- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Escolta Armada: O que é? O que faz? Quem pode fazer, Como funciona?

Conheça a escolta armada. Descubra como ela realiza a proteção de cargas valiosas. Saiba como resguarda bens valiosos e contribui para uma economia resiliente

A Escolta Armada é uma atividade da segurança privada envolve que a proteção e acompanhamento cargas de alto valor, através do uso de Vigilantes treinados e armados. Essa prática visa mitigar riscos potenciais, como roubos, sequestros, ataques ou qualquer tipo de ameaça que possa surgir durante o transporte de cargas sensíveis e valiosas.

Na era moderna, onde a segurança é uma prioridade inegociável, serviços especializados de segurança privada desempenham um papel fundamental na proteção de pessoas, numerários, bens e valores. Entre esses serviços, está a Escolta Armada, empregada como estratégia de segurança para assegurar que os transportes de cargas ocorram sem incidentes.

A crescente necessidade de medidas de segurança mais robustas e eficazes impulsionou a demanda por este tipo de serviço, que desemprenha um papel crucial na segurança privada, oferecendo uma série de benefícios em diversas situações

Neste artigo, abordaremos a atividade de Escolta Armada, explorando suas funções, importância, benefícios e estratégias-chave que a tornam uma ferramenta essencial no panorama da segurança privada. Descubra como essa atividade é importante para o transporte seguro de cargas sensíveis e valiosas.

Por José Sergio Marcondes – Postado 12/12/2015 atualizado 10/08/2023

O que é Escolta Armada?

A Escolta Armada é uma atividade da segurança privada envolve que a proteção e acompanhamento cargas sensíveis e de alto valor, através do uso de Vigilantes treinados e armados. Essa prática visa mitigar riscos potenciais, como roubos, sequestros, ataques ou qualquer tipo de ameaça que possa surgir durante o transporte de cargas valiosas.

A legislação atual conceitua Escolta Armada como: “atividade que visa garantir o transporte de qualquer tipo de carga ou de valor, incluindo o retorno da equipe com o respectivo armamento e demais equipamentos, com os pernoites estritamente necessários”.

Imagine a Escolta Armada como um escudo de proteção móvel, onde profissionais especializados atuam para garantir que cargas sensíveis valiosas alcancem seus destinos de maneira segura e sem incidentes. Ela é uma medida proativa de segurança que proporciona tranquilidade aos proprietários de cargas valiosas.

Por exemplo, empresas que transportam cargas sensíveis, como produtos farmacêuticos ou tecnológicos, podem utilizar escoltas armadas para garantir que essas cargas cheguem ao seu destino sem problemas. Isso inclui a seleção de rotas seguras, a detecção de possíveis ameaças e a resposta a qualquer incidente.

Para que serve a Escolta Armada?

A Escolta Armada desempenha um papel crucial na proteção bens sensíveis e cargas valiosos, oferecendo um ambiente seguro durante os seus transportes. Seu principal objetivo é mitigar riscos e garantir que situações potencialmente perigosas sejam controladas de maneira eficaz.

Ela atua como uma camada adicional de proteção que visa prevenir riscos, responder a ameaças e garantir a segurança de bens valiosos em trânsito em diversas situações, fazendo uso de profissionais treinados e estratégias de segurança. Como produtos farmacêuticos, eletrônicos e mercadorias de alto valor.

Quais são os principais objetivos da Escolta Armada?

Os principais objetivos da Escolta Armada são garantir a segurança de bens valiosos, prevenir ameaças potenciais e responder de maneira eficaz a situações de risco. Trata-se de um serviço altamente especializado e estratégico que desempenha um papel fundamental na segurança privada.

A seguir alguns dos principais objetivos desse serviço especializado:

  • Prevenção de furtos e roubos: Que possam ocorrer durante o transporte de cargas sensíveis ou valiosas.
  • Resposta a situações de emergência: Em caso de situações de emergência, como tentativas de roubo, sequestro ou ataques, a escolta está preparada para responder de maneira rápida e eficaz, neutralizando a ameaça e protegendo seus clientes.
  • Minimização de Riscos: Garantindo que seus clientes possam realizar suas atividades com confiança e segurança.

O que diz a legislação sobre Escolta Armada?

A legislação brasileira que regulamenta a Atividade de Escolta Armada é a Lei nº 7.102, de 20 de junho de 1983, a Portaria nº 18.045, de 17 de abril de 2023, e outras portarias da Polícia Federal. Essas normas estabelecem as diretrizes e requisitos para a atividade de transporte de numerários, bens e valores, garantindo que ela seja realizada de forma segura e legal.

