- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Organização Formal e Informal: Definição e Características

Organização formal e informal são duas maneiras diferentes de organizar as relações e estrutura dentro de uma empresa. A organização formal é caracterizada por uma hierarquia bem definida e regras claras de funcionamento, enquanto a organização informal é formada a partir das interações sociais voluntárias entre os membros da empresa.

É importante compreender as características de cada tipo de organização para entender melhor como sua empresa funciona e como é possível obter os melhores resultados frente aos objetivos estabelecidos.

Neste artigo, vou abordar, as definições, características e diferenças entre as organizações formais e informais, as vantagens e desvantagens de cada uma, bem como seus exemplos. Se você está interessado em aprimorar seu conhecimento sobre as organizações, esse artigo é para você!

Por José Sergio Marcondes – Postado 11/05/2023

O que é Organização Formal?

Organização formal é um termo usado para descrever uma estrutura organizacional que é criada de forma deliberada e proposital, com o objetivo de alcançar metas específicas de forma eficiente e eficaz. É uma estrutura organizada que é estabelecida por meio de regras, regulamentos e procedimentos escritos, e que define claramente as funções e responsabilidades de cada membro da organização.

A organização formal é tipicamente encontrada em empresas e organizações governamentais e é projetada para maximizar a eficiência e a eficácia, bem como para minimizar a ambiguidade e a incerteza nas atividades da organização.

Organizações formais são estruturas planejadas e projetadas para atingir objetivos específicos. Elas são criadas com a finalidade de atender a demandas específicas e garantir que o trabalho seja executado de forma eficiente e eficaz.

As organizações formais são compostas por cargos e funções estabelecidas e formalizadas em um organograma que define claramente as responsabilidades e autoridades de cada membro da equipe. Essas organizações são hierárquicas e seguem uma série de regras e regulamentos que definem como as atividades devem ser realizadas.

Uma das principais vantagens das organizações formais é que elas fornecem uma estrutura clara para o trabalho e garantem que as atividades sejam realizadas de forma eficiente e eficaz. No entanto, elas também podem ser inflexíveis e lentas para se adaptar a mudanças, o que pode ser um desafio em um ambiente empresarial em constante evolução.

Qual o Objetivo da Organização Formal?

O objetivo principal da organização formal é atingir os objetivos da empresa de maneira eficiente e eficaz, seguindo uma estrutura clara e definida de cargos, funções, regras e regulamentos. Ela busca criar uma estrutura hierárquica que permita a coordenação das atividades da organização, estabelecendo uma clara divisão do trabalho, com cada funcionário responsável por tarefas específicas dentro da empresa.

Outro objetivo importante da organização formal é aumentar a eficiência e a produtividade da empresa, buscando otimizar os recursos disponíveis e maximizar a utilização do tempo e do dinheiro.

Ela também busca promover uma comunicação clara e transparente entre os membros da equipe, evitando conflitos e garantindo a cooperação entre os diferentes departamentos e áreas da organização.

Além disso, a organização formal busca estabelecer uma cultura empresarial sólida e consistente, promovendo a identificação dos funcionários com a empresa e fortalecendo a imagem da organização perante seus clientes, parceiros e stakeholders.

Características da Organização Formal

As organizações formais têm algumas características distintas que as diferenciam de outras formas de organização, como as organizações informais. Algumas das características mais comuns da organização formal incluem:

  1. Estrutura hierárquica: a organização formal é geralmente estruturada em uma hierarquia de cargos, com cada nível tendo autoridade e responsabilidades definidas.
  2. Especialização do trabalho: são caracterizadas por uma divisão do trabalho, com cada membro da equipe tendo uma função específica a desempenhar.
  3. Regras e regulamentos: esse tipo de organização estabelece regras e regulamentos claros para governar o comportamento dos funcionários e a operação da empresa.
  4. Comunicação formal: a comunicação entre os membros da equipe nesse modelo de organização geralmente é formal e segue uma cadeia de comando estabelecida.
  5. Objetivos claros: as organizações formais têm objetivos e metas claramente definidos, que são estabelecidos para orientar as atividades da empresa.
  6. Documentação: as atividades da organização formal são documentadas por meio de registros formais, como relatórios, planos e políticas.
  7. Tomada de decisão formal: as decisões importantes na organização formal são tomadas de acordo com um processo formal de tomada de decisão, que pode envolver uma hierarquia de aprovações e revisões.

