- 5790FBE8A27AC0FA6FCB89065534CF70

Segurança Pessoal: Saiba Como Ser o Protagonista de sua Própria Proteção Pessoal

Descubra o significado da segurança pessoal e compreenda os riscos e danos associados, bem como as principais medidas de segurança para aprimorar sua proteção.

Segurança Pessoal é um conjunto de princípios, diretrizes e práticas preventivas adotadas com o objetivo de preservar e garantir a integridade física, mental, moral e patrimonial de uma pessoa. É uma abordagem que visa proteger a individualidade de cada pessoa, evitando que ele seja alvo de ameaças, crimes ou acidentes.

É um tema que jamais perde sua relevância e importância em nossas vidas. Em um mundo em constante transformação, onde os desafios da sociedade moderna se fazem presentes, as medidas de proteção individual tornam-se essenciais para preservar o que temos de mais valioso: nossa integridade física, mental, moral e patrimonial.

Neste artigo, abordaremos o universo da segurança pessoal, abordando conceitos, práticas e estratégias que nos ajudarão a prevenir e enfrentar os riscos inerentes ao nosso cotidiano. Seja no ambiente doméstico, no trabalho, em viagens ou em qualquer outra situação, entenderemos como cada um de nós pode se tornar um protagonista ativo em sua própria segurança.

Conheceremos os riscos a que estamos expostos e os possíveis danos e perdas que podemos enfrentar. Além disso, abordaremos a importância de desenvolver atitudes preventivas e comportamentos proativos, que nos tornam menos vulneráveis e mais resilientes em face das ameaças que se apresentam. Convido você a embarcar nesta jornada em busca de uma vida mais segura e tranquila.

Por José Sergio Marcondes – Postado 08/09/2016 atualizado 05/08/2023

O que significa Segurança Pessoal?

Segurança Pessoal é um conjunto de princípios, diretrizes e práticas preventivas adotadas com o objetivo de preservar e garantir a integridade física, mental, moral e patrimonial de uma pessoa. É uma abordagem que visa proteger a individualidade de cada pessoa, evitando que ele seja alvo de ameaças, crimes ou acidentes.

Em termos mais simples, a segurança pessoal engloba todas as medidas e ações tomadas para proteger a própria pessoa ou outras pessoas, evitando que criminosos tenham a oportunidade de cometer atos delituosos. É importante destacar que a Segurança Pessoal não se limita apenas a evitar crimes, mas também inclui a prevenção de acidentes e a promoção de um ambiente seguro e tranquilo para o indivíduo.

Essa segurança pode ser conquistada através de atitudes individuais, em que cada pessoa assume a responsabilidade de desenvolver comportamentos preventivos para evitar, dissuadir e deter a intenção criminosa. Além disso, a Segurança Pessoal pode se valer de serviços profissionais, como os prestados por empresas de segurança privada ou agentes de segurança pública, dependendo da necessidade e perfil de proteção de cada indivíduo.

Porque devo me preocupar com minha Segurança Pessoal?

Preocupar-se com sua segurança pessoal é fundamental porque é uma maneira eficaz de proteger a si mesmo e às pessoas ao seu redor de possíveis danos e perigos. Existem várias razões pelas quais você deve priorizar sua segurança pessoal:

  1. Preservação da integridade física: Prevenir riscos e adotar medidas de segurança pessoal reduz a probabilidade de sofrer lesões físicas, evitando acidentes ou agressões.
  2. Proteção contra crimes: Ao adotar comportamentos preventivos e medidas de segurança, você diminui a possibilidade de se tornar vítima de crimes como roubo, assalto, sequestro, entre outros.
  3. Bem-estar mental: Sentir-se seguro em seu ambiente diário contribui para a sua paz de espírito e bem-estar emocional, reduzindo o estresse e a ansiedade.
  4. Proteção do patrimônio: A segurança pessoal também envolve a proteção de seus bens e valores materiais, evitando furtos e roubos.
  5. Responsabilidade pessoal: Cuidar da própria segurança é uma forma de assumir responsabilidade por sua vida e bem-estar, demonstrando preocupação consigo mesmo e com aqueles que dependem de você.
  6. Prevenção de problemas futuros: Ao adotar medidas preventivas, você pode evitar situações que poderiam levar a problemas maiores ou mais graves no futuro.
  7. Sensação de controle: Ao se preocupar com sua segurança pessoal, você pode tomar medidas concretas para se proteger, o que pode aumentar sua sensação de controle sobre sua vida.
  8. Exemplo para outros: Ao priorizar sua segurança, você pode inspirar e influenciar positivamente aqueles ao seu redor a também adotarem comportamentos preventivos.
  9. Evitar ser um alvo fácil: Ao demonstrar consciência e atitudes preventivas, você reduz a probabilidade de se tornar um alvo fácil para criminosos, dissuadindo possíveis ataques.
  10. Proteção em situações imprevisíveis: A vida é cheia de imprevistos, e estar preparado e preocupado com a segurança pessoal pode ajudá-lo a lidar melhor com essas situações.

