sete dias por semana, o ano todo. E para cumprir com a sua finalidade a central de monitoramento faz uso dos mais modernos meios de comunicações, com e sem fio, hardwares e softwares dedicados para essa finalidade, e de pessoal treinado.

A central de monitoramento é uma estrutura física e tecnológica, operada por recursos humanos, que monitora, localmente ou remotamente, dispositivos e equipamentos eletrônicos, instalados num local, edificação, objeto ou pessoa, e acompanha seu estado ou movimentação conforme programação previa.

O que é Central de Monitoramento

Qual o Objetivo da Central de Monitoramento?

O principal objetivo de uma central de monitoramento é acompanhar – em tempo real, ininterruptamente e remotamente – um sistema, equipamento, operação, processo, ambiente, objeto ou pessoa, com a finalidade de identificar indícios de eventos indesejáveis, e adotar ações e protocolos de segurança pré-definidos, com intuito de evitar, e quando não for possível, responder e controlar eventos indesejáveis com potencial de causar danos.

Os operadores da central trabalham visando atender conforme apropriado indícios de eventos indesejáveis e situações de emergência, de acordo com os protocolos acordados e estabelecidos. Uma característica crítica do trabalho é a análise e filtragem dos dados e informações recebidas para reduzir intervenções em resposta a “alarmes falsos”.

Os serviços de monitoramento de sistema eletrônicos de seguranças são amplamente utilizados na segurança física de residências, condomínios, transporte de cargas, comércios, bancos, indústrias e empresas.

Serviços Prestados pela Central de Monitoramento

Atualmente, devido ao avanço das tecnologias de detecção e comunicação de eventos, as centrais de monitoramentos podem prestar vários tipos de serviços, dentre os quais podemos destacar os serviços de monitoramento de:

  • Alarme de intrusão;
  • Alarme de incêndios;
  • Botão de Pânico;
  • CFTV;
  • Controle de Acesso Remoto;
  • Alerta Médico;
  • Rastreamento de pessoas e veículos;
  • Entre outros sistemas eletrônicos de segurança.

Além de monitorar a rotina de um estabelecimento, a central de monitoramento também pode ser utilizada para antecipar anormalidades no funcionamento do ambiente monitorado, prevenindo ataques, invasões e tentativas de burlar o sistema.

Também são fornecidos serviços adicionais ou auxiliares, como suporte a equipe operacionais, com o fornecimento de informações ou orientações em operações realizadas em ambientes controlados pela central.

As possibilidades para a realização de um serviço de monitoramento são praticamente ilimitadas. O desenvolvimento da tecnologia permite o monitoramento de praticamente qualquer coisa e em qualquer lugar.

Aplicação da Central de Monitoramento

Atualmente graças aos grandes avanços da tecnologia, as centrais de monitoramento podem ser empregadas para realizar vários tipos de monitoramentos, dentre os quais podemos destacar:

  • Videomonitoramento: consiste no monitoramento de um local por meio de imagens geradas por meio de câmeras de segurança que captam imagens e as transmitem, em tempo real, para central;
  • Monitoramento de centrais de alarmes: equipamentos eletrônicos conectados a sensores que detectam sinais de violação, invasão ou alterações do ambiente e que enviam sinais a central de monitoramento;
  • Monitoramento tornozeleira eletrônica:  equipamento eletrônico equipado com GPS e rádio transmissor, que permite o monitoramento de pessoas que cumprem alguma restrição de deslocamento imposto pela justiça;
  • Rastreamento de Numerário, Bens e Valores:  processo de acompanhar em tempo real, remotamente, o deslocamento, as condições e a localização de numerário, bens e valores;
  • Rastreamento de veículos: rastreador veicular funciona com uma tecnologia de geolocalização, que permite a central saber onde o veículo está;
  • Rastreamento de pessoas: é realizado por rastreadores pessoais portátil ou pelo próprio celular com objetivo de monitorar e localizar pessoas;
  • Monitoramento de Drones: Devido a sua característica tecnológica, os drones usados na segurança podem ser integrados as centrais de monitoramento de segurança, o que possibilita seu uso em conjunto com outros sistemas eletrônicos de segurança.