Essas são algumas das características que ajudam a definir a estrutura e a operação da organização formal, permitindo que ela alcance seus objetivos de maneira eficiente e eficaz.

Como surge uma organização formal?

A organização formal surge como resultado da necessidade de coordenar as atividades de uma empresa para atingir seus objetivos de maneira eficiente e eficaz. Ela se desenvolveu em resposta à complexidade crescente das empresas modernas e ao aumento do número de pessoas envolvidas em uma organização.

No início do século XX, com o surgimento das grandes corporações e o aumento da complexidade das operações empresariais, surgiu a necessidade de estabelecer uma estrutura formal para coordenar as atividades das empresas.

A teoria da administração científica, desenvolvida por Frederick Taylor e outros, enfatizava a necessidade de estabelecer uma estrutura hierárquica clara, com cargos e funções bem definidos, a fim de aumentar a eficiência e a produtividade da empresa.

Com o tempo, a organização formal evoluiu e se tornou uma parte essencial da operação de qualquer empresa moderna.

Hoje, as empresas utilizam a organização formal para criar uma estrutura clara e bem definida de cargos, funções e responsabilidades, bem como para estabelecer regras e regulamentos que orientam o comportamento dos funcionários e a operação da empresa.

Estrutura da Organizacional Formal e seus Elementos

A estrutura organizacional formal é uma forma de organizar uma empresa ou organização de maneira deliberada e proposital, visando alcançar metas específicas de forma eficiente e eficaz. A estrutura é construída de forma hierárquica, estabelecendo uma cadeia de comando e definindo claramente as funções e responsabilidades de cada membro da organização.

A estrutura organizacional formal pode ser representada por meio de um organograma, que ilustra a hierarquia e as relações entre as diferentes unidades e membros da organização. Ela pode ser eficaz na promoção da eficiência, coordenação e comunicação. No entanto, também pode limitar a flexibilidade e a inovação.

Elementos da estrutura organizacional formal:

  • Hierarquia: a hierarquia estabelece a ordem de autoridade e responsabilidade na organização, criando níveis de gerenciamento que orientam a tomada de decisões e delegação de tarefas.
  • Divisão de trabalho: a divisão de trabalho envolve a alocação de tarefas e responsabilidades específicas para cada membro da organização, permitindo a especialização e o aumento da eficiência.
  • Departamentalização: a departamentalização agrupa as funções e atividades semelhantes em departamentos, permitindo a coordenação e comunicação mais eficazes dentro da organização.
  • Coordenação: a coordenação envolve a integração das atividades de diferentes departamentos e áreas da organização para alcançar objetivos comuns.
  • Controle: o controle envolve o monitoramento das atividades da organização para garantir que estejam em conformidade com as políticas, objetivos e padrões estabelecidos.
  • Padronização: a padronização envolve a criação e manutenção de normas, políticas e procedimentos para garantir a consistência e uniformidade nas atividades da organização.
  • Centralização ou descentralização: a centralização e a descentralização referem-se ao grau em que a tomada de decisão é centralizada em um ou alguns indivíduos ou distribuída em toda a organização.

Quais são os Tipos de Organização Formais?