Quem é o responsável pela segurança pessoal de um indivíduo?

A responsabilidade pela segurança pessoal de um indivíduo recai principalmente sobre ele próprio. Cada pessoa é o primeiro e principal responsável por adotar comportamentos preventivos e tomar medidas para proteger a sua integridade física, mental, moral e patrimonial. A segurança pessoal é uma questão de autocuidado e consciência sobre os riscos do ambiente em que se vive.

No entanto, em determinadas circunstâncias, outras entidades ou indivíduos podem ser corresponsáveis pela segurança pessoal:

  1. Estado e Forças de Segurança Públicas: É dever do Estado prover a segurança da sociedade como um todo. As forças de segurança pública, como a polícia, têm a responsabilidade de agir para prevenir e combater crimes, bem como garantir a ordem e a tranquilidade pública.
  2. Família e Amigos: Em ambientes mais próximos, a família e amigos podem compartilhar a responsabilidade de zelar pela segurança uns dos outros, principalmente em situações cotidianas.
  3. Empregadores: Em certos contextos, empregadores podem ser responsáveis por proporcionar um ambiente de trabalho seguro para seus funcionários, implementando medidas de segurança no local de trabalho.
  4. Empresas de Segurança Privada: Em alguns casos, indivíduos podem contratar serviços de segurança privada para garantir uma proteção mais especializada, especialmente se forem pessoas públicas, empresários, executivos, detentores de patrimônio relevante, ou celebridades que enfrentam riscos específicos.

No entanto, é importante destacar que, mesmo que existam outras entidades envolvidas na segurança pessoal, o indivíduo não deve delegar completamente essa responsabilidade. É essencial que cada pessoa esteja consciente dos riscos e adote uma postura preventiva, tomando medidas proativas para garantir sua própria segurança e bem-estar.

Quais são os riscos relacionados à Segurança Pessoal?

Os riscos relacionados à segurança pessoal são situações, ações ou eventos que podem causar danos ou perdas à integridade física, mental, moral ou patrimonial de uma pessoa. Esses riscos podem variar dependendo do ambiente, localização, estilo de vida e outras circunstâncias individuais. Alguns dos riscos mais comuns relacionados à segurança pessoal incluem:

  1. Acidentes: Riscos de acidentes automobilísticos, quedas, incêndios, afogamentos e outros incidentes imprevistos que podem causar ferimentos graves ou até mesmo a morte.
  2. Furto: Risco de ter pertences pessoais, como carteira, celular ou bolsa, subtraídos por criminosos em situações de descuido ou vulnerabilidade.
  3. Roubo/Assalto: Risco de ser vítima de roubo ou assalto, onde criminosos utilizam de violência ou ameaça para subtrair pertences ou valores.
  4. Sequestros: Risco de ser alvo de sequestro, seja para fins de extorsão, resgate ou outros motivos criminosos.
  5. Espionagem: Risco de ser monitorado ou espionado por terceiros, seja por razões pessoais, políticas ou empresariais.
  6. Chantagem: Risco de ser coagido ou ameaçado com o objetivo de obter vantagens financeiras ou outras concessões.
  7. Sabotagem: Risco de ter atividades ou planos prejudicados por ações maliciosas de terceiros.
  8. Desmoralização: Risco de sofrer ataques à reputação ou à imagem pessoal, com o objetivo de causar danos emocionais e psicológicos.
  9. Agressões Físicas e Morais: Risco de ser vítima de agressões verbais, psicológicas ou físicas por parte de terceiros.