De acordo com a legislação, a Escolta Armada é uma das atividades de segurança privada e requer autorização prévia da Polícia Federal para ser exercida. As empresas interessadas nesse tipo de serviço devem obter essa autorização para operar legalmente.

Alguns pontos importantes da legislação sobre Escolta Armada são:

  1. Autorização e Requisitos: Para exercer a atividade de Escolta Armada a empresa deve solicitar autorização prévia da Polícia Federal, por meio do coordenador-geral de Controle de Serviços e Produtos. As empresas devem cumprir requisitos específicos para obter essa autorização.
  2. Vigilantes Especializados: A Escolta armada só pode ser realizado por profissionais habilitados e autorizados pela Polícia Federal, sendo os vigilantes os profissionais autorizados a exercer essa atividade.

Essa legislação tem o objetivo de garantir a segurança das operações e proteger tanto os profissionais envolvidos quanto os bens e valores transportados. Está é uma atividade sensível que requer rigoroso controle e cumprimento das normas para assegurar sua eficiência e segurança.

Quem pode fazer a Escolta Armada?

Segundo a legislação atual, as empresas especializadas em segurança privada podem oferecer serviços de escolta armada como parte de suas ofertas de proteção, quando autorizadas pela Polícia Federal. Além disso, a atividade deve ser executada por Vigilantes Especializados em Escolta Armada, que devem ser devidamente habilitados em cursos de extensão.

Esses cursos devem ser ministrados por instituições devidamente credenciadas na Polícia Federal e são fundamentais para fornecer aos profissionais as habilidades necessárias para lidar com situações de risco.

Como funciona a Escolta Armada?

A escolta armada é um serviço de segurança privada que envolve a proteção e o acompanhamento seguro de cargas sensíveis e de alto valor durante os transportes. Seu funcionamento segue um conjunto de procedimentos e etapas bem planejadas para garantir a segurança dos envolvidos. A seguir uma visão geral do seu funcionamento:

  • Planejamento Prévio: Antes do transporte, é realizado um planejamento detalhado. Isso inclui a avaliação de riscos, a seleção de rotas seguras, a identificação de possíveis ameaças e a definição de estratégias de resposta.
  • Equipe de Escolta: Uma equipe de vigilantes é designada para a missão Essa equipe é composta por vigilantes treinados, que possuem conhecimento em segurança, táticas defensivas e manuseio de armas de fogo.
  • Acompanhamento Seguro: Durante o transporte, os vigilantes acompanham a carga. Eles mantêm uma postura atenta, monitoram o ambiente ao redor e respondem prontamente a qualquer situação de risco.
  • Detecção de Ameaças: Os vigilantes permanecem constantemente atentos a possíveis ameaças, como abordagens suspeitas de outros veículos ou comportamentos fora do comum. Eles utilizam técnicas de observação e comunicação para identificar riscos potenciais.
  • Resposta a Emergências: Caso ocorra uma situação de emergência, como um ataque ou tentativa de roubo, os vigilantes são treinados para reagir rapidamente. Eles podem usar táticas defensivas, manobras evasivas e, se necessário, o uso controlado de armas de fogo para neutralizar a ameaça.
  • Comunicação Constante: Os vigilantes mantém comunicação constante entre os membros da equipe e com outros serviços de segurança, se necessário. Isso ajuda a coordenar as ações em tempo real e a tomar decisões informadas.

Em resumo, a Escolta Armada funciona como um serviço de segurança altamente especializado, que combina planejamento estratégico, vigilância constante, respostas rápidas a emergências e habilidades de comunicação para garantir a segurança de pessoas, bens e ativos valiosos durante os transportes.

Quais são os principais Riscos da Escolta Armada?