Existem vários tipos de organizações formais, cada um com suas próprias características e aplicabilidades. Alguns dos tipos de organização formal mais comuns incluem:

  1. Organização linear: nesse tipo de organização, a autoridade e a responsabilidade fluem de cima para baixo, seguindo uma linha hierárquica clara. Cada funcionário tem um único superior, e a comunicação segue essa linha direta.
  2. Organização funcional: nesse tipo de organização, a empresa é dividida em departamentos com base nas funções, como finanças, marketing e produção. Cada departamento é liderado por um gerente especializado e tem sua própria estrutura hierárquica interna.
  3. Organização em linha e assessoria: nesse tipo de organização, a linha de autoridade é clara, mas a empresa também tem departamentos de assessoria que fornecem conselhos especializados para a gerência, como assessoria jurídica ou de recursos humanos.
  4. Organização matricial: nesse tipo de organização, os funcionários são alocados a projetos ou equipes especiais que são formados temporariamente para atender a objetivos específicos. Os funcionários têm dois supervisores – um responsável pelo projeto e outro pela função em que o funcionário está especializado.
  5. Organização em equipe: nesse tipo de organização, os funcionários trabalham juntos em equipes autônomas para completar tarefas e atingir objetivos específicos. Cada equipe tem um líder, e a comunicação flui horizontalmente entre os membros da equipe.

Cada tipo de organização formal tem suas próprias vantagens e desvantagens, e a escolha do tipo de organização depende dos objetivos, recursos e cultura da empresa. É importante que a organização formal escolhida seja capaz de ajudar a empresa a atingir seus objetivos de maneira eficiente e eficaz.

Vantagens da Organizacional Formal

Existem várias vantagens na implementação de uma organização formal em uma empresa, algumas delas são:

  1. Clareza de papéis e responsabilidades: define claramente os papéis e responsabilidades de cada funcionário, permitindo que todos saibam o que se espera deles e o que é esperado de seus colegas. Isso ajuda a evitar conflitos e a garantir que as tarefas sejam executadas de maneira eficiente.
  2. Comunicação clara: a comunicação flui de acordo com uma hierarquia clara. Isso ajuda a garantir que as informações sejam transmitidas de maneira clara e consistente, evitando atrasos e mal-entendidos.
  3. Eficiência: uma estrutura formal ajuda a garantir que os processos e procedimentos sejam padronizados, o que pode aumentar a eficiência e reduzir o tempo necessário para completar tarefas.
  4. Controle e supervisão: a organização formal permite que a gerência supervisione de perto as operações da empresa, o que pode ajudar a garantir que os padrões de qualidade sejam atendidos e que as operações sejam executadas de acordo com os objetivos da empresa.
  5. Especialização: a divisão do trabalho permite que cada funcionário se especialize em uma determinada área, aumentando a eficiência e a qualidade do trabalho.

Desvantagens da Organizacional Formal

Embora uma organização formal tenha muitas vantagens, também pode apresentar algumas desvantagens, como:

  1. Burocracia: a estrutura formal pode se tornar excessivamente burocrática, com muitas regras e regulamentos que podem dificultar a tomada de decisões e a implementação de mudanças.
  2. Rigidez: a estrutura formal pode ser rígida e inflexível, o que pode dificultar a adaptação a mudanças no ambiente de negócios ou a novas oportunidades.
  3. Comunicação limitada: a comunicação em uma organização formal geralmente flui apenas verticalmente, de cima para baixo, o que pode limitar a troca de informações entre departamentos e impedir a inovação.
  4. Conflitos de poder: a hierarquia clara de uma organização formal pode levar a conflitos de poder e rivalidades entre gerentes e departamentos.
  5. Falta de criatividade: a ênfase na padronização e na eficiência pode levar a uma cultura empresarial que não valoriza a criatividade e a inovação.
  6. Baixa motivação: uma estrutura formal pode ser desmotivadora para os funcionários, que podem se sentir presos em suas funções e ter pouco espaço para contribuir com ideias e inovações.
Organização Formal e Informal

O que é Organização Informal?

Organização Informal é uma forma de estrutura organizacional que surge de forma espontânea dentro de uma organização formal, sem ser planejada ou deliberada. É composta por relacionamentos, normas e padrões de comportamento que se desenvolvem naturalmente entre os membros da organização, com base em suas preferências, interesses, amizades e outros fatores sociais.