É importante ressaltar que os riscos podem variar de acordo com o local, o contexto social e econômico, e a exposição individual. Além disso, a prevenção adequada pode reduzir significativamente a probabilidade de se tornar uma vítima desses riscos.

segurança pessoal

Quais são os possíveis danos e perdas relacionados à Segurança Pessoal?

Os danos e perdas relacionados à segurança pessoal podem ser divididos em três categorias principais:

  1. Danos à saúde: Referem-se a lesões físicas ou danos à saúde que uma pessoa pode sofrer em decorrência de incidentes como acidentes, agressões físicas, sequestros ou outras situações de risco. Esses danos podem variar de ferimentos leves a graves, e em alguns casos, podem levar à morte.
  2. Danos de ordem moral: Dizem respeito aos danos aos bens intangíveis de uma pessoa, como sua moral, reputação ou imagem perante a sociedade. Isso pode ocorrer em situações de desmoralização, chantagem, espionagem ou até mesmo exposição pública de informações pessoais sensíveis.
  3. Danos materiais: Englobam a perda de bens, valores e numerários decorrentes de eventos como furtos, roubos ou sabotagens. Isso pode incluir a subtração de pertences, destruição de propriedades ou prejuízos financeiros.

Danos e perdas adicionais:

Além dessas três categorias principais, é importante destacar que os danos e perdas relacionados à segurança pessoal podem ter efeitos duradouros e impactar significativamente a qualidade de vida de uma pessoa. Alguns exemplos adicionais de possíveis danos e perdas incluem:

  • Danos psicológicos: Traumas emocionais e psicológicos causados por eventos traumáticos, como assaltos violentos ou sequestros, que podem levar a transtornos como ansiedade, depressão ou síndrome do estresse pós-traumático.
  • Danos financeiros: Prejuízos financeiros decorrentes de furtos, roubos ou fraudes que afetam diretamente o patrimônio da pessoa.
  • Danos profissionais: Em casos de chantagem ou desmoralização, pode haver danos à carreira e oportunidades profissionais.
  • Danos sociais: A perda de confiança em outras pessoas e uma maior dificuldade em se relacionar de forma aberta e confiante com os outros.

A prevenção é fundamental para reduzir os danos e perdas relacionados à segurança pessoal. Ao adotar medidas preventivas e estar atento ao ambiente e aos riscos, é possível minimizar as chances de se tornar uma vítima e proteger a própria integridade física e emocional, bem como seu patrimônio e reputação.

Qual o conceito de prevenção na Prevenção na Segurança Pessoal?

O conceito de prevenção na segurança pessoal refere-se à adoção de medidas e estratégias antecipadas e proativas para evitar ou minimizar os riscos relacionados à integridade física, mental, moral e patrimonial de uma pessoa. A prevenção na segurança pessoal tem como objetivo reduzir ao máximo possível as chances de ocorrência de incidentes prejudiciais e proteger o indivíduo de possíveis danos.

A prevenção na segurança pessoal baseia-se na identificação e avaliação dos riscos existentes no ambiente em que a pessoa está inserida. Isso inclui analisar possíveis ameaças, vulnerabilidades e oportunidades que possam ser exploradas por criminosos ou que possam representar perigos, como acidentes.

A partir dessa análise, são adotadas medidas preventivas que visam eliminar ou reduzir os riscos identificados. Essas medidas podem incluir comportamentos preventivos, mudanças de hábitos, ações de segurança específicas ou até mesmo a contratação de serviços profissionais de segurança, dependendo da necessidade e do perfil de proteção de cada indivíduo.

A prevenção na segurança pessoal está relacionada com a ideia de que é melhor evitar situações de risco do que ter que lidar com as consequências negativas após um incidente ocorrer. Ao adotar uma abordagem preventiva, o indivíduo se antecipa a possíveis ameaças, toma decisões mais seguras e reduz sua exposição a perigos potenciais.