Funções de uma Central de Monitoramento

Devido à ampla gama de atividades de monitoramento que podem ser fornecidas, uma central de monitoramento pode servir a uma variedade de funções, incluindo:

  • Fornece monitoramento remoto de câmeras de segurança. Nesse sentido, a câmera de vigilância pode ser monitorado com segurança de um local seguro. Isso proporciona tranquilidade aos gestores de segurança, que podem ter certeza de que o local está sendo monitorado, mas sem risco para sua equipe de segurança que, de outra forma, estaria no local;
  • Possibilita monitoramento remoto de alarmes. Uma variedade de alarmes pode ser monitorado e respondido pela central.
  • Fornecer um sistema de comunicação para o pessoal no local. Por meio de um sistema de comunicação adequado, o processo de comunicação entre os agentes de segurança do local pode ser centralizado e coordenado pela central, possibilitando dessa forma a integração da informações;
  • Naqueles postos em que o agente de segurança trabalha só, a central fornece um apoio de por meio de comunicações regulares, o que garante a segurança da equipe e uma resposta de emergência a possíveis problemas;
  • Estabelecer contato com os serviços de emergência em caso de incidentes ou alarmes.
  • Acompanhar e orientar operações da segurança;
  • Entre outras.
Funções de uma Central de Monitoramento

Características da Central de Monitoramento

Uma central de monitoramento deve ser uma instalação em local e em condições adequada de segurança, de maneira que seja garantida a prestação de seus serviços de forma confiável, segura e sem interrupções. Sua função principal é monitorar, armazenar e responder remotamente a eventos indesejáveis e incidentes. Para fazer isso, a própria central deve ser física e operacionalmente segura. A instalação de monitoramento deve ter:

  • Localização, estrutura e funcionamento compatível com seu objetivo e riscos a serem monitorados;
  • Sistemas de controle de acesso físico para evitar intrusão ou acesso não autorizado;
  • Armazenamento de dados robusto e sistemas de segurança cibernética
  • Instalação de backup e contingência para uma série de emergências, de uma perspectiva física e de segurança da informação.

Segurança Central de Monitoramento

Em termos práticos, isso significa que o centro de monitoramento deve ser protegido por:

  • Alarmes de intrusão;
  • Controle de acesso eletrônico e manual;
  • Sistemas de alarme de incêndio;
  • Sistemas de supressão de incêndio;
  • Câmeras de segurança;
  • Medidas de segurança eletrônica;
  • Medidas de segurança de TI;
  • Backup de energia e de infraestrutura de rede comunicação;
  • Capacidade de monitoramento remoto;
  • Estatura adequada e suficientes para atender a demanda de monitoramento existente;
  • Número suficiente de operadores para lidar com todas as atividades existente;
  • Recursos de comunicação adequados a necessidade e suficientes para garantir o bom funcionamento dos sistemas;
  • Treinamento periódicos dos operadores dos sistemas;
  • O local deve contar com sistema redundante de comunicação e fornecimento de energia, para casos em sistema principal venha a falhas ou ser interrompido intencionalmente;
  • O mobiliário a ser utilizado na sala de monitoramento deverá atender às normas de ergonomia para que se evitem danos saúde dos profissionais;
  • O local deve ter local para refeição, fonte de água potável, e sanitário, a fim reduzir a necessidade de saída do local por parte dos operadores do sistema;
  • Etc.

Central de Monitoramento na era Inteligência Artificial (IA)

Inteligência Artificial (IA) refere-se a um agrupamento de várias tecnologias, como redes neurais artificiais, algoritmos, sistemas de aprendizado, entre outros que buscam simular capacidades humanas ligadas à inteligência, como por exemplo, o raciocínio, a percepção de ambiente e a habilidade de análise para a tomada de decisão.