A organização informal não é oficialmente reconhecida pela empresa, e não está escrita em nenhum documento oficial. Ela é composta por grupos informais de membros da empresa que se reúnem de forma informal e espontânea, e que desenvolvem suas próprias normas, valores e padrões de comportamento.

Em que se baseia a Organização Informal?

As relações informais podem ser baseadas em amizade, afinidade, interesses comuns, entre outros fatores, e podem ter uma grande influência no ambiente de trabalho e na cultura organizacional. Elas podem ser fontes de suporte, orientação e ajuda mútua, mas também podem gerar conflitos, fofocas e desconfiança.

A organização informal pode ser vista como uma forma de complementar a organização formal, já que permite a formação de grupos de trabalho que se baseiam em afinidades e interesses comuns, o que pode gerar maior engajamento e motivação dos membros da organização.

Por outro lado, também pode representar um desafio para a administração empresarial, que deve estar atenta aos impactos positivos e negativos dessas relações informais sobre o desempenho e a cultura organizacional.

Qual o Propósito e Objetivo da Organização Informal?

O propósito da organização informal é proporcionar aos membros de uma organização formal um espaço onde eles possam interagir de forma mais descontraída, desenvolver amizades e criar redes de apoio, além de compartilhar informações e conhecimentos que possam ajudá-los em seus interesses.

O objetivo principal da organização informal é fornecer aos seus membros uma rede de contato pessoal, que possa atender aos seus interesses pessoais. Essa rede pode ajudá-los a superar desafios e obstáculos, fornecer suporte emocional e motivacional, e permitir que compartilhem informações e conhecimentos pessoais.

A organização informal pode ser vantajosa para empresa, promovendo sua cultura e valores, já que as normas e padrões de comportamento que se desenvolvem naturalmente entre os membros podem refletir os valores e a visão da empresa.

Por outro lado, é importante destacar que a organização informal também pode apresentar desvantagens, como a formação de grupos exclusivos (panelinhas), a disseminação de boatos e fofocas, e a possibilidade de que padrões informais entrem em conflito com as políticas e normas formais da organização.

Quais são as Características da organização Informal?

A organização informal é caracterizada por sua natureza espontânea e não planejada, surgindo a partir das interações sociais entre os membros da organização. Algumas das principais características da organização informal incluem:

  1. Não é oficialmente reconhecida: a organização informal não possui uma estrutura formal, não é reconhecida oficialmente pela organização formal e não tem uma hierarquia definida.
  2. Relacionamentos pessoais: as relações sociais entre os membros da organização informal são baseadas em interesses pessoais e não necessariamente no trabalho ou nas atividades da organização.
  3. Padrões de comportamento informais: os membros da organização informal desenvolvem padrões de comportamento informais, como regras, normas e padrões de interação, que podem ser diferentes dos padrões formais da organização.
  4. Comunicação informal: A comunicação na organização informal é geralmente informal, ocorrendo boca a boca, através de redes sociais e outros canais informais.
  5. Formação natural: a organização informal surge naturalmente a partir das interações sociais entre os membros da organização e não é planejada.
  6. Foco no bem-estar emocional: A organização informal pode ter como objetivo principal o bem-estar emocional dos membros da organização, incluindo o desenvolvimento de relacionamentos e redes de apoio.
  7. Complemento da estrutura formal: a organização informal pode complementar a estrutura formal da organização, fornecendo um espaço onde os membros podem discutir questões e desafios que não são abordados na estrutura formal.

Essas características podem variar de acordo com a organização e o contexto em que a organização informal se desenvolve.

Como Surge a Organização Informal?

A organização informal surge naturalmente a partir das interações sociais entre os membros de uma organização formal. Ela pode ser vista como um sistema de relacionamentos sociais que ocorre dentro da organização formal, muitas vezes fora da estrutura formal. Essas interações sociais são baseadas em interesses pessoais, valores e atitudes compartilhados pelos membros.

A organização informal pode ser formada em qualquer nível hierárquico da organização e pode incluir grupos de amigos, grupos de interesse, grupos de apoio e grupos de influência. Esses grupos podem ter um líder informal que pode ou não ser reconhecido formalmente pela organização.