É importante ressaltar que a prevenção na segurança pessoal não significa eliminar todos os riscos, pois isso é praticamente impossível. Em vez disso, busca-se reduzir a probabilidade de ocorrência de eventos negativos e estar melhor preparado para lidar com situações imprevistas caso elas ocorram. A prevenção é uma atitude proativa que promove a segurança, a tranquilidade e o bem-estar do indivíduo.

O que são Medidas de Segurança Pessoal?

Medidas de segurança pessoal são ações, estratégias e procedimentos tomados por um indivíduo para proteger sua integridade física, mental, moral e patrimonial, bem como a de outras pessoas ao seu redor. Essas medidas têm como objetivo reduzir a exposição a riscos e evitar situações de perigo, prevenindo possíveis danos e ameaças.

As medidas de segurança pessoal podem variar dependendo das necessidades e das circunstâncias específicas de cada pessoa. Elas podem ser agrupadas em:

  1. Comportamento Preventivo: Adotar atitudes e práticas preventivas no dia-a-dia, como evitar locais de risco elevado, não seguir uma rotina muito previsível, estar atento ao redor, evitar contato com pessoas suspeitas, entre outros.
  2. Uso de Serviços de Segurança Pessoal: Algumas pessoas devido a sua posição social ou financeira requerem, além da adoção de comportamento preventivo, a implementação de um serviço de segurança pessoal profissional.

O que são Serviços de Segurança Pessoal?

Os Serviços de Segurança Pessoal são atividades profissionais voltadas para a proteção e salvaguarda da integridade física, mental, moral e patrimonial de indivíduos específicos. Esses serviços têm como objetivo garantir a segurança de pessoas que enfrentam riscos especiais devido à sua posição social, ocupação, exposição pública ou outras circunstâncias que as tornem alvos potenciais.

Os Serviços de Segurança Pessoal podem ser executados por agentes públicos ou privados, nos termos da lei, e envolvem uma série de medidas preventivas e reativas para evitar ameaças e prevenir possíveis danos. Esses serviços são personalizados e adaptados às necessidades e perfil de proteção de cada indivíduo, podendo incluir:

  1. Escolta Pessoal: Acompanhamento de uma pessoa em suas atividades diárias, como deslocamentos, viagens ou eventos, visando garantir sua segurança e minimizar riscos.
  2. Proteção de Autoridades: A segurança de autoridades envolve a segurança de pessoas que ocupam cargos relevantes no Estado ou instituições, como chefes de Estado, ministros, governadores, juízes e outras autoridades.
  3. Proteção de Executivos: Segurança de executivos que, devido à sua posição em uma empresa ou negócio, requerem medidas especiais de proteção.
  4. Proteção de Celebridades: Segurança de artistas, cantores, personalidades públicas ou qualquer pessoa famosa que esteja sujeita a riscos específicos devido à sua exposição pública.
  5. Proteção de Familiares: Em alguns casos, familiares de autoridades, executivos ou celebridades também podem requerer proteção especial.

Quem pode prestar os serviços de segurança pessoal?

Os serviços de segurança pessoal podem ser executados por diversas entidades autorizadas pela lei, tais como:

  • Forças Armadas: Algumas forças militares podem ser responsáveis pela segurança de autoridades de alto escalão, especialmente em contextos políticos.
  • Forças de Segurança Pública: Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Polícias Estaduais podem ser responsáveis pela segurança de autoridades e pessoas com proteção especial.
  • Empresas de Segurança Privada: Empresas especializadas legalmente autorizadas podem oferecer serviços de segurança pessoal por meio de vigilantes de segurança pessoal privada (VSPP).

A contratação de serviços de segurança pessoal é uma decisão importante e deve ser feita com critério, levando em consideração as necessidades e os riscos específicos de cada indivíduo. A segurança pessoal profissional pode ser uma ferramenta importante para reduzir riscos e proporcionar tranquilidade em situações que demandam proteção especializada.

Conclusão:

Nossa jornada em busca de segurança pessoal chega ao fim, mas não sem antes reforçarmos a importância desse tema em nossas vidas. Neste guia, exploramos conceitos, práticas e estratégias que podem fazer toda a diferença em nossa segurança cotidiana. Afinal, a prevenção é a chave para garantir nossa integridade física, mental e patrimonial.