A escolta armada, embora seja uma medida de segurança eficaz, não está isenta de riscos. Alguns dos principais riscos associados à escolta armada incluem:

  1. Furto de Itens da Carga: Em alguns casos, criminosos podem aproveitar distrações ou brechas para furtar itens valiosos da carga, apesar da presença da escolta armada.
  2. Roubo da Carga: Embora a escolta armada esteja presente, existe o risco de que criminosos bem organizados possam realizar um roubo da carga, representando uma ameaça significativa.
  3. Roubo de Armas: Existe o risco de que as armas dos agentes de escolta sejam alvo de roubo, podendo ser utilizadas posteriormente para atividades criminosas.
  4. Confrontos Armados: Em situações de ameaça ou ataque, os profissionais de escolta armada podem se deparar com confrontos armados, aumentando o risco de ferimentos ou fatalidades.
  5. Estratégias Ineficazes: Se as estratégias de escolta não forem bem planejadas ou executadas, pode haver brechas na segurança, expondo os bens ou indivíduos protegidos a riscos desnecessários.
  6. Reação Excessiva: Em situações de alta tensão, há o risco de uma reação excessiva por parte dos agentes de escolta, o que pode resultar em incidentes indesejados.
  7. Acidentes de Trânsito: Durante os deslocamentos, acidentes de trânsito podem ocorrer, colocando em risco a segurança dos profissionais de escolta e das mercadorias transportadas.

É importante destacar que, embora a escolta armada envolva riscos, esses podem ser minimizados por meio de treinamento adequado, protocolos de segurança rigorosos e planejamento estratégico sólido. As empresas de escolta armada devem estar atentas a esses riscos e tomar medidas para mitigá-los da melhor maneira possível.

Quais são os tipos de cargas mais visadas pelos criminosos?

As cargas mais visadas pelos criminosos são aquelas que são valiosas e fáceis de revender. Essas cargas incluem:

  • Eletrônicos, como telefones celulares, laptops e TVs
  • Cosméticos
  • Medicamentos
  • Cigarros
  • Bebidas alcoólicas
  • Artigos de luxo, como joias e roupas
  • Combustíveis
  • Alimentos
  • Produtos químicos
  • Armas

Qual importância da Escolta Armada?

A escolta armada desempenha um papel crucial na sustentação de diversas indústrias e no funcionamento fluido de setores críticos. Através da garantia de segurança para o transporte de bens valiosos, essa prática se estabelece como um pilar da estabilidade econômica, possibilitando um ambiente propício para o desenvolvimento de negócios e investimentos.

Ela assegura que bens de alto valor, como cargas valiosas e produtos sensíveis, cheguem a seus destinos sem incidentes. Ao fazê-lo, ela previne perdas financeiras significativas para empresas de transporte e varejo, evitando prejuízos que poderiam ter efeitos cascata na economia.

Além disso, a presença da Escolta Armada em situações de risco, como o transporte de insumos médicos e farmacêuticos, garante a continuidade do setor de saúde, minimizando a possibilidade de interrupções que poderiam afetar a saúde pública.

A Escolta Armada emerge como uma peça-chave no cenário econômico do País. Sua atuação eficaz em manter a segurança, promover a confiança e preservar a continuidade das atividades comerciais contribui para uma economia mais robusta e resistente.

Benefícios da Escolta Armada?

A Escolta Armada desempenha um papel crucial na segurança privada, oferecendo uma série de benefícios em diversas situações. A seguir alguns dos principais pontos que destacam sua importância:

  1. Proteção Avançada: Proporciona uma camada adicional de proteção para cargas valiosas e ativos sensíveis. Isso é especialmente importante em situações em que os riscos de roubos, sequestros ou ataques são elevados.
  2. Prevenção de Riscos: Ao identificar e neutralizar ameaças potenciais, ela ajuda a prevenir riscos antes que eles se materializem. Isso é essencial para manter a segurança dos envolvidos e evitar situações perigosas.
  3. Confiança e Tranquilidade: Indivíduos que utilizam estes serviços de segurança podem desfrutar de maior confiança e tranquilidade ao saberem que estão sendo protegidos por profissionais altamente treinados, capazes de responder a qualquer ameaça.
  4. Proteção de Ativos: Empresas que transportam cargas valiosas ou sensíveis podem garantir que esses ativos cheguem ao destino sem incidentes, minimizando perdas financeiras e impactos operacionais.
  5. Resposta Eficiente a Emergências: Em situações de emergência, como tentativas de roubo ou ataques, os vigilantes são treinados para reagir rapidamente e tomar medidas para proteger seus clientes.
  6. Personalização de Serviços: Os serviços de Escolta Armada são adaptados às necessidades específicas de cada cliente, permitindo um nível de personalização que atenda às demandas individuais.

Em resumo, a escolta armada desempenha um papel vital na proteção de pessoas e ativos valiosos, prevenindo riscos, respondendo a situações de emergência e proporcionando confiança aos seus clientes.