A IA está relacionado à busca da capacidade de soluções tecnológicas realizarem atividades de um modo considerado inteligente. Entre seus propósitos estão o de desenvolver e empregar máquinas para realizarem atividades humanas de maneira autônoma.

Atualmente os recursos da Inteligência Artificial já são empregados nos sistemas de videmonitoramento, eles são capazes de identificar situações diversas através de análise de vídeo, através do algoritmos as câmeras de vigilância eletrônica se tornam ferramentas sofisticadas que auxiliam os operadores das centrais de monitoramento identificar eventos indesejáveis.

Possiblidades de Emprego da Inteligência Artificial

Dentre as várias possibilidades de emprego da IA nos sistemas de monitoramento de segurança podemos citar:

  • Vigilância perimetral – analisando as imagens a IA consegue consegue identificar, categorizar e classificar os diferentes elementos presentes no local e filtrar ocorrências, apontando o que merece atenção e ignorando o que não representa risco;
  • Detecção de Intrusão por Imagem – refere-se a solução tecnológica desenvolvida para detectar pessoas e veículos em movimento. Com algoritmo utilizando representação tridimensional é capaz de permitir uma detecção precisa e classificar pessoas e veículos, e identificar movimentos indesejáveis pré-programados;
  • Leitura de placas veículos – permite identificar placas de veículos e armazena-las em banco de dados para pesquisas imediatas ou futuras, permitindo associá-las a qualquer evento necessário, podendo gerar alarmes ou automatizar o ambiente;
  • Reconhecimento facial – é um recurso adicional implementado nas câmeras de segurança, que possibilita identificação em tempo real de pessoas cadastradas em um banco de dados. Esse recurso é um aliado do sistema de Controle de Acesso que integrado é possível usar câmeras para liberar o acesso em portas ou catracas.
  • Contagem de pessoas – tecnologia capaz de realizar a contagem de pessoas ou objetos em uma local, com essa tecnologia o sistema é capaz de apresentar dados importantes, como quantas pessoas estão ou passaram por um local determinando.
Central de Monitoramento na era Inteligência Artificial (IA)

Benefícios da IA no Sistema de Monitoramento

No segmento da segurança privada, mais especificamente na vigilância eletrônica, a IA desempenha um papel-chave e muito importante, capaz de aumentar a eficiência dos sistemas eletrônicos de segurança.

O sistema de videomonitoramento que conta com IA integrada analisa o ambiente e utiliza a capacidade de aprendizado para compreender sua rotina. Reconhece situações atípicas e alerta imediatamente os operadores das centrais de monitoramento.

As vantagens do uso Inteligência Artificial na segurança eletrônica são inúmeras e variam de acordo com as características do sistema de monitoramento, no entanto, algumas delas são comuns a todos eles, como:

  • Otimização das atvidades de segurança;
  • Melhora no emprego dos recursos humanos;
  • Melhora na precisão das análises de eventos;
  • Capacidade de analise presitiva – que usam dados, algoritmos estatísticos e técnicas de machine learning para identificar a probabilidade de resultados futuros, a partir de dados históricos;
  • Padronização da tomada de ações preventivas e de pronta respostas;
  • Monitoramento constante sem perda de qualidade ou desvio de atenção;
  • Redução de custos;
  • Entre outros.

Como funciona uma Central de Monitoramento?

As centrais de monitoramento, por meio de computadores e softwares específicos, usam as linhas telefônicas fixas ou móveis, cabos ou canais de rádio para se conectarem com os dispositivos de campo, equipamentos eletrônicos utilizados para fornecer os dados que ela vai monitorar, esse dispositivos de campo podem ser: centrais de alarme de violação, presença ou intrusão; centrais de alarmes de incêndio; câmeras IP; celulares; drones; dispositivos de rastreamentos, entre outros.