É importante destacar que a organização informal não é criada intencionalmente ou planejada, mas sim surge naturalmente a partir das interações sociais entre os membros da organização.

Ela pode ser vista como uma extensão da cultura organizacional e pode ter uma influência significativa no desempenho e nos resultados da organização.

Tipos e Exemplos de Organização Informal

Existem vários tipos de organizações informais, que podem ser formados a partir das interações sociais entre os membros de uma organização. Alguns exemplos comuns incluem:

  • Grupos de amizade: são grupos formados por membros da organização que compartilham interesses em comum e se reúnem regularmente para socializar e apoiar uns aos outros.
  • Grupos de interesse: são grupos formados por membros da organização que têm interesses em comum em relação a um determinado assunto ou projeto. Esses grupos podem se formar para compartilhar informações, discutir ideias e influenciar decisões dentro da organização.
  • Grupos de apoio: são grupos formados por membros da organização que compartilham experiências e desafios comuns, como grupos de apoio para funcionários que estão passando por problemas pessoais ou de saúde.
  • Grupos de influência: são grupos formados por membros da organização que têm uma posição de influência e podem influenciar as decisões e as políticas da organização de maneira informal.

Esses são apenas alguns exemplos de tipos de organização informal, mas existem muitos outros que podem surgir em uma organização, dependendo das interações sociais e das relações entre os membros.

Quais as Vantagens da Organizacional Informal?

A organização informal pode trazer diversas vantagens para empresas, tais como:

  1. Maior motivação dos empregados: como a organização informal é baseada em relações pessoais e interpessoais, os colaboradores tendem a sentir mais satisfação no ambiente de trabalho, o que pode aumentar a motivação e engajamento.
  2. Maior eficiência: a comunicação mais livre e direta na organização informal pode tornar os processos mais eficientes e ágeis, evitando a burocracia da estrutura formal.
  3. Inovação e criatividade: ambientes informais podem estimular a inovação e a criatividade, permitindo que os colaboradores tenham mais liberdade para propor novas ideias e soluções.
  4. Adaptação às mudanças: como a organização informal é mais flexível, ela pode se adaptar mais facilmente a mudanças no ambiente externo, tornando a empresa mais competitiva.
  5. Fortalecimento das relações interpessoais: a organização informal pode criar um ambiente mais acolhedor e solidário entre os colaboradores, fortalecendo as relações interpessoais e a coesão do grupo.

É importante ressaltar que a organização informal não deve ser vista como uma alternativa à estrutura formal, mas sim como uma complementação que pode trazer benefícios para a empresa quando bem gerenciada.

Quais são as Desvantagens da Organizacional Informal?

Embora a organização informal possa trazer algumas vantagens para a empresa, também existem algumas desvantagens a serem consideradas, tais como:

  1. Falta de controle: como a organização informal não segue uma estrutura formal, ela pode ser mais difícil de controlar e gerenciar, o que pode levar a problemas de comunicação, desorganização e falta de foco nos objetivos da empresa.
  2. Conflitos interpessoais: a organização informal pode gerar conflitos entre os colaboradores, especialmente se houver grupos ou panelinhas que excluam outros membros da equipe.
  3. Falta de padronização: a ausência de regras e procedimentos bem definidos pode levar a inconsistências na qualidade do trabalho e dificultar a avaliação de desempenho dos colaboradores.
  4. Resistência à mudança: como a organização informal é baseada em relações pessoais e interpessoais, os colaboradores podem resistir a mudanças que possam afetar essas relações, o que pode prejudicar a capacidade da empresa de se adaptar a novos desafios e oportunidades.
  5. Dificuldade de replicação: a organização informal pode ser difícil de replicar em outras unidades ou áreas da empresa, já que depende muito das relações pessoais e do contexto específico de cada equipe.

Qual a Diferença entre Organização Formal e Informal

A principal diferença entre organização formal e informal é que a organização formal é estruturada e planejada, com regras e procedimentos claramente definidos, enquanto a organização informal é espontânea e não possui uma estrutura formal claramente definida.