Escolta armada

Principais Estratégia da Escolta Armada

As estratégias da escolta armada são cuidadosamente planejadas e executadas para garantir a segurança eficaz de pessoas e os bens transportados. Essas estratégias são desenvolvidas com base na avaliação de riscos, nas características da situação e nas necessidades específicas do cliente.

A seguir algumas das principais estratégias empregadas pela escolta armada:

  1. Inteligência de Segurança: Coleta de informações sobre ameaças atuais, locais de risco e padrões de atividade criminosa para planejar as estratégias.
  2. Planejamento Antecipado: Antes de qualquer deslocamento, é realizado um planejamento detalhado considerando as possíveis ameaças e riscos envolvidos.
  3. Escolha de Rotas Seguras: No processo de planejamento busca-se selecionar rotas que oferecem maior segurança, evitando áreas conhecidas por serem perigosas ou suscetíveis a atividades criminosas.
  4. Variação de Rotas: Para evitar padrões previsíveis pode ser adota a variação de rotas e horários, dificultando o planejamento de possíveis ataques.
  5. Postura Vigilante: Durante o deslocamento, os profissionais de escolta armada mantêm uma postura vigilante, monitorando constantemente o ambiente ao redor em busca de comportamentos suspeitos ou ameaças em potencial.
  6. Observação e Reconhecimento: Os agentes de escolta armada utilizam técnicas de observação para detectar ameaças potenciais, como veículos suspeitos ou atividades incomuns.
  7. Comunicação Eficiente: A comunicação entre os membros da equipe de escolta armada é essencial. O uso de sistemas de comunicação eficientes permite uma coordenação contínua e a troca de informações em tempo real.
  8. Procedimentos de Emergência: A equipe de escolta armada está preparada para responder a situações de emergência, como tentativas de roubo ou ataques. Isso envolve ações coordenadas e táticas defensivas.

Conclusão

Neste artigo, abordamos as definições e principais conceitos da Escolta Armada, conhecemos seus principais objetivos, os requisitos legais, como funciona, o que faz e as principais estratégias utilizadas para executar sua missão.

Discutimos a importância da escolta armada em assegurar que bens de alto valor, como cargas valiosas e produtos sensíveis, cheguem a seus destinos sem incidentes. Ao fazer isso, ela previne perdas financeiras significativas para empresas de transporte e varejo, evitando prejuízos que poderiam ter efeitos em cascata na economia.

Para continuar sua jornada de conhecimento, sugerimos a leitura do nosso artigo sobre as “Empresas de Escolta Armada“, no qual exploramos os bastidores dessa indústria essencial que presta serviços de escolta. Essas empresas visam à preservação da continuidade das atividades comerciais, contribuindo para uma economia mais robusta e resistente.

Se você gostou do artigo e achou útil, por favor, deixe um comentário logo abaixo para compartilhar sua opinião conosco. Ela é extremamente valiosa para mim!

Um forte abraço e votos de sucesso!

José Sergio Marcondes – CES – CPSI – Gestor, Consultor e Diretor do IBRASEP. Sou um profissional com competências sólidas nas áreas de segurança privada e gestão empresarial. Conecte comigo nas redes sociais.

Ajudar a divulgar nosso trabalho é fundamental! Curta e compartilhe nossas publicações com seus amigos nas redes sociais. Essa atitude não apenas incentiva o autor a publicar mais artigos relevantes, mas também possibilita que mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo valioso.

Faça parte da nossa comunidade!

Você busca conhecimentos atualizados e oportunidades para aprimorar suas competências nas áreas de segurança privada e gestão empresarial? Não perca a chance de se manter informado e conectado com as últimas tendências e insights do setor!

Inscreva-se em nossa Newsletter e junte-se ao nosso Grupo no WhatsApp para receber notificações sobre novos artigos, dicas valiosas e recursos adicionais que impulsionarão sua carreira profissional.

Leia também…

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Vigilante de Escolta Armada: O que é? O que faz? O que precisa para ser um vigilante de escolta?

Escolta Armada para Transporte de Explosivos, Artigos Pirotécnicos

Empresa de Escolta Armada: O que é? O que Faz? Como abrir?

Atividades de Segurança Privada: Conheça quais são e como contribuem para proteção da sociedade

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sergio (12 de dezembro de 2015). Escolta Armada: : O que é? O que faz? Como Funciona? Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: https://gestaodesegurancaprivada.com.br/atividade-de-escolta-armada-na-seguranca-privada//– Acessado em (inserir data do acesso).