Aprendemos que a segurança pessoal é uma responsabilidade individual, e que cada um de nós pode se tornar um agente ativo em sua própria proteção. Adotar comportamentos preventivos, estar alerta ao ambiente ao nosso redor e confiar em nossos instintos são passos fundamentais para fortalecer nossa segurança.

Além disso, reconhecemos a importância de conhecer os riscos aos quais estamos expostos e de estar preparados para enfrentar situações de emergência. O conhecimento é nosso aliado mais poderoso, e quanto mais informados estivermos, mais capacitados estaremos para lidar com os desafios que surgirem em nosso caminho.

Como leitura complementar, convido-o a ler o artigo “Como Escolher a Empresa de Segurança Pessoal Mais Adequada”. Nesse artigo, você encontrará orientações valiosas para escolher a empresa de segurança que melhor se alinha às suas necessidades. A proteção pessoal é um investimento valioso, e a escolha criteriosa da empresa certa é fundamental para garantir sua segurança e tranquilidade

Você Gostou do Artigo?

Você está em busca de conhecimentos atualizados e oportunidades para aprimorar sua especialização na área de segurança privada? Não perca a chance de se manter informado e conectado com as últimas tendências e insights do setor!

Inscreva-se, em nossa Newsletter e junte-se ao nosso Grupo no WhatsApp para receber notificações sobre novos artigos, dicas valiosas e recursos adicionais que irão impulsionar sua carreira como especialista em segurança privada.

Não deixe que a oportunidade de se manter à frente das mudanças no campo da segurança privada passe despercebida. Nossos e-mails sobre publicações e Grupo do WhatsApp são fontes essenciais de informações atualizadas e valiosas, projetadas especialmente para profissionais ambiciosos como você.

Se você gostou do artigo e/ou se ele foi útil para você deixe seu comentário logo abaixo e compartilhe suas opiniões conosco, contribua para enriquecer o conteúdo do artigo. Sua opinião é muito valiosa!

Forte abraço e sucesso!

José Sérgio Marcondes – CES – CPSI

Especialista em Segurança Empresarial

Consultor em Segurança Privada

Diretor do IBRASEP

Siga-me nas minhas redes sociais!

Leia também…

Sugiro a leitura dos artigos a seguir como forma de complementar o aprendizado desse artigo.

Segurança Pessoal Privada: Descubra suas Características, Funcionamento e Importância

Empresa de Segurança Pessoal: O que é? O que Faz? Como Funciona?

Vigilante de Segurança Pessoal Privada (VSPP): Descubra como é a profissão e o que faz

Dados para Citação Artigo

MARCONDES, José Sérgio (08 de setembro de 2016). Segurança Pessoal: O que significa? Riscos e medidas preventivas. Disponível em Blog Gestão de Segurança Privada: https://gestaodesegurancaprivada.com.br/seguranca-pessoal-conceito/– Acessado em (inserir data do acesso).

"? Fique por Dentro! Junte-se ao Nosso Grupo de WhatsApp!

Quer ser o primeiro a receber todas as atualizações do nosso blog? Então, não perca tempo! Junte-se ao nosso Grupo de WhatsApp agora mesmo e esteja sempre atualizado(a) com as últimas postagens.

Sobre o Autor

José Sergio Marcondes
José Sergio Marcondes

José Sergio Marcondes é formado em Gestão de Segurança Privada e possui MBA em Gestão Empresarial e Segurança Corporativa. É especialista em Segurança Privada, certificado com CES (Especialista em Segurança Empresarial) e CPSI (Certificado Profissional em Segurança Internacional). Atualmente, atua como consultor e diretor do IBRASEP, trazendo uma notável expertise em segurança, além de possuir sólidos conhecimentos nas áreas de gestão empresarial Com mais de 30 anos de experiência na área de segurança privada, acumulando resultados relevantes nas áreas operacionais, administrativas e comerciais.

20 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


  1. Olá Peixoto Salador!
    Fico muito de feliz em saber que é um leitor assíduo dos meus artigos.
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  2. Sempre que leio seu artigo saio claro no estudo sobre a seguranca. agradeco imensamente por nos fornecer este saber

  3. Olá Milena!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  4. Olá Peixoto Salvador!
    Tudo bem com você? Espero que sim!
    Fico muito feliz em saber que você está gostando dos meus artigos e que eles estão contribuindo para o seu aprzado.
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  5. Olá Alberto Nambalo!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso.