Ao receber os dados dos dispositivo de campo, a central de monitoramento analisa os dados, e se identificar ou confirmar alguma anormalidade adota protocolo de tratamento conforme orientação previamente estabelecida ou programa.

A partir desse monitoramento, quando algo errado é percebido, são tomadas medidas para lidar com a situação, a partir de normas e procedimentos padrão. Essas medidas podem ser desde o envio de uma equipe de pronta resposta ao local monitorado para confirmação e controle do evento, até o acionamento de órgãos da segurança pública, como a Polícia Militar, por exemplo.

A atividade da central de monitoramento é operacionalizada por uma equipe técnica qualificada e empregada para essa finalidade.

Operador de Central de Monitoramento

O operador de sistema eletrônico de segurança é o profissional da segurança qualificado e encarregado de realizar o a operação da central de monitoramento. Fazem parte de suas atribuições:

  • Operar os equipamentos do sistema de monitoramento eletrônico de segurança com esmero, habilidade e perícia, sendo responsável pelo controle e sigilo de suas senhas;
  • Realizar inspeção de segurança em todo sistema de monitoramento, com vista a detectar ou identificar quaisquer irregularidades, efetuando as devidas comunicações para a solução imediata das que forem encontradas;
  • Manter discrição quanto a tudo o que foi visto e observado no decorrer da monitoração;
  • Tomar decisões sobre os sinais de alarme e imagem de câmeras de segurança recebidos pela central;
  • Dar Tratamento a chamadas telefônicas recebidas;
  • Operar central de rádio;
  • Administrar e-mail;
  • Apoiar clientes, instaladores de alarmes e equipes de segurança;
  • Manter registros e relatórios precisos;
  • Recuperar informações;
  • Contatar e passar informações para serviços de emergência;
  • Manter a supervisão informada ocorrências anormais;
  • Testar o equipamento, registrar e relatar quaisquer deficiências e falhas;
  • Atualização de registros;
  • Manter a segurança das informações, incluindo senhas e palavras-código;
  • Cumprir políticas, normas, procedimentos e protocolos de operações, segurança, emergência e contingência;
  • Participar de treinamento, atualizações e simulados;
  • Entre outros.

Supervisor de Monitoramento

O supervisor de sistema eletrônico de segurança é o profissional da segurança qualificado e encarregado do controle operacional dos serviços da central de monitoramento.

É o responsável pelo acompanhamento de todo o sistema de monitoramento e a intermediação com a gerência para repasse dos relatórios, ocorrências e elaboração dos procedimentos de ação para cada tipo de evento. Fazem parte de suas atribuições:

  • Supervisionar os serviços realizados pela Equipe de Monitoramento;
  • Zelar pela segurança das informações geradas pelo sistema de monitoramento;
  • Cadastrar os operadores das equipes e manter atualizados esses cadastros;
  • Habilitar ou desabilitar códigos de operadores;
  • Garantir o cumprimento dos objetivos relativos a o gerenciamento, controle e fiscalização das atividades de monitoramento;
  • Acompanhar a realização dos serviços executados de modo a garantir a qualidade e a eficiência necessárias ao êxito do sistema de monitoramento;
  • Supervisionar a postura dos operadores é compatível com as exigências da função;
  • Demandar sempre que necessário solicitação de providências e/ou recursos necessários ao bom andamento das atividades de monitoramento;
  • Manter-se atualizado sobre as instruções de segurança e zelar pelas suas aplicações;
  • Ministrar treinamento para os novos usuários ou quando for adicionado novas tecnologias;
  • Cumprir, no que couber e quando aplicável, com as demais atribuições do cargo.