Referências Bibliográficas

LEI Nº 7.102, DE 20 DE JUNHO DE 1983. Dispõe sobre segurança para estabelecimentos financeiros, estabelece normas para constituição e funcionamento das empresas particulares que exploram serviços de vigilância e de transporte de valores, e dá outras providências.

PORTARIA Nº 18.045, DE 17 DE ABRIL DE 2023, que disciplina as atividades de segurança privada e regula a fiscalização dos Planos de Segurança dos estabelecimentos financeiros:

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial Com mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada, acumulando resultados relevantes nas áreas operacionais, administrativas e comerciais.

8 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. A Escolta armada pode cruzar divisa de estados?
    A Escolta Armada pode acompanhar uma carga de equipamentos que serão utilizados em determinada atividades em outro Estado da Federação, acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos e retornar Escoltando cerca de 30 dias após a ida?

  2. Olá Darci!

    Você deve buscar junto a Policia Federal a autorização para exercer as atividades de escolta e cumprir os requisitos da Portaria Nº 18.045:
    Dos Requisitos de Autorização
    Art. 58. O exercício da atividade de escolta armada dependerá de autorização prévia da Polícia Federal, mediante o preenchimento dos seguintes requisitos:
    I – possuir autorização há pelo menos um ano na atividade de vigilância patrimonial ou transporte de valores;
    II – contratar, e manter sob contrato, o mínimo de oito vigilantes com extensão em escolta armada e experiência mínima de um ano nas atividades de vigilância ou transporte de valores; e
    III – comprovar a posse ou propriedade de, no mínimo, dois veículos, que deverão possuir as seguintes características:
    a) estar em perfeitas condições de uso;
    b) possuir quatro portas;
    c) possuir sistema que permita a comunicação ininterrupta com a sede da empresa em cada unidade da Federação em que estiver autorizada; e
    d) serem identificados e padronizados, com inscrições externas legíveis que contenham o nome, o logotipo e a atividade executada pela empresa.
    Subseção II
    Do Processo de Autorização
    Art. 59. O requerimento de autorização de funcionamento na atividade de escolta armada será dirigido ao coordenador-geral de Controle de Serviços e Produtos, com os seguintes documentos anexos:
    você pode obter mais informações no link a seguir

    Portaria Nº 18.045

  3. Olá! tenho uma empresa na Atividade de Segurança e Vigilância Privada
    Quero fazer escolta armada. Qual caminho devo seguir para essa atividade?

  4. Olá Denilson!

    A Portaria 3233 da Polícia Federal estabelece como requisito para fazer os cursos de extensões apenas o curdo de formação de vigilante.

    “§ 2º O curso de formação de vigilante será pré-requisito para os cursos de extensão e cada curso será pré-requisito para a reciclagem correspondente.”

    Forte abraço e sucesso.

  5. Achei muito bom o Material, tenho uma duvida? em 2009 para se fazer Escolta Armada era necessário apenas o curo de Transporte de Valores, Hoje se Faz necessário fazer o Curso de Escolta Armada, existe alguma portaria que obrigue o profissional de Segurança Privada realizar o Curso de Escolta Armada

  6. Olá Moacir!

    a) Sim a P.M. pode parar a escolta para averiguações, e poderá dar voz de prisão se, encontrar algo que legalmente justifique essa atitude.

    b) O porte de arma do vigilante é para uso em serviço (atividades ligada a escolta), se considerarmos que a ida do vigilante a farmácia foi para atender a uma necessidade pessoal do mesmo, ele não deve ir amarda, pode ser enquadrado por porte de arma de fogo sem autorização legal (por estar fora da atividade habitual do serviço de escolta). E se por ventura, estive armado na farmácia, e houve uma tentativa que assalto no local que o obrigasse a fazer uso da arma de fogo, ele teria serias complicações legais após a ocorrência.

    Nos casos C e D, essas situações devem estar prevista no planejamento da escolta, assim como as orientações de como proceder, que são de inteira responsabilidades da empresa de segurança.

    Forte abraço e sucesso!

  7. Boa tarde surgiu algumas duvidas sobre a escolta armada.
    (A)- policia militar pode para em blitz e da voz de prisão?
    (b)- Se o vigilante na escolta armada precisar para a VTR- e ir em uma farmacia ele pode ir armado?
    (C)- caso se o carro da escolta quebrar o veiculo que esta transportando a carga deve parar ou seguir?
    (d)- Em caso de crime de transito com vitima quais as atitudes a serem tomadas?

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.