  6. Gostei muito das informações sobre a função do Agente de Segurança Pessoal.
    Gostaria de saber sobre as novas atualizações sobre a aposentadoria especial que está sendo tramitada na Justiça!
    Um belo trabalho, fazer conhecer o que um Agente de Segurança Pessoal até mesmo a profissão de um Vigilante.
    Obrigado!
    Sucesso!

  7. Olá Ramon Vieira!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Suas sugestões de publicações foram anotadas e serão publicadas assim que possível.
    Forte abraço e sucesso.

  8. Excelente artigo .
    Parabéns .
    Seria interessante publicar um artigo sobre segurança em locais específicos como shopping , universidades/ faculdades /escolas etc.
    Mais uma vez , parabéns.

  9. Olá Júnior!
    O vigilante de Segurança Pessoal Privada não pode ser contratado diretamente pelo cliente. De acordo com a legislação atual, o serviço de segurança pessoal deve ser prestado por uma empresara de segurança devidamente autorizada pela Polícia Federal.
    Forte abraço e sucesso.

  10. boa tarde, gostaria de saber se o vigilante devidamente autorizado pela PF, pode exercer a profissao de segurança pessoal em contrato direto com o cliente? pois me foi falado que e possivel que o vigilante utilize o armamento que sera adquirido pelo contratante e ficará sob responsabilidade do segurança em quanto estiver de serviço. seria uma contrataçao sem intermedio de uma empresa de segurança.o que voce acha? obrigado

  11. Olá UEMERSON!
    Obrigado pelo seu comentário.
    Forte abraço e sucesso!

  12. BOA NOITE !EXCELENTE AS INFORMAÇÕES DO SITE BEM EXPLICADO E EFICIENTE.

  13. Ola´Paulo Soares!

    A legislação atual sobre segurança privada, permite o uso de cães na segurança privada desde que, conduzido por um condutor credenciado em curso de formação de condutor de cães.
    Art. 141. Os cães adestrados deverão estar sempre acompanhados por vigilantes devidamente habilitados para a condução do animal.
    O foco da legislação e o uso do cão na vigilância patrimonial.
    O risco de se utilizar o cão na segurança pessoal, é em função de não existir uma legislação que discipline essa atividade, no caso de um acidente envolvendo o cão a empresa ou canil poderá ter complicações legais, o fato de não existir uma legislação que proíba, não significa que é permitido.
    Sugiro uma consulta a Policia Federal.
    Forte abraço e sucesso na sua carreira!

  14. Gostaria de saber, se tem alguma lei que permite ou proíbe o uso de CÃES na segurança PESSOAL? E se uma empresa de segurança privada ou um canil devidamente regulamentado pode oferecer este serviço?

  15. Olá Carlos Seraphim!

    Obrigado pelo seu comentário.

    Concordo com você, a legislação que aborda o assunto deve ser melhorada a fim de proporcionar melhores condições de ação para os agentes da segurança pessoal.
    Sua sugestão também sobre a “defesa pessoal na forma de arte marciais” é pertinente e importante como medida de segurança e será incluída no artigo.

    Forte abraço e sucesso na sua carreira profissional!

  16. PERFEITO… Sua visão se assemelha aos cursos estrangeiros que cada dia mais se preocupam em demonstrar a importância da segurança privada principalmente nos cursos de qualificação profissional, já que somos a linha de defesa que obstrue a ação danosa em seus mais variados tipos. No Brasil alguns desses cursos já fecham parcerias inclusive. Agora devemos somente nos estender na legislação que ainda dificulta a execução das tarefas da profissão. Tanto a portaria acima mencionada como o estatuto da segurança que tramita na câmara tem pontos que devem ser atualizados devido a realidade, principalmente dos grandes centros urbanos. Uma sugestão somente, no assunto referente as medidas a serem tomadas poderia ser citado também a defesa pessoal na forma das artes marciais, apesar de não serem todos que consigam mas é uma alternativa que torna capaz de se defender ante ao dano, e um profissional tem que ter uma básica idéia também. Parabéns.

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.