Central de Monitoramento – Segurança da Informação

Os dados, informações e imagens recebidos, tratados, armazenados e manuseados pela central de monitoramento devem ser objeto de medidas de segurança da informação, com base em quatro atributos básicos:

  • Autenticidade – é a propriedade dos dados, informações e imagens que garante que ela não sofreu modificações ao longo do processo recebimento, armazenamento e manuseio na central;
  • Confidencialidade – é o atributo dos dados, informações e imagens que garante que esses serão acessados apenas por pessoas autorizadas. Garantir a confidencialidade da informação é algo essencial para segurança. Informações são ativos e, se vazadas, podem dar uma vantagem competitiva para os concorrentes;
  • Disponibilidade – é a propriedade que garante que a informação sempre estará disponível para uso legítimo pelas pessoas autorizadas. A informação deve sempre estar disponível para pessoas com acesso autorizado.
  • Integridade – é o atributo que garante que os dados, informações e imagens, mesmo com autorização de manipulação, mantenha suas características originais de veracidade e validade.

Central de Monitoramento e a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais

A central de monitoramento no seu processo de gestão e funcionamento deve atentar-se para os requisitos de segurança previstos na LGPD no tocante a dados pessoais coletados, tratados, armazenados e disponibilizados pela central.

LGPD é a sigla utilizada para se referir a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, Lei nº 13.709/2018, é a lei brasileira que regulamenta o tratamento de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, por pessoa natural ou por pessoa jurídica de direito público ou privado.

A LGPDP aplica-se a qualquer operação de tratamento de dados realizada por pessoa natural ou por pessoa jurídica de direito público ou privado.

Definições estabelecidas pela LGPD

  • Dados pessoais são as informações relacionadas a pessoa natural identificada ou identificável;
  • Dados pessoais sensíveis são os dados pessoais sobre origem racial ou étnica, convicção religiosa, opinião política, filiação a sindicato ou a organização de caráter religioso, filosófico ou político, dado referente à saúde ou à vida sexual, dado genético ou biométrico, quando vinculado a uma pessoa natural.;
  • Tratamento de dados pessoais são todas as operações realizadas com dados pessoais, como as que se referem a coleta, produção, recepção, classificação, utilização, acesso, reprodução, transmissão, distribuição, processamento, arquivamento, armazenamento, eliminação, avaliação ou controle da informação, modificação, comunicação, transferência, difusão ou extração.

Se você gostou do artigo e achou útil, por favor, deixe um comentário logo abaixo para compartilhar sua opinião conosco. Ela é extremamente valiosa para mim!

Um forte abraço e votos de sucesso!

José Sergio Marcondes – CES – CPSI – Gestor, Consultor e Diretor do IBRASEP. Sou um profissional com competências sólidas nas áreas de segurança privada e gestão empresarial. Conecte comigo nas redes sociais.

Ajudar a divulgar nosso trabalho é fundamental! Curta e compartilhe nossas publicações com seus amigos nas redes sociais. Essa atitude não apenas incentiva o autor a publicar mais artigos relevantes, mas também possibilita que mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo valioso.

Faça parte da nossa comunidade!

Você busca conhecimentos atualizados e oportunidades para aprimorar suas competências nas áreas de segurança privada e gestão empresarial? Não perca a chance de se manter informado e conectado com as últimas tendências e insights do setor!

Inscreva-se em nossa Newsletter e junte-se ao nosso Grupo no WhatsApp para receber notificações sobre novos artigos, dicas valiosas e recursos adicionais que impulsionarão sua carreira profissional.

Indicação de Artigos Complementares

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Monitoramento de Sistemas Eletrônicos de Segurança: O que é

Sistema de Vigilância e Segurança Eletrônica: Conceitos, Objetivos

Segurança Eletrônica: O que é? Objetivos, Conceitos e Tecnologias

Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD ou LGPDP)

Sistemas Eletrônicos de Segurança: O que é? Quais são os Tipos.

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sérgio (18 de junho de 2021). Central de Monitoramento: O que é, Características, Como funciona. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: – Acessado em (inserir data do acesso).

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial Com mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada, acumulando resultados relevantes nas áreas operacionais, administrativas e comerciais.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.