A organização formal é estabelecida com um propósito específico, como produzir bens ou serviços, e possui uma hierarquia de autoridade clara, com papéis e responsabilidades definidos.

As relações entre as pessoas na organização formal são definidas por normas e regras estabelecidas pela administração, que controla a comunicação e a interação entre os membros.

Já a organização informal surge naturalmente, a partir das relações interpessoais e da interação entre os membros de um grupo. Não possui regras formais ou hierarquia claramente definida, sendo baseada em relações de confiança e em interesses comuns.

Na organização informal as pessoas se unem e se organizam com base em seus próprios interesses e necessidades, sem a necessidade de aprovação ou supervisão da administração.

Enquanto a organização formal é mais adequada para tarefas complexas e estruturadas, a organização informal é mais flexível e adaptável a situações em que as soluções não podem ser previstas com antecedência. Ambas as formas de organização têm suas vantagens e desvantagens, e muitas empresas combinam elementos de ambas em suas estruturas para alcançar seus objetivos.

Conclusão

A compreensão das diferenças entre a organização formal e informal é fundamental para o sucesso de qualquer tipo de empreendimento. Enquanto a organização formal é necessária para fornecer uma estrutura clara e definida, a organização informal pode fornecer flexibilidade e adaptabilidade para lidar com situações em constante mudança.

É importante ressaltar que essas duas formas de organização podem coexistir em uma empresa e que ambas têm suas vantagens e desvantagens. Se você se interessa em saber mais sugiro a leitura do meu artigo sobre a Estrutura Organizacional, onde abordo a forma pela qual as atividades desenvolvidas por uma organização são divididas, organizadas e coordenadas.

Você Gostou do Artigo?

Se você gostou do artigo e/ou se ele foi útil para você deixe seu comentário logo abaixo e compartilhe suas opiniões conosco, contribua para enriquecer o conteúdo do artigo. Sua opinião é muito valiosa!

Aqui no Blog escrevo frequentemente artigos relacionados à Segurança privada e Gestão organizacional, visando sempre agregar conhecimento para os leitores, buscando o desenvolvimento profissional de forma que possam obter sucesso nas suas carreiras. Não perca nenhuma atualização importante!

Inscreva-se na nossa newsletter e outros dos nossos meios de aviso e seja um dos primeiros a saber das novidades.

Obrigado por ter dedicado seu tempo para leitura deste artigo! Espero que ele contribua com seu aprimoramento pessoal e profissional.

Forte abraço e sucesso!

José Sérgio Marcondes – CES
Especialista em Segurança Empresarial
Consultor em Segurança Privada
Diretor do IBRASEP

Leia também…

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Conceitos sobre Organização, Tipos de Organizações, Exemplos

O que são, Tipos e Exemplos de Organizações Empresariais

O que são e Exemplos de Organizações Governamentais

O que são, Quais os Tipos e Exemplos de Organizações Privadas

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sérgio (11 de maio de 2023). Organização Formal e Informal: Definição e Características. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: – Acessado em (inserir data do acesso).

Referências Bibliográficas

CHIAVENATO, Idalberto. Administração, teoria, processo e prática. São Paulo: Makron Books, 1994

DRUKER, Peter. A administração na próxima sociedade. São Paulo: Nobel, 2002.

LACOMBE, Francisco José; HEILBORN, Gilberto Luiz José. Administração – Princípios e tendências. São Paulo: Saraiva, 2003.

MORAES, Anna Maris Pereira. Introdução à Administração. São Paulo: Prentice Hall, 2004.

MAXIMIANO, Antonio César Amauri. Teoria Geral da Administração: da Revolução Urbana à Revolução Digital. São Paulo: Atlas, 2007.

KANAANE, Roberto. Comportamento humano nas organizações: o homem rumo
ao século XXI. São Paulo: Atlas, 1994.

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial Com mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada, acumulando resultados relevantes nas áreas operacionais, administrativas e comerciais